A importância de cuidar da saúde do cérebro

eCycle

Saiba mais sobre o cérebro, órgão responsável pela memória e pela inteligência, e confira dicas para mantê-lo saudável

cérebroImagem de Olav Ahrens Røtne em Unsplash

O cérebro é um órgão composto por uma grande massa de tecido nervoso protegido dentro da caixa craniana. Conhecido como o órgão mais importante da biologia humana, ele desempenha um papel em todos os principais sistemas do corpo. Na caixa craniana está localizado o encéfalo, uma parte do sistema nervoso central que é responsável por processar e responder às mensagens que recebe.

O cérebro é composto por neurônios, células nervosas responsáveis por transmitir impulsos ao cérebro. Base do sistema nervoso, o neurônio é a célula característica do sistema nervoso, que tem a capacidade de estabelecer conexões entre si ao receber estímulos do ambiente externo ou do próprio organismo. É importante lembrar que os neurônios não se regeneram, por isso é importante cuidar deles!

Considerado o núcleo da inteligência e aprendizagem do corpo humano, o cérebro é a maior das partes que compõem o encéfalo, e é dividido em dois hemisférios: o hemisfério direito e o hemisfério esquerdo. O lado direito e o lado direito do cérebro têm funções diferentes. Por exemplo, o hemisfério esquerdo atua na linguagem, memória, resolução de cálculos e problemas e capacidade comunicativa. Já o hemisfério direito é responsável pela interpretação de imagens, intuição, percepção de música, habilidades manuais não verbais e outras funções.

O córtex cerebral se divide em lobos cerebrais, que, por sua vez, dividem-se em frontal, temporal, parietal e occiptal. O lobo parietal é responsável pela percepção de dor, frio, calor e toques. O lobo frontal está associado ao raciocínio, à personalidade, à tomada de decisões e à movimentação dos músculos. Já o lobo temporal se relaciona à fala, à audição e à escrita. Por fim, o lobo occiptal é responsável por processar informações visuais. Além disso, o cérebro também é responsável por liberar hormônios, regular a pressão arterial e a respiração e processar informações sensoriais, entre muitas outras funções.

Quais condições podem afetar o cérebro?

Existem dezenas de condições que podem afetar o cérebro, mas a maioria delas se enquadra em uma das cinco categorias principais:

  • Lesões cerebrais, como concussões
  • Lesões cerebrovasculares, como aneurismas ou derrames
  • Tumores cerebrais, como neuromas acústicos
  • Doenças neurodegenerativas, como demência, doença de Parkinson ou doença de Huntington
  • Condições psicológicas, como ansiedade, depressão ou esquizofrenia

Como manter a saúde do cérebro

O cérebro humano é o centro de comando do sistema nervoso e permite os pensamentos, a memória, o movimento e as emoções por meio de uma função complexa que é o maior produto da evolução biológica. Manter um cérebro saudável durante a vida é o objetivo principal na busca pela saúde e longevidade. À medida que a população envelhece, aumenta a carga de distúrbios neurológicos e os desafios para a preservação da saúde do cérebro. Portanto, é muito importante entender o que é a saúde do cérebro e por que ela é importante.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos define a saúde do cérebro como a capacidade de realizar todos os processos mentais de cognição, incluindo a capacidade de aprender e julgar, usar a linguagem e lembrar. Mas a saúde do cérebro pode ainda ser definida como a preservação da integridade do órgão e das funções mental e cognitiva em determinada idade, na ausência de doenças cerebrais que possam afetar a função cerebral.

Como manter o cérebro saudável

Faça exercícios

Pessoas que se exercitam regularmente têm menor risco de desenvolver doenças degenerativas, como Alzheimer. O exercício melhora o fluxo sanguíneo e a memória, além de estimular mudanças químicas no cérebro que melhoram o aprendizado, o humor e o pensamento.

Alimente-se bem

Conforme você envelhece, seu cérebro é exposto a mais estresse prejudicial devido ao estilo de vida e a fatores ambientais, resultando em um processo chamado oxidação, que danifica as células cerebrais. A ferrugem no guidão de uma bicicleta ou em uma maçã parcialmente comida dá uma ideia do tipo de dano que a oxidação pode causar ao cérebro. Alimentos ricos em antioxidantes podem ajudar a evitar os efeitos nocivos da oxidação no cérebro.

Cuide da saúde geral

Hipertensão, diabetes, obesidade, depressão, traumatismo craniano, colesterol alto e tabagismo aumentam o risco de demência. Você pode controlar e reduzir esses riscos. Faça seu check-up anualmente, siga as recomendações do seu médico e tome os medicamentos prescritos. Envolva-se em um estilo de vida saudável para o cérebro, para seu corpo e mente.

Descanse

O sono energiza o corpo, melhora o humor e o sistema imunológico e pode reduzir o acúmulo no cérebro de uma proteína anormal chamada placa beta-amilóide, que está associada à doença de Alzheimer. Praticar meditação e controlar o estresse pode ajudar a evitar o declínio da saúde cerebral relacionado à idade.

Faça exercícios para a mente

O exercício mental é tão crítico quanto o exercício físico para manter o cérebro em forma e saudável. Os exercícios mentais podem melhorar o funcionamento do cérebro e promover o crescimento de novas células cerebrais, diminuindo a probabilidade de desenvolver demência. Jogar xadrez, ler, escrever e aprender coisas novas regularmente são boas alternativas.

Socialize

Levar uma vida social ativa pode proteger você da perda de memória. Passar tempo com outras pessoas, ter conversas estimulantes e ficar em contato e conectado com a família e amigos são excelentes aliados da saúde cerebral.

Suplemente a alimentação com substâncias que favorecem a saúde do cérebro

Segundo estudos, a suplementação com algumas substâncias naturais pode auxiliar na manutenção da saúde do cérebro. No entanto, recomendamos que você consulte orientação médica antes de fazer uso de qualquer medicamento, ainda que seja natural. Confira as dicas:

  • Ácidos graxos ômega-3
  • Coenzima Q10 (CoQ10)
  • Acetil-L-Carnitina (ALC)
  • Vitaminas B12, D, E
  • N-acetil-L-cisteína
  • Fosfatidilserina
  • Vinpocetina

Fontes: Webmd, Healthline, Healthy Brains, Just Naturally HealthThe BMJ


Veja também: 


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar pelo site você concorda com o uso dos mesmos. Saiba mais ×