Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Conheça alguns chás para gripe que podem ajudar a aliviar sintomas como coriza e dor de garganta

Imagem editada e redimensionada de Ellieelien, está disponível no Unsplash

Os chás para gripe podem ser ótimos aliados na hora de enfrentar os sintomas indesejados, como dor de garganta, dor muscular e congestionamento nasal. Além disso, é reconfortante saborear uma bebida quente quando estamos precisando de cuidado.

Algumas evidências sugerem que alguns chás podem aliviar os sintomas de infecção respiratória. Entenda:

1. Chá de limão

Beber chá de limão ou espremer limão em outros chás é um remédio caseiro que as pessoas usam há décadas. A vitamina C desempenha um papel importante no organismo e tem muitos benefícios para a saúde. Presente na bergamota, laranja, folhas verdes e no limão, a vitamina C pode aliviar infecções do trato respiratório superior e outras doenças (confira aqui estudo a respeito).

2. Chá de sabugueiro

O sabugueiro é uma árvore com flores roxas nativa da Europa. Muitas pessoas acreditam que o extrato de sabugueiro pode ajudar a se recuperar mais rapidamente de infecções como gripe e resfriado comum. Estudos confirmam que o sabugueiro tem propriedades antivirais e antimicrobianas, sendo eficaz para reduzir a duração da gripe, mas não existem estudos específicos sobre o uso do chá de sabugueiro no tratamento de resfriados. (confira aqui estudos a respeito: 1 e 2).

3. Chá de equinácea

Há muitas pesquisas conflitantes sobre o efeito dos chás de equinácea para gripe. Alguns estudos sugerem que ela estimula a atividade imunológica, encurtando a duração de infecções causadas por vírus e bactérias.

Um estudo concluiu que beber chá de echinacea pode reduzir a duração de problemas no trato respiratório superior, bem como a gripe. Mas outros estudos afirmam que ainda não há comprovação a respeito dos benefícios dos chás de equinácea para a saúde (confira aqui os estudos 3 e 4).

4. Chá de gengibre

O gingerol é o principal composto bioativo do gengibre, sendo responsável por grande parte de suas propriedades medicinais. Ele possui poderosos efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes (confira aqui estudo a respeito: 5).

Em um estudo, consumir 2 gramas de gengibre por dia, durante 11 dias, reduziu significativamente a dor muscular (sintoma comum em casos de gripe).

De acordo com outro estudo, o gengibre não tem um impacto imediato, mas pode ser eficaz na redução da progressão diária da dor muscular. Acredita-se que esses efeitos sejam mediados pelas suas propriedades anti-inflamatórias.

O gengibre fresco também pode ser eficaz contra o vírus sincicial respiratório (VSR), uma causa comum de infecções respiratórias (confira aqui estudo a respeito: 6).

Outros remédios caseiros

Existem muitos outros remédios caseiros que você pode experimentar enquanto se recupera de um resfriado ou dor de garganta.

  • Manter-se hidratado é essencial para sua saúde, mesmo quando você não esteja enfrentando uma gripe. Procure beber de oito a dez copos de água ou outros líquidos não cafeinados enquanto descansa e se recupera da gripe;
  • De acordo com estudo, suplementos de zinco podem ajudar a reduzir a duração da gripe, especialmente se você puder tomá-los dentro de 24 horas após o aparecimento dos sintomas.

Quando procurar ajuda médica

Pode levar algum tempo até que os sintomas da gripe desapareçam. A gripe é causada por vírus, o que significa que não há muito o que seu médico possa oferecer além de medicamentos para aliviar os sintomas.

No entanto, se os sintomas persistirem por mais de três semanas ou se você notar que eles se agravam após dez dias, procure ajuda médica.

Sintomas semelhantes aos de uma gripe, mas que duram muito tempo pode ser infecção bacteriana que precisa de tratamento médico.

Os sintomas incluem:

  • Pressão ou dor ao redor da testa;
  • Corrimento nasal colorido (marrom, verde ou manchado de sangue);
  • Febre;
  • Sudorese, tremores ou calafrios;
  • Dificuldade em engolir;
  • Tosse intensa e tosse de “cachorro”;
  • Dificuldade para respirar.


Veja também: