Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Pesquisas fazem parte do Projeto Atlanteco, que reúne 36 instituições de vários países. Um dos objetivos é estudar efeitos do plástico na vida microscópica marinha

Por Luiza Caires em Jornal da USPO veleiro Tara, uma das mais importantes embarcações científicas do mundo, está percorrendo o litoral brasileiro desde o último mês de setembro. A expedição, que já passou por Belém (PA), Salvador (BA) e Rio de Janeiro (RJ), faz parte do Projeto Atlanteco, que reúne diversos países da comunidade europeia, o Brasil e a África do Sul em um esforço para estudar de forma integrada os ecossistemas do oceano Atlântico, investigando a situação do microbioma marinho, vida microscópica que é base de uma cadeia cujo desequilíbrio chega à terra seca e influencia até no clima. Um dos objetivos dos cientistas é coletar amostras das águas para estudar os impactos do microplástico neste ecossistema.

O projeto Atlanteco envolve 36 instituições de todo o mundo, incluindo cinco brasileiras: a USP, a Universidade Federal da Bahia (UFBA), a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e a Universidade Federal do Rio Grande (FURG). Mais informações no site do projeto.

A editora de Ciências do Jornal da USP, Luiza Caires, e a fotógrafa Cecília Bastos foram ao Rio de Janeiro para conhecer o  Tara e as atividades científicas realizadas. Confira no vídeo acima.