Remédio para enjoo: 18 dicas no estilo caseiro

eCycle

Enjoo na gravidez ou em outras circunstâncias pode ser tratado com remédio caseiro. Entenda

Remédio para enjoo

Enjoo é algo com que a maioria das pessoas está familiarizada. Ele nunca é agradável e pode surgir em uma variedade de situações, como em casos de gravidez, por conta de má alimentação ou em viagens.

Há muitos tipos de remédio para enjoo. Entretanto, tais medicamentos podem ter efeitos colaterais negativos, incluindo sonolência. Mas é possível tratar o enjoo com remédios caseiros e também adotando práticas como a ioga e o controle da respiração.

Confira dicas no estilo caseiro de remédio para enjoo

1. Coma Gengibre

Remédio para enjoo
Imagem editada e redimensionada de Natural Chef Carolyn Nicholas, está disponível no Unsplash

O gengibre é um remédio natural comumente usado para tratar enjoo. O modo como funciona ainda não é totalmente compreendido. No entanto, especialistas do tema acreditam que os compostos do gengibre podem funcionar de maneira semelhante aos remédios para enjoo convencionais. Um estudo publicado pela plataforma PubMed mostrou que ele pode ser efetivo para tratar enjoo na gravidez (apesar de não ter sido comprovada sua segurança nesse caso). Outro estudo publicado pela mesma plataforma mostrou que o gengibre pode ser um remédio caseiro para enjoo em pessoas que passam por processo de quimioterapia.

Um outro estudo que analisou um compilado de estudos sobre a efetividade e segurança do uso de gengibre como remédio caseiro para enjoo na gravidez concluiu que o consumo de gengibre pode ser uma maneira eficaz de reduzir o enjoo durante os primeiros meses de gravidez. No entanto, permanece a incerteza quanto à dose máxima segura de gengibre, a duração apropriada do tratamento, as conseqüências da super dosagem e possíveis interações medicamentosas e herbáceas; todas elas são áreas importantes para pesquisas futuras.

Alguns estudos até relatam que o gengibre é tão eficaz quanto alguns remédios prescritos, com menos efeitos colaterais negativos.

Não há consenso sobre a dosagem mais eficaz, mas a maioria dos estudos acima forneceu aos participantes 0,5 a 1,5 gramas de gengibre seco por dia.

O uso de gengibre é seguro para a maioria das pessoas. No entanto, você pode precisar limitar sua ingestão de gengibre se estiver propenso a baixar a pressão arterial ou baixar o nível de açúcar no sangue, ou se estiver tomando anticoagulantes.

Embora haja poucos estudos sobre o gengibre, os realizados em gestantes saudáveis ​​relataram um baixo risco de efeitos colaterais. Assim, a maioria dos especialistas considera o gengibre como um remédio seguro e eficaz para o tratamento do enjoo na gravidez (confira os estudos aqui: 1, 2, 3, 4).

2. Aromaterapia com óleo essencial de hortelã-pimenta

A aromaterapia com hortelã-pimenta é outra alternativa de remédio caseiro para enjoo. Um estudo avaliou seus efeitos em mulheres que pariram por meio de cesariana e chegou a conclusão que aquelas que foram expostas ao aroma de hortelã-pimenta classificaram seu nível de enjoo significativamente menor do que aquelas que receberam remédio para enjoo convencional ou placebo.

Remédio para enjoo
Imagem: Óleo essencial, por Kelly Sikkema disponível no Unsplash

Em outro estudo, a aromaterapia com hortelã-pimenta se mostrou eficaz na redução do enjoo em 57% dos casos analisados.

3. Acupuntura ou acupressão

Remédio pra enjoo

A acupuntura e a acupressão são duas técnicas comumente usadas na medicina tradicional chinesa para tratar enjoo e vômito.

Durante a acupuntura, agulhas finas são inseridas em pontos específicos do corpo. A acupressão visa estimular os mesmos pontos do corpo, mas usa pressão em vez de agulhas.

Ambas as técnicas estimulam as fibras nervosas, que transmitem sinais ao cérebro e à medula espinhal. Acredita-se que esses sinais tenham a capacidade de diminuir o enjoo.

Duas revisões concluíram que a acupuntura e a acupressão reduzem o risco de desenvolver enjoo após uma operação em 28 a 75%.

Além disso, estudos mostram que ambas as formas são tão eficazes quanto os remédio para enjoo convencionais, praticamente sem efeitos colaterais negativos.

Da mesma forma, duas outras revisões concluíram que a acupressão diminui a gravidade do enjoo e o risco de desenvolvê-lo após a quimioterapia.

Há também algumas evidências de que a acupuntura pode reduzir a náusea durante a gravidez, mas são necessárias mais pesquisas sobre isso.

A maioria dos estudos que relataram benefícios da acupressão estimulou o ponto de acupuntura de Neiguan, também conhecido como P6.

Você pode estimular esse nervo por conta própria simplesmente colocando o polegar a uma distância de dois a três dedos do pulso interno, entre os dois tendões proeminentes.

Depois de localizá-lo, pressione com o polegar por cerca de um minuto antes de repetir o mesmo procedimento no outro braço. Repita se necessário.

4. Fatie um limão ou inale seu óleo essencial

Os cheiros cítricos, como os de limão recém cortado, podem ajudar a reduzir o enjoo na gravidez.

Em um estudo, um grupo de 100 mulheres grávidas foram instruídas a inalar óleos essenciais de limão ou amêndoas assim que sentissem enjoo. No final do estudo de quatro dias, aquelas do grupo do limão sentiram que o enjoo havia reduzido em até 9% do que aquelas que receberam o placebo de óleo de amêndoa.

Remédio para enjoo
Imagem editada e redimensionada de rawpixel, está disponível no Unsplash

Cortar um limão ou simplesmente a casca pode funcionar de maneira semelhante, pois ajuda a liberar seus óleos essenciais no ar. Um frasco de óleo essencial de limão pode ser uma alternativa prática para usar quando você estiver longe de casa.

5. Controle sua respiração

Remédio para enjoo
Imagem editada e redimensionada de Darius Bashar, está disponível no Unsplash

Respirar lenta e profundamente pode funcionar como um remédio para enjoo.

Em um estudo, os pesquisadores tentaram determinar qual óleo essencial foi mais eficaz na redução de enjoo após cirurgia. Eles instruíram os participantes a inspirarem lentamente pelo nariz e expirar pela boca três vezes, enquanto expostos a vários odores.

Todos os participantes, incluindo aqueles no grupo placebo, relataram uma diminuição no enjoo. Isso fez com que os pesquisadores suspeitassem que a respiração controlada pudesse ter sido a responsável por melhorar o enjoo.

Em um segundo estudo, os pesquisadores confirmaram que a aromaterapia e a respiração controlada funcionam como remédio para enjoo de forma independente. Nesse estudo, a respiração controlada reduziu em 62% dos casos. O padrão de respiração do estudo exigiu que os participantes inalassem pelo nariz até uma contagem de três, prendessem a respiração até uma contagem de três e expirassem até uma contagem de três.

6. Use erva-doce

Remédio para enjoo
Imagem editada e redimensionada de Cimabue, está disponível no Pixabay

A erva-doce, também conhecida como funho, serve como um remédio para enjoo causado pela menstruação. Um estudo publicado pela plataforma PubMed analisou um grupo de mulheres que recebeu uma cápsula de erva-doce em pó (de 30 mg) a cada quatro horas, três dias antes da menstruação até o 5º dia durante três meses. Os resultados da análise mostraram que a erva-doce reduziu os enjoo, a duração do período menstrual, a preocupação e o mal-estar.

7. Use canela

Remédio para enjoo
Imagem editada e redimensionada de Joanna Kosinska, está disponível no Unsplash

Assim como a erva-doce, a canela serve como remédio caseiro para enjoo causado pela menstruação. De acordo com um estudo que analisou o efeito da ingestão de cápsulas de canela (de 420 mg) três vezes ao dia durante 24 horas, a canela é um tratamento seguro, eficaz e sem efeitos colaterais para o tratamento de enjoo e de dores menstruais; e ainda reduz o sangramento.

8. Use cominho

Remédio para enjoo

Pessoas que possuem síndrome do intestino irritável (SII) podem utilizar o cominho como um remédio caseiro para enjoo. Segundo um estudo, o extrato de cominho pode ajudar a melhorar sintomas da SII como dor abdominal, enjoo, constipação e diarreia. Mas, atenção, algumas pessoas são alérgicas ou apresentam desconforto abdominal ao ingerir cominho. Tenha certeza que você não é uma delas.

9. Relaxe os músculos

Remédio para enjoo
Imagem editada e redimensionada de Louis Hansel, está disponível no Unsplash

Relaxar seus músculos pode ajudar a acabar com enjoo. Um estudo publicado pela plataforma PubMed conclui que o treinamento progressivo de relaxamento muscular é eficaz na prevenção, bem como na diminuição da frequência de enjoo e vômito pós-quimioterapia.

Outra maneira de aliviar a tensão muscular é por meio da massagem. Em um estudo, um grupo de pacientes que passavam por quimioterapia recebeu uma massagem no braço ou na parte inferior da perna por 20 minutos durante o tratamento. Em comparação com aqueles que não receberam nenhuma massagem, os participantes massageados tinham 24% menos chances de sentir enjoo.

10. Tome um suplemento de vitamina B6

Remédio para enjoo
Imagem editada e redimensionada de Amanda Jones, está disponível no Unsplash

A vitamina B6 é cada vez mais recomendada como um tratamento alternativo para mulheres grávidas que preferem evitar o convencional remédio para enjoo.

Vários estudos relatam que suplementos de vitamina B6, também conhecidos como piridoxina, reduzem com sucesso o enjoo na gravidez (confira os estudos aqui: 1, 2, 3, 4).

Por essa razão, vários especialistas sugerem a ingestão de suplementos de vitamina B6 durante a gravidez como tratamento para enjoo.

Doses de vitamina B6 até 200 mg por dia são geralmente consideradas seguras durante a gravidez e praticamente não produzem efeitos colaterais. Portanto, essa terapia alternativa pode valer a pena.

No entanto, não houve muitos estudos sobre esse assunto, e alguns relataram nenhum efeito sobre o enjoo. Para mulheres grávidas que estão tendo enjoo, a vitamina B6 é uma alternativa segura e potencialmente eficaz como remédio para enjoo.

11. Evite alimentos condimentados ou gordurosos

Uma dieta mais simples, composta de alimentos como banana, batatas, arroz integra pode aliviar o enjoo e diminuir a probabilidade de uma indisposição gástrica.

12. Prefira refeições menores

Optar por refeições menores e mais frequentes quando pode evitar o enjoo e até mesmo reduzir seus sintomas.

13. Fique em pé depois de comer

Algumas pessoas têm maior probabilidade de desenvolver refluxo ou enjoo se deitarem dentro de 30 a 60 minutos após uma refeição. Dessa forma, se você costuma ter enjoo com frequência, observe se o problema não é a má posição após a refeição.

14. Evite líquidos durante as refeições

Beber líquidos com as refeições pode piorar o enjoo em algumas pessoas.

15. Mantenha-se hidratado

A desidratação pode agravar o enjoo. Se seu enjoo for acompanhado por vômitos, beba líquidos ricos em eletrólitos como água mineral ou caldo de vegetais.

16. Evite cheiros fortes

O cheiro forte de perfume, tintas, entre outros, além de ser, em muitos casos, nocivo para a saúde, pode agravar o enjoo, principalmente na gravidez.

17. Evite suplementos de ferro

De acordo com um estudo publicado pela plataforma PubMed, mulheres grávidas com níveis normais de ferro devem evitar tomar suplementos de ferro durante o primeiro trimestre porque pode haver piora na sensação de enjoo.

18. Pratique ioga

Remédio para enjoo
Imagem editada e redimensionada de Marion Michele, está disponível no Unsplash

De acordo com estudo publicado pela plataforma PubMed, pacientes com câncer de mama em tratamento quimioterápico apresentaram redução significativa no enjoo após a prática de ioga. Além disso, também houve melhora nos níveis de ansiedade, depressão e outros sintomas de desconforto.

Atenção

O enjoo pode aparecer em muitas situações e as dicas de remédio caseiro acima podem ajudar a reduzir o enjoo sem o uso de medicamentos convencionais. Entretanto, se ele for persistente, procure o aconselhamento do seu médico ou da sua médica.



Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail