VOCs: inspira cuidados

Desconhecidos por muitos, esses compostos químicos merecem atenção redobrada durante o uso


Uma das substâncias mais tóxicas que nos cercam no nosso dia a dia são os compostos orgânicos voláteis (VOCs) e, assim como acontece com os poluentes orgânicos persistentes, às vezes nem nos damos conta da sua existência.

O que são?

Os VOCs são componentes químicos presentes em diversos tipos de materiais sintéticos ou naturais. Eles se caracterizam por possuírem alta pressão de vapor, o que faz com que se transformem em gás ao entrar em contato com a atmosfera.

Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA) começou a adotar o termo VOCs para descrever gases emitidos por sólidos ou líquidos, dentre os quais alguns podem levar a danos à saúde a curto ou longo prazos.

Podemos encontrá-los em solventes em geral, repelentes, produtos de limpeza, maquiagem e cosméticos, pesticidas, roupas lavadas a seco, tintas, móveis, carpetes, papel carbono, cola, combustíveis, marcadores permanentes e até em pranchas de surf. Em resumo, todo material sintético que tem algum tipo de cheiro possui VOCs em sua composição. Podemos encontrá-los também na natureza, quando liberados pelas plantas.

Mesmo assim, é sempre importante destacar que nem todos os VOCs fazem mal à saúde. Os compostos encontrados em perfumes, cosméticos ou os liberados por plantas, não são necessariamente danosos.

Riscos à saúde

A exposição a esse tipo de material pode causar dor de cabeça, alergia cutânea, irritação dos olhos, nariz e garganta, falta de ar, fadiga, tontura e falta de memória. Durante longos períodos de exposição, os VOCs podem causar danos ao fígado e ao sistema nervoso central.

Além disso, alguns tipos, como o benzeno, encontrado na fumaça dos cigarros, de carros e em combustíveis, são conhecidos por causar câncer em seres humanos. Já o clorometano, presente em removedores e no spray aerosol, ao entrar no corpo humano, se transforma em monóxido de carbono (CO). Em uma intoxicação por CO, as hemoglobinas do nosso sangue encontram maior dificuldade em distribuir o oxigênio (O2) pelo corpo, podendo acarretar morte por asfixia.

Como evitar?

Não existe nenhum tipo de protocolo oficial sobre como evitar os VOCs. Mas mesmo assim, ao usá-los, tenha em mente alguns cuidados sugeridos pelo EPA. Utilize os produtos da maneira instruída pelo fabricante e, sempre que possível, em ambientes abertos, com grande circulação de ar.

Não compre grandes quantidades dos produtos mencionados acima, sempre tenha cuidado com o descarte das suas embalagens e mantenha-os fora do alcance de crianças e animais.

Além disso, evite aerossóis e prefira as tintas à base de água. De maneira geral, tente evitar produtos como os mencionados anteriormente.

São dicas que contribuem para o consumo consciente e responsável de produtos perigosos, potencialmente nocivos à saúde humana.

Veja também:
-Apesar de reciclável, solvente é tóxico e destino é complicado
-O perigo dos POPs


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail