Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Entomologia é a ciência que estuda os insetos. Ela pode ajudar na medicina e até em investigações criminais

Entomologia é um ramo da zoologia que estuda os insetos. O termo deriva da palavra grega “entomon” que significa entalhado e refere-se ao corpo segmentado dos animais.

Além dos insetos, a entomologia estuda a relação desses animais com os seres humanos, os outros organismos e o meio ambiente. A partir dessa área de estudo, os entomologistas fazem grandes contribuições para diversos outros campos, como química, biologia, agricultura, saúde humana, entre outros.

Áreas da entomologia

Um entomologista pode se especializar em subáreas dentro da entomologia, tais como:

  • Apiologia: ramo que estuda as abelhas;
  • Coleopterologia: estuda os coleópteros (besouros, como as joaninhas, entre outros);
  • Dipterologia: estuda moscas e pernilongos;
  • Heteropterologia: estuda borboletas e mariposas;
  • Mirmecologia: estuda as formigas;
  • Ortopterologia: estuda gafanhotos e grilos.

Como a entomologia estuda a relação dos insetos com outros seres e o meio ambiente, ela também pode ser aplicada a diferentes áreas do conhecimento. Conheça algumas:

Entomologia médica

A entomologia médica revela como os insetos podem ser uma questão de saúde pública. Ela estuda os danos causados por insetos à saúde humana, às plantações, entre outros fatores relacionados.

Entomologia forense

A entomologia forense é o estudo de insetos aplicado às investigações criminais. Isso porque os insetos podem servir até mesmo como provas em uma cena de crime.

Quando um corpo entra em decomposição depois da morte, os insetos são atraídos e podem começar a se alimentar dele ou colocar ovos. Compreendendo o processo do ciclo de vida de qualquer resíduo de inseto encontrado, os investigadores podem identificar há quanto tempo um corpo está morto, onde foi armazenado e vários outros fatos relevantes.

O primeiro incidente utilizando a entomologia forense aconteceu na China no século 13, quando um fazendeiro foi encontrado morto em um campo com uma arma afiada. Todos os suspeitos foram instruídos a colocar suas foices no chão e uma única foice atraiu moscas para a pequena quantidade de sangue imperceptível a olho nu. Isso acabou resultando na confissão do assassino.

Entomologia e arte

A entomologia pode ter uma ligação importante até mesmo com a arte. Maria Sibylla Merian foi uma cientista e artista do século 17 e seu trabalho com os desenhos foi um dos primeiros a documentar a ideia de que os insetos passam por metamorfose e não simplesmente surgem como adultos totalmente formados.

No século 21, a natureza tem servido de inspiração para muitos artistas e a ciência dos insetos pode se beneficiar disso. O artista Tomas Libertiny, por exemplo, ajudou a aumentar a consciência sobre o declínio das abelhas na Europa por meio de suas esculturas. Já Max Alexander tricotou cerca de 50 espécies diferentes de mariposas e ajudou a destacar a incrível diversidade do mundo dos insetos.

Importância da entomologia

À medida que a entomologia avança e contribui com diferentes áreas, fica clara sua importância. Os cientistas que se dedicaram a essa área da ciência ajudaram a produzir muito do nosso conhecimento atual sobre fisiologia e ecologia.

Tais conhecimentos, por sua vez, ajudam os professores a ensinar princípios básicos de biologia em sala de aula, ajudam também investigadores na solução de crimes e os agricultores a protegerem produtos alimentícios e evitar que o gado tenha doenças transmitidas por insetos.

Se a natureza inspira a arte, os insetos também podem servir de inspiração para produções de entretenimento. Como exemplo disso, Ryan Church, designer de conceito, conhecido por seus desenhos e trabalhos feitos para os filmes Star Wars, diz que busca inspiração nos insetos, contando com livros como Insects of the World, de Walter Linsenmaier.

A entomologia também pode ser útil para a arqueologia e antropologia. Em um estudo no oeste da Groenlândia, por exemplo, pesquisadores examinaram restos de insetos existentes para obter indicadores de higiene pessoal.

Além disso, a entomologia ajuda os médicos ao estudar vetores de doenças e fornecer informações vitais sobre o tratamento e a prevenção das doenças transmitidas pelos insetos.

Essa ciência também colabora com o meio ambiente. A diversidade de insetos, por exemplo, pode indicar a saúde de um ecossistema. Assim, a entomologia estuda indicadores ambientais, procura identificar as espécies ameaçadas e trazer respostas para que os cientistas possam trabalhar em busca de proteger o meio ambiente e os habitats ameaçados.



Veja também: