Doação de sangue: requisitos, como e onde doar

eCycle

Doar sangue é um processo fácil, rápido, seguro e solidário

A doação de sangue é um gesto solidário em que se oferece uma pequena quantidade do próprio sangue para salvar a vida de outras pessoas. Esse ato é fundamental para aqueles que se submetem a tratamentos e intervenções médicas de grande porte e complexidade, como transfusões, transplantes, procedimentos oncológicos e cirurgias. Os bancos de sangue também são indispensáveis para que pacientes com doenças crônicas graves - como Doença Falciforme e Talassemia - possam viver por mais tempo e com mais qualidade, além de sua vital importância para tratar feridos em situações de emergência ou calamidades.

Uma única doação de sangue pode salvar até quatro vidas. Por isso, o Ministério da Saúde reforça periodicamente a importância de os brasileiros adotarem a cultura solidária da doação de sangue regular e espontânea. Saiba quem pode doar sangue, quais são os cuidados após a coleta e dúvidas frequentes sobre a doação.

Requisitos para a doação de sangue

Existem normas nacionais e internacionais para a triagem de pessoas aptas a doar sangue. No Brasil, o Ministério da Saúde e a Associação Americana de Bancos de Sangue são os órgãos responsáveis por esse controle. A exigência dos requisitos garante a saúde daqueles que doam e, especialmente, daqueles que receberão o sangue doado, já que ele não pode estar contaminado com outras doenças e colocar a qualidade de vida do paciente em risco.

Os requisitos para a doação de sangue são:

  • Ter entre 16 e 69 anos;
  • Pesar no mínimo 50 kg;
  • Ter dormido no mínimo 6 horas no último dia;
  • Estar alimentado e evitar o consumo de alimentos gordurosos antes de realizar a doação de sangue;
  • Apresentar documento de identidade original com foto atual, emitida pelo órgão oficial (RG, Carteira de Habilitação, Carteira de Trabalho ou Previdência Social);
  • Não ter ingerido bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas;
  • Não ter fumado tabaco por no mínimo 2 horas antes da doação de sangue;
  • Não ter praticado exercícios físicos exagerados no último dia.

Vale ressaltar que a frequência máxima é de quatro doações de sangue anuais para homens e de três doações de sangue anuais para mulheres. Além disso, o intervalo mínimo entre uma doação de sangue e outra é de dois meses para homens e de três meses para mulheres.

Quem não pode doar sangue:

  • Menores de 16 anos ou maiores de 69 anos;
  • Pessoas com menos de 50 kg;
  • Pessoas com anemia, pressão arterial instável (com hipertensão ou hipotensão), aumento ou diminuição dos batimentos cardíacos ou febre;
  • Estão estritamente proibidas de doar sangue pessoas com doenças infecciosas, crônicas e/ou transmissíveis pelo sangue, tais como hepatite B, hepatite C, Aids, HTLV, Doença de Chagas, hanseníase e câncer;
  • Pessoas que fazem uso de drogas ilícitas injetáveis;
  • Pacientes que já contraíram malária.

Qual a quantidade de sangue doado?

Uma pessoa adulta possui, em média, cinco litros de sangue. Em uma doação, são coletados no máximo 450 ml, ou seja, menos de 10% de todo o sangue presente no corpo. A doação de sangue é 100% voluntária e não causa prejuízos ao organismo.

Onde realizar a doação de sangue

O Ministério da Saúde disponibiliza uma lista com todos os hemocentros do Brasil. Para saber qual é o centro de coleta mais próximo de você, confira o site.

Fatos importantes sobre a doação de sangue

  1. Cada doação de sangue pode salvar até 4 vidas;
  2. Não há risco de contrair doenças com a doação;
  3. O sangue é insubstituível e sem ele é impossível viver, logo, a doação é a única saída;
  4. O organismo do doador repõe rapidamente o sangue doado;
  5. Doar sangue não muda a densidade nem as características do seu sangue;
  6. A doação de sangue não engorda ou emagrece;
  7. Todo o processo é totalmente sigiloso;
  8. Ajudar outras pessoas faz bem para todos, incluindo você;

Uma única doação é capaz de salvar até quatro vidas, uma vez que o material é separado em diferentes hemocomponentes: concentrado de hemácias (glóbulos vermelhos), concentrado de plaquetas, plasma e crioprecipitado, que podem ser utilizados em diversas situações clínicas.

Passo a passo para a doação de sangue

Se você pretende doar sangue, conheça as etapas envolvidas no procedimento:

Agendar a doação de sangue

O ideal é agendar a doação de sangue no hemocentro desejado, seja por meio de telefone, e-mail ou outra fonte de contato disponibilizada pela organização. Em caso de doações emergenciais, basta se dirigir ao local e identificar o destinatário da doação.

Cadastro

O cadastro do candidato à doação de sangue é realizado ao chegar no hemocentro, com a apresentação de documento oficial com foto.

Pré-triagem

Nessa etapa, é realizada a verificação dos sinais vitais (pressão arterial, temperatura e batimentos cardíacos), peso e teste de anemia. O objetivo dessa avaliação prévia em ambulatório é detectar alguns impedimentos para a doação de sangue. Essa entrevista é particular e os dados são mantidos sob total sigilo.

Triagem clínica

É feita uma entrevista individual e sigilosa em que serão avaliados os antecedentes e o estado atual de saúde do candidato à doação de sangue, para determinar se a coleta poderá trazer riscos para ele ou para o receptor. A entrevista é conduzida com uma série de perguntas em que o candidato precisa responder com total veracidade e sem omissão, já que isso pode comprometer a saúde dos destinatários do sangue doado.

Coleta de sangue

É realizada a coleta de aproximadamente 450 ml de sangue e também de amostras para a realização dos testes laboratoriais. Todo o procedimento de doação de sangue costuma durar entre 40 minutos e 1 hora.

Alimentação

Após a doação de sangue, o doador recebe um lanche. É recomendável que o doador permaneça, no mínimo, 15 minutos no hemocentro e beba bastante líquido durante o dia ao ser liberado.

Cuidados após a doação de sangue

  • Após doar sangue, algumas orientações devem ser seguidas:
  • Beba bastante água nas primeiras 24 horas após a doação para repor o volume de sangue perdido;
  • Não tome bebidas alcoólicas nas 24 horas seguintes;
  • Não fume nas 2 horas seguintes;
  • Evite exercícios físicos nas 12 horas seguintes;
  • Mantenha o curativo por no mínimo 4 horas;
  • Caso o local perfurado volte a sangrar, pressione por 2 a 5 minutos e troque o curativo, que deverá permanecer por mais 4 horas;
  • Caso sinta algum mal estar, notifique o hemocentro o mais breve possível;
  • Caso acredite posteriormente que o seu sangue não deve ser doado por alguma razão não revelada durante as triagens, entre em contato com o hemocentro imediatamente.

Notificar qualquer situação que possa comprometer a amostra garante a segurança da transfusão e a saúde dos pacientes que recebem o sangue.

Perguntas frequentes sobre a doação de sangue

Quem tem tatuagem pode doar sangue?

Pessoas que fizeram tatuagem ou maquiagem definitiva nos últimos 12 meses não podem doar sangue.

Pode doar sangue menstruada?

Sim. Não há nenhuma complicação ou impedimento para que a mulher não possa doar sangue durante o período menstrual.

Grávida pode doar sangue?

Durante a gravidez, a doação de sangue não é recomendada. Após o nascimento do bebê, a mulher pode doar sangue dentro de 90 dias, em caso de parto normal, ou em 180 dias em caso de cesariana.

Quem tem herpes pode doar sangue?

Em casos de herpes labial ou herpes genital, você apenas poderá doar sangue após o desaparecimento total dos sintomas. Quem teve herpes zoster somente estará apto à doação de sangue após 6 meses da cura da doença.

Homens homossexuais podem doar sangue?

A Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária – anulou a restrição que impedia a doação de sangue por homens homossexuais. A mudança na norma veio depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) votar contra a restrição, por julgar a regra discriminatória e inconstitucional.

A regra anterior impedia que homens que tivessem tido relações sexuais com outros homens doassem sangue dentro do prazo de 12 meses após a relação sexual.

O ato no Diário Oficial, assinado pelo diretor Antonio Barras Torres, afirma que a mudança se deu “em cumprimento à ordem judicial” e que uma gerência irá elaborar ‘orientação técnica a respeito do gerenciamento dos riscos sanitários e das responsabilidades pertinentes aos serviços de hemoterapia públicos e privados em todo o país.

Para doar sangue precisa estar em jejum?

Não. O jejum não é obrigatório e muito menos recomendado a quem pretende doar sangue. O ideal é que o candidato esteja bem alimentado.

Diabético pode doar sangue?

Poderá doar se a pessoa com diabetes estiver controlando a doença apenas com alimentação ou hipoglicemiantes orais e não apresentar alterações vasculares. Insulino-dependentes, mesmo que tenham utilizado insulina uma única vez, não poderão doar.

Fumante pode doar sangue?

Quem fuma tabaco só pode doar sangue após 2 horas sem fumar. Quem fuma maconha deve aguardar 12 horas sem fumar antes de realizar a doação de sangue.

Quem amamenta pode doar sangue?

Não. A mulher que está amamentando não pode doar sangue, a menos que o parto tenha ocorrido há mais de um ano.

Pode doar sangue gripado?

Se você estiver com gripe ou resfriado, o ideal é aguardar 7 dias após o desaparecimento dos sintomas para fazer a doação de sangue.

O que comer antes de doar sangue?

Tenha uma refeição equilibrada e não fique de jejum. Caso tenha almoçado ou jantado (refeição farta), aguarde 3 horas para a doação de sangue.

Quem fez cirurgia pode doar sangue?

Para quem foi submetido a cirurgias de pequeno e médio portes, o recomendado é aguardar 3 meses para doar sangue. No caso deá quem passou por uma cirurgia de grande porte, o prazo é de 6 a 12 meses.

Entre em contato com o hemocentro para verificar o período mais adequado caso você tenha passado por uma cirurgia de grande porte e queira doar sangue.

Quem toma remédio controlado pode doar sangue?

Em casos de remédios (controlados ou não) tomados regularmente, o ideal é que o candidato entre em contato com o hemocentro para verificar sua aptidão para doar sangue.

Quem bebe pode doar sangue?

Caso você tenha ingerido bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação, não poderá doar sangue.

Quem retirou dente pode fazer doação de sangue?

Se você fez extração dentária ou tratamento de canal, o ideal é aguardar 7 dias para doar sangue. Em caso de cirurgia odontológica com anestesia geral, a doação de sangue só será permitida após 4 semanas.

Lembre-se de conversar com seu dentista sobre seu caso, pois o uso de medicação depois dos procedimentos dentários pode afetar o período de espera necessário para doação de sangue.

Pode doar sangue após tomar vacina?

O ideal é sempre aguardar um período após tomar a vacina. Esse período varia de acordo com a imunização tomada:

  • Vacina de difteria, tétano, cólera, coqueluche, hepatite A, pneumococo, meningite: aguardar 48 horas;
  • Vacina de hepatite B recombinante: aguardar 7 dias;
  • Vacina de gripe, rubéola, febre amarela, caxumba, sarampo, BCG, varicela: aguardar 4 semanas;
  • Vacina da raiva: aguardar 12 meses.

Pode doar sangue após voltar de viagem?

A permissão para doar sangue ao retornar de viagem depende do local em que a pessoa esteve.

  • Viagens nacionais: quem esteve em estados como Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins deve aguardar 12 meses após o retorno para doar sangue (esses locais têm alta prevalência de malária);
  • EUA: aguardar 30 dias após o retorno para doar sangue;
  • Europa: verificar permissão para doação de sangue pelo telefone 0800 550 300;
  • África, Ásia e Oceania: quem esteve em países com alta prevalência de malária deve aguardar 12 meses para doar sangue. Quem visitou locais com surto de febre amarela deve aguardar 30 dias.

Quem recebeu transfusão de sangue pode doar?

Somente após 1 ano da data da transfusão de sangue a pessoa pode se candidatar à doação.

Pode doar sangue após furar a orelha?

No caso de brincos colocados com antissepsia adequada, o recomendado é aguardar 3 dias para a doação de sangue.

Quem tem piercing pode doar sangue?

O ideal é que a pessoa só realize a doação de sangue 6 meses após a colocação do piercing. O prazo se estende para 12 meses se o piercing estiver aplicado na parte oral ou genital.

Quanto tempo dura a doação de sangue?

Todo o procedimento de doação de sangue costuma durar entre 40 minutos e 1 hora.


Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar pelo site você concorda com o uso dos mesmos. Saiba mais ×