Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Os serviços ecossistêmicos são essenciais para a manutenção da vida da forma que a conhecemos

Um ecossistema é definido como um dinâmico e complexo relacionamento entre plantas, animais e comunidades de micro-organismos e de elementos não vivos (solo, água, ar), todos interagindo em equilíbrio. Os serviços ecossistêmicos são os bens e serviços que nós obtemos dos ecossistemas direta ou indiretamente.

O bem-estar populacional e econômico depende da disponibilidade de recursos naturais, que compõem o chamado capital natural. Para que isso seja possível, é necessário um equilíbrio ambiental, garantindo a estabilidade dos serviços ecossistêmicos. Estes serviços são estruturados em quatro categorias, que combinam questões socioeconômicas e ambientais. São eles os serviços de provisão, de regulação, cultural e de suporte.

Serviços de provisão

Os serviços de provisão incluem todos os recursos fornecidos pelos ecossistemas e consumidos, de alguma forma, pelos seres humanos. Eles podem ser:

  • Alimentos: frutos, vegetais, raízes, animais e produtos de origem animal;
  • Matéria-prima: madeira, biomassa, óleos;
  • Água potável, ou seja, com a qualidade necessária para o consumo;
  • Recursos genéticos ou medicinais.

Serviços de regulação

Os serviços de regulação englobam funções ecossistêmicas responsáveis por equilibrar as condições ambientais naturais. As florestas, por exemplo, influenciam no ciclo hidrológico, na qualidade do ar e na composição do solo de acordo com as suas características.

A vegetação do cerrado, contribui para a manutenção de nascentes, favorecendo a abundância e a qualidade da água. Os ecossistemas também funcionam como uma zona de amortecimento para desastres naturais. Os mangues e os corais protegem a costa das ações das ondas.

Serviços culturais

Os serviços culturais representam benefícios não materiais fornecidos pelos ecossistemas. Eles podem ser usados para a recreação e o turismo. Mas também para o desenvolvimento de pesquisas e enriquecimento espiritual.

Serviços de suporte

Os serviços de suporte são aqueles necessários para que os outros serviços existam. Eles são responsáveis, ainda que indiretamente e em longo prazo, para a formação de solos e habitats, ciclo dos nutrientes, produção de oxigênio, entre outros processos. Também englobam a variedade genética que é responsável pela biodiversidade de espécies em um local.

Exemplos de serviços ecossistêmicos

Vegetação

  • Regulação do ciclo hidrológico e do clima;
  • Aumento da qualidade do ar, a partir do sequestro de carbono;
  • Contenção da sedimentação e assoreamento nos cursos d’água;
  • Contenção da erosão;
  • Purificação e qualidade da água;
  • Controle do fluxo de água, reduzindo ocorrência de enchentes.

Rio

  • Água para consumo e abastecimento humano;
  • Fonte de alimentos e sustento, como a pesca;
  • Autodepuração (capacidade de degradar poluentes naturalmente);
  • Recreação.

Solo

  • Controle de erosão;
  • Ciclagem de nutrientes;
  • Filtragem de água;
  • Abastecimento de aquíferos; e
  • Fornecimento de nutrientes para as plantas.

Ecossistema como um todo

  • Beleza cênica;
  • Biodiversidade;
  • Espécies com propriedades medicinais;
  • Fornecimento de recursos necessários para a sobrevivência.

Esses são apenas alguns exemplos de serviços ecossistêmicos prestados. Vale ressaltar que diferentes ecossistemas apresentam diferentes serviços ecossistêmicos, a depender das condições físico-químicas e da sua localização geográfica.

Importância dos serviços ecossistêmicos

Os serviços ecossistêmicos são fundamentais para a sobrevivência humana e ambiental. A preservação dos ecossistemas é importante para garantir a manutenção dos recursos ambientais, essenciais para a sobrevivência e o bem-estar populacional. Além disso, a existência de recursos naturais de qualidade contribuem economicamente para o país, reduzindo gastos como o tratamento de água e proporcionando qualidade de vida para a população.

Instrumentos

Como uma forma de destacar a importância dos serviços ecossistêmicos, surgem instrumentos de gestão como o pagamento por serviços ambientais (PSA). Esse é um instrumento baseado no mercado para financiamento da conservação. Ele considera os princípios do usuário-pagador e provedor-recebedor, pelos quais aqueles que se beneficiam dos serviços ambientais (como os usuários de água limpa) devem pagar por eles.

Por fim, aqueles que contribuem para a geração desses serviços (como os usuários de terra a montante) devem ser compensados por proporcioná-los. Assim, essa ferramenta busca conservar e promover o manejo adequado por meio de atividades de proteção e de uso sustentável. Saiba mais na matéria:

Além do pagamento por serviços ambientais, também existem alguns conceitos do Direito Ambiental que levam em conta os serviços ecossistêmicos. São eles o Princípio do Poluidor Pagador, o Princípio de Prevenção e o Princípio de Precaução. Entenda mais nas matérias:

Por último, instrumentos legislativos como o Código Florestal, que estabelece Áreas de Preservação Permanente e de Reserva Legal, também contribuem para a manutenção dos serviços ecossistêmicos.

As Áreas de Preservação Permanente tem como objetivo mitigar os impactos socioambientais causados pela ação humana. Assim, buscam a proteção dos recursos hídricos, a conservação da biodiversidade e a redução da erosão do solo. Já a Reserva Legal é a área de um imóvel rural que, coberta por vegetação natural, pode ser explorada com manejo florestal sustentável, nos limites estabelecidos em lei para o bioma em que se encontra a propriedade.

Entenda mais sobre o assunto nas matérias:

Confira o vídeo ilustrativo para entender melhor os serviços ecossistêmicos.