Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Alguns alimentos podem ajudar na digestão e no tratamento da cólica estomacal

A cólica estomacal é um termo não-específico usado para identificar um tipo de dor abdominal forte, caracterizada por aparecer subitamente e por sua curta duração, mas que pode ocorre várias vezes seguidas. Esse tipo de dor é muitas vezes descrita como afiada, cortante ou até uma queimação na boca do estômago. Porém, pode depender da pessoa e de sua causa principal. 

Existem diversas possíveis causas para a cólica estomacal, as mais comuns sendo problemas gastrointestinais relacionados à digestão. Na maioria das vezes, embora desconfortável, ela não é uma condição severa que necessita tratamento. Entretanto, episódios constantes com dores mais severas e que duram mais que um dia podem ser um sinal de outra condição de saúde. Nesses casos, a ida a um profissional de saúde é recomendada. 

Causas

Como não é uma condição específica, e mais como um sintoma, a cólica estomacal pode ter diversas causas. 

Intoxicação alimentar

A intoxicação alimentar é causada pela ingestão de alimentos ou água contaminados por bactérias. Os primeiros sintomas podem aparecer depois de minutos, horas ou até alguns dias. Além da cólica estomacal, outros sintomas incluem: 

  • Náusea
  • Vômito 
  • Diarreia
  • Febre
  • Exaustão

Infecção viral ou bacteriana

Também chamada de gastroenterite viral, a infecção viral pode ser causada por diversos tipos de vírus estomacais, como o norovírus. A condição é similar à intoxicação alimentar, porém é contagiosa e pode ser contraída pelo compartilhamento de alimentos e utensílios de cozinha ou pela ingestão de alimentos ou água contaminados. Assim como a intoxicação alimentar, a gastroenterite também é caracterizada pela cólica estomacal e contém sintomas quase idênticos, como:

Intolerância alimentar

A intolerância alimentar pode ter diversas causas, dependendo da comida. Contudo, as mais comuns são ao leite, glúten, frutos do mar, nozes ou ovos. Diferentemente da alergia alimentar, a intolerância ou sensibilidade são menos severos, mas também podem ser perigosos e causar sintomas além da cólica estomacal. Seus sintomas mais comuns são:

  • Inchaço na parte superior do abdômen
  • Gases excessivos
  • Náusea
  • Constipação
  • Azia
  • Sentir-se desconfortavelmente cheio
  • Diarreia

Síndrome do intestino irritável

A síndrome do intestino irritável é uma doença intestinal crônica caracterizada por cólicas estomacais constantes. Ela pode ser causada por infecções bacterianas no trato gastrointestinal ou pela sensibilidade do sistema imunológico. Os sintomas incluem:

  • Cólicas estomacais relacionadas ao movimento intestinal
  • Diarreia
  • Constipação

Tratamento

Cada causa de cólica estomacal previamente descrita possui um tipo de tratamento que cobre sintomas específicos da condição. Entretanto, acredita-se que alguns alimentos podem auxiliar na digestão e, consequentemente, no alívio de cólicas estomacais.

Esses alimentos geralmente são utilizados em tratamentos caseiros e em condições não tão sérias que podem resultar nessa dor. O alívio do sintoma também depende de possíveis sensibilidades alimentares — portanto é importante levar em conta possíveis históricos com certas comidas.

Conheça alguns alimentos que podem auxiliar no alívio da cólica estomacal

Arroz

O arroz é um grão presente na alimentação diária de diversas partes do mundo. Além de ser um ótimo anti-inflamatório, ele também contém magnésio e potássio — nutrientes que podem aliviar as cólicas estomacais e reduzir a dor. 

Para o alívio do sintoma, o arroz branco é mais indicado do que o integral, que possui um alto nível de fibras e que pode agravar certas condições gastrointestinais. 

Menta

A menta pode ajudar a aliviar diversos tipos de condições gastrointestinais, auxiliando no processo digestivo e reduzindo espasmos musculares no trato digestivo. A planta pode ser consumida crua, mas também pode ser usada em forma de chá ou óleo essencial. 

Batata-doce

Por ser uma fonte de amido resistente, a batata-doce ajuda a expelir toxinas e potencialmente acalmar certas dores de estômago ou no intestino. Além disso, assim como o arroz, ela é rica em potássio e magnésio. 

Para aproveitar os efeitos benéficos da batata-doce para a digestão, especialistas recomendam o cozimento completo do tubérculo e a remoção da casca — que é rica em fibras. 

Banana

O potássio presente na banana ajuda a aliviar as cólicas estomacais, mas também pode causar algumas complicações. Portanto, para o alívio de sintomas gastrointestinais, a banana manchada é mais recomendada, aquela com “pintas marrons” mais proeminentes. A banana menos madura e mais amarelada pode causar cólicas estomacais, já que sua digestão é mais difícil. 

Iogurte vegano

Enquanto o leite pode causar alguns problemas digestivos, as bactérias presentes em iogurtes à base de plantas podem ser benéficas para a digestão. Experimente iogurtes naturais à base de soja, coco ou amêndoas, sem a adição de açúcares. 

Auxílio médico 

O tratamento feito a partir do consumo de alimentos é recomendado para casos menos severos de cólica estomacal ou de problemas gastrointestinais ocasionais. Em casos sérios, onde os sintomas são prolongados, é recomendado procurar um profissional de saúde para potencialmente diagnosticar algum problema de saúde mais grave. 

Nenhum tratamento aqui mencionado substitui a opinião médica.

Avatar do autor Júlia Assef
Escrito por:

Júlia Assef

Jornalista formada pela PUC-SP, vegetariana e fã do Elton John. Curiosa do mundo da moda e do meio ambiente.