Veja como dar um banho em seu animal de estimação de um modo bom para ele e para o meio ambiente

eCycle

Quando nosso cachorrinho ou gatinho já não está cheirando tão bem, logo queremos dar um banho nele. Mas quais são as preocupações necessárias? Confira

 Quando dar banho?

Existem pessoas que dão banho em animais de estimação mais do que uma vez por semana. Isso é desnecessário e até perigoso, pois pode ressecar a pele do animal e retirar a proteção natural, causando dermatites.

Banhos uma vez por semana são mais apropriados para cães de pelos longos e algumas raças de cães que têm tendência a ter a pele oleosa e ficam "fedidinhas" com mais frequência, como é o caso do cocker spaniel e do pastor alemão. Cães de pelos curtos só precisam de banho uma ou duas vezes por mês. Gatos, só a cada três meses, pois tomam “banho” sozinhos (mas atenção: se o seu gatinho está se lambendo mais do que de costume, pode ser um indicativo de problemas).

Escovação

Escovar o animal antes do banho retira os pelos mortos, aumenta a eficiência do xampu e evita que esses pelos caiam no ralo (na hora do banho), causando entupimento. Depois do banho, escove mais uma vez para dar uma aparência mais brilhante.

A colaboração do animal

Este é provavelmente o item mais importante. Se o seu animal é daqueles que se escondem ao ouvir a palavra “banho”, você terá trabalho em dobro e ele também se estressa muito, além de poder escapar e se machucar por causa da agitação. Para evitar que isso aconteça, ele vai precisar de treinamento e recompensas - tenha paciência. No início do treinamento, evite que ele veja os preparativos do banho e o engane para atraí-lo até o banheiro. Ao chegar, feche a porta, dê um petisco, coloque para tocar uma música clássica relaxante (em volume baixo, pois eles têm uma audição muito mais sensível do que a nossa), faça bastante carinho antes de começar o banho, mas não demore muito, senão a água vai esfriar. Mostre para ele o chuveirinho, para que ele não se assuste quando for enxaguado.

A escolha do xampu

Muitos xampus para cães e gatos estão disponíveis em quaisquer supermercados, mas podem conter substâncias químicas nocivas para a pele do seu melhor amigo e também para o meio ambiente. Prefira produtos com ingredientes naturais, como o Propovets, uma linha de produtos de cuidado animal feito a partir de própolis verde. (Também disponível na Loja eCycle).

Como economizar água no banho

Use uma banheira ou bacia com água morna em uma altura um pouco acima dos “cotovelos” do animal. Molhe e ensaboe o animal nessa água. Depois, para enxaguar, use o chuveirinho.

Secagem dos pelos

É muito importante secar os pelos do animal, especialmente se ele tiver pelos longos, para evitar a proliferação de fungos. Além disso, cães, quando estão úmidos gostam de rolar na terra (ou no tapete limpinho da sua sala de estar) para se secar.

Use uma toalha primeiro para tirar o excesso de umidade e, depois, o secador. Assim, você gasta menos energia. É importante que o secador não esteja muito quente para não machucar o animal. Sinta a temperatura na sua mão constantemente para saber se está agradável.

Banho a seco

É uma alternativa pouco conhecida e não deve ser feita sempre, só quando, por algum motivo, você não puder dar um banho completo no seu animalzinho. Para dar um banho seco em seu cão ou gato, leve-o a uma área aberta e fácil de limpar. Escove os pelos dele e aplique a mistura de uma xícara de amido de milho com ¼ de xícara de bicarbonato de sódio, massageando para que essa mistura absorva a oleosidade, os odores e a sujeira. Atenção: não coloque nada sobre feridas abertas, pois atrapalha a cicatrização. Depois, escove o animal novamente para retirar a mistura completamente.

Perfumes

Assim como os xampus, perfumes podem ter componentes químicos nocivos ao animal e ao meio ambiente, por isso, se for usar, prefira os que são feitos com ingredientes naturais e óleos essenciais. Mas saiba que os perfumes de cães e gatos agradam apenas aos donos. Os animais têm um olfato muito sensível e o perfume os incomoda.

Outros animais

As dicas que demos aqui servem para cães e gatos. Quem tem um animalzinho diferente deve tomar cuidados de acordo com a espécie. Chinchilas se banham sozinhas rolando em pó de mármore, que você encontra em pet shops. Aves também se banham sozinhas se você deixar uma banheirinha (não muito cheia) com água disponível. Não use xampu para banhar uma ave a não ser que o veterinário tenha recomendado para tratar uma eventual doença, senão você pode causar um problema para a pele dela, retirando a proteção natural das penas. Quanto aos hamsters e coelhos, só devem ser banhados se houver alguma sujeira pegajosa ou tóxica em seus pelos. O ideal é levar a um veterinário, pois ele saberá dar um banho mais seguro. Se, após a limpeza da gaiola, você perceber que o seu hamster está com um cheiro ruim, consulte um médico veterinário, pois pode ser uma micose ou comportamento de reprodução (no caso das fêmeas, o período de cio, e no caso dos machos, marcação de território).

Observação importante

Nunca use produtos destinados a humanos e muito menos produtos de limpeza (como detergentes e sabão em pó) em animais, pois podem causar alergias, ferimentos e até queimaduras.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail