Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Entenda a necessidade dos cuidados veterinários necessários para a manutenção da saúde do seu animal de estimação

Os cuidados veterinários não são apenas necessários durante tempos de crise ou doença na vida de um animal. Manter exames de rotina e check-ups constantes em dia podem ajudar na prevenção de doenças e complicações, ajudando no bem-estar do pet. 

A ação de ser tutor de um animal vem com diversas responsabilidades, incluindo os cuidados veterinários. Um bom tutor deve oferecer cuidados de qualidade para providenciar a saúde do seu animal. 

Assim como na saúde humana, os check ups são os melhores tipos de prevenção para algumas condições. Além disso, o diagnóstico cedo pode potencializar o tratamento de possíveis doenças graves.

Contudo, durante períodos conturbados na saúde dos animais, como em fases finais de tratamentos de doenças terminais, esses cuidados podem acabar se tornando fúteis. Entenda a diferença entre os cuidados veterinários essenciais e aqueles que podem acabar sendo fúteis. 

Cuidados veterinários necessários

Providenciar abrigo, alimentação adequada e água é um dever dos tutores dos animais. Porém, além dos cuidados necessários, existe uma atenção especial que fica encarregada à profissionais da área veterinária. Essa atenção, embora exercida por profissionais, deve ser disponibilizada pelo tutor. 

Alguns dos cuidados veterinários essenciais incluem: 

  • Vacinações
  • Castração 
  • Cuidados dentários
  • Prevenção e tratamento de pulgas
  • Prevenção e tratamento de vermes
  • Controle de parasitas
  • Check Ups anuais 
  • Cuidados para animais idosos

Todos esses serviços devem ser procurados por potenciais tutores, para providenciar o melhor cuidado veterinário para o animal. Além disso, em casos de doenças mais graves, outros tratamentos devem ser avaliados e cumpridos. 

Cuidados fúteis

Muitos animais são considerados parte da família. Portanto, parece errado considerar que alguns cuidados veterinários possam ser fúteis. Entretanto, especialistas acreditam que cuidados excessivos também devem ser evitados, principalmente durante o tratamento de doenças terminais. 

De acordo com um estudo publicado pelo Journal of the American Veterinary Medical Association, cerca de 89% dos veterinários entrevistados já administraram algum tipo de cuidado fútil. Mas afinal, o que são considerados cuidados fúteis? A definição usada na pesquisa indica que cuidados fúteis são todos os tratamentos que são continuados quando o resultado esperado não pode mais ser alcançado. Eles ocorrem, principalmente, em casos de doenças terminais. 

A justificativa para esse tipo de cuidado é de que veterinários sentem uma obrigação aos tutores dos animais, providenciando um tratamento que estenda a vida dos bichos. Isso não é necessariamente uma coisa ruim, muitas vezes esse prolongamento não dificulta a vida do animal, e é apenas “neutro” — ou seja, não providencia uma melhor qualidade de vida. 

Na pesquisa, 60% dos veterinários acreditam que é necessário oferecer todas as opções de tratamento, enquanto 76,3% concordam que os tratamentos fúteis beneficiam os tutores. 

Por outro lado, é possível que esses tratamentos causem sofrimento moral em profissionais da área. Em muitos casos, a comunidade veterinária acredita que eles sabem do certo a se fazer, mas são impedidos de fazê-lo. 

Imagem de Mimzy por Pixabay 

O que fazer? 

Em relação a esses dilemas veterinários, o importante é considerar o bem-estar e saúde do animal. Os cuidados veterinários devem ser feitos para contribuir para a sua saúde, e não deteriorá-la. 

Por outro lado, se despedir de um animal em estado terminal não é fácil e o ato de tentar estender a sua vida é esperado por muitos tutores. Os laços criados com bichos de estimação são muito importantes e impactantes na vida das pessoas, por isso, a comunidade veterinária deve entender o lado dos tutores.