Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Existem alimentos que, se consumidos na quantidade correta, podem aumentar a felicidade, entenda mais

Se preferir, vá direto ao ponto Esconder

Acredita-se que existam alimentos que aumentam a felicidade quando consumidos na quantidade correta. A dieta sempre teve um papel importante na saúde e bem estar gerais, porém, seu impacto na saúde mental é pouco estudado. 

Uma pesquisa publicada no Journal of the Academy of Nutrition and Dietetics sugere que o consumo de vegetais pode alterar positivamente as nossas emoções. Nela, a dieta de 75 adultos foi analisada por oito semanas enquanto eles comiam alimentos sugeridos pelos pesquisadores. Enquanto a escolha dos vegetais variava pelo participante, as porções eram as mesmas.

A quantidade dos alimentos indicada a cada participante era baseada nas Diretrizes Dietéticas dos Estados Unidos. Isso resultou no consumo de duas a três porções por dia. Enquanto os indivíduos conseguiam escolher quais vegetais adicionar na dieta, eles foram instruídos a selecionar aqueles de coloração verde, vermelha e laranja todos os dias.

Notou-se que os níveis da Escala de Felicidade Subjetiva dos indivíduos haviam aumentado depois do tempo de estudo. Portanto, é possível afirmar que o consumo desses alimentos afeta o bem-estar psicológico dos seres humanos. 

Efeitos no organismo 

Os vegetais são alimentos que aumentam a felicidade do ser humano, mas quais propriedades têm esse efeito? Por conta da liberdade dos participantes da pesquisa de escolher a própria dieta, os cientistas não conseguiram apontar quais desses alimentos apresentam melhores resultados e quais são eles. Por isso, eles estimaram e teorizaram baseando-se nos nutrientes dos vegetais disponíveis no estudo. 

Os alimentos são ricos em micronutrientes essenciais para o organismo, como zinco, magnésio, ferro e folato — que são importantes para as funções mentais. Além disso, o efeito dos antioxidantes também foi indicado como motivo da saúde mental por conta do seu papel na diminuição do estresse oxidativo

A vitamina C, por exemplo, é rica em antioxidantes que ajudam a regular a transmissão de dopamina a serotonina no organismo. A dopamina é um neurotransmissor responsável pelo prazer, satisfação, motivação e habilidade de nos fazer pensar. A serotonina age diretamente no humor, bem-estar e felicidade do ser humano. 

O folato, ou vitamina B9, também é responsável pela produção de serotonina e dopamina no organismo. 

Outro fator importante para a felicidade é a fibra. Enquanto a permeabilidade do intestino pode resultar em episódios depressivos, a fibra alimenta bactérias que ajudam no seu revestimento. Ela também tem propriedades anti-inflamatórias, que diminuem os sintomas de depressão

As frutas também são ricas nessas propriedades nutritivas, porém, outros estudos são necessários para os seus efeitos na saúde mental. Os pesquisadores que atuaram no estudo recomendam o consumo de vegetais em 75% e das frutas em 25%.