Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Apesar de raro, o óleo de cártamo pode apresentar efeitos colaterais. Entenda

O óleo de cártamo é conhecido por ser um produto natural que contém gorduras ômega 6 saudáveis. Ele pode ser usado para cozinhar refeições saudáveis, não aumentando os níveis de colesterol ruim. Ele também pode ser utilizado como produto cosmético e auxilia na perda de peso. Sendo um produto completamente natural, o óleo também é conhecido por ser seguro para o consumo. Para conferir os benefícios do óleo de cártamo:

Mas, é claro, assim como qualquer outro produto natural ou artificial no mercado, há sempre algumas pessoas que experimentam efeitos colaterais e podem desenvolver algum problema de saúde, embora sejam bastante raros no caso do óleo.

Os piores efeitos colaterais do óleo de cártamo já relatados incluem distúrbios intestinais, problemas estomacais e sangramento. Em sua aplicação como óleo de cozinha, óleo para cuidados com a pele ou como suplemento para perda de peso e gordura abdominal, a maioria dos relatos sobre os efeitos colaterais são principalmente sobre reações alérgicas. Geralmente, os efeitos colaterais mais graves do óleo de cártamos são relatados por aqueles que usam o óleo para tratar a deficiência de ácidos graxos, fibrose cística, diabetes, pressão alta ou outras condições graves. Esses efeitos se devem principalmente a interações ruins do óleo de cártamo com alguns medicamentos.

Em geral, a eficácia do óleo no tratamento de problemas graves de saúde, bem como seus efeitos colaterais, ainda precisa ser mais estudada. Porém, vale lembrar que o alimento pode ser consumido em moderação. Por enquanto, aqui estão alguns efeitos colaterais do óleo de cártamo que foram relatados por seus usuários:

Efeitos colaterais do óleo de cártamo

Enquanto o ômega 3 está associado a ações anti-inflamatórias, acredita-se que algumas dietas ricas em ômega 6 possuem propriedades consideradas pró-inflamatórias, ou seja, que podem desencadear o surgimento de condições inflamatórias crônicas. São elas ataques cardíacos, artrite reumatoide, diabetes e síndrome do intestino irritável.

Reação alérgica

De todos os efeitos colaterais do óleo de cártamo, esse é o caso mais relatado. O cártamo é uma planta da mesma família das margaridas; portanto, aqueles que têm alergias ou são altamente sensíveis às margaridas podem apresentar efeitos colaterais com o uso de óleo de cártamo, como reações alérgicas.

Distúrbio gastrointestinal

Aqueles que usam o óleo todos os dias têm a chance de experimentar efeitos colaterais como vômitos, cólicas estomacais e diarreia. Alguns efeitos colaterais menos graves ao tomar regularmente o óleo de cártamo todos os dias incluem sabor desagradável na boca e náuseas.

Pressão baixa

O óleo de cártamo é comumente usado no tratamento da pressão alta, o que significa que tem a capacidade de reduzir a pressão arterial. Isso também significa que, ao tomar altas doses de óleo de cártamo diariamente, existe a possibilidade de o usuário sentir uma queda na pressão sanguínea. Ainda que não sejam tão frequentes, há alguns relatos a respeito desses efeitos colaterais, então para quem têm pressão baixa é melhor ser cauteloso ao consumir o óleo de cártamo.

Problemas cardíacos

Durante os ensaios clínicos conduzidos por diferentes instituições em diferentes épocas e locais, houve alguns relatos de indivíduos que experimentaram dor no peito e alterações na frequência cardíaca. Esses são efeitos colaterais do óleo de cártamo extremamente raros, e ainda é inconclusivo se outras drogas e substâncias podem ter causado as reações, já que esses ensaios clínicos envolveram o uso de diferentes substâncias.

Hemorragia

Ao consumir óleo de cártamo junto com alguns medicamentos, sejam anti-coagulantes, ibuprofeno, analgésicos, anti-inflamatórios, aspirina ou outros medicamentos prescritos e de venda livre, existe o risco de hemorragia. Então quando você está tomando medicamentos é melhor consultar um profissional da saúde antes de tomar seu suplemento.

Gravidez

O óleo de cártamo não é recomendado para mulheres grávidas porque pode proporcionar efeitos colaterais como contrações uterinas e afetar o feto.

Diabetes

Há um lado positivo e um lado negativo quando o óleo de cártamo é tomado por um paciente com diabetes tipo 2. Alguns estudos descobriram que tomar oito gramas de seu suplemento por dia pode ser benéfico para pacientes com diabetes tipo 2. No entanto, também poderia obstruir o tratamento da diabetes, bem como desestabilizar a taxa de açúcar no sangue dos pacientes.