Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Será mesmo verdade que o café emagrece, como muita gente acredita? Confira o que a ciência diz sobre o assunto

Muita gente acredita que o consumo de café emagrece. Aliás, a cafeína – substância naturalmente presente no café e no chá preto, por exemplo – costuma fazer parte de suplementos que prometem ajudar na perda de peso, porque acelera o metabolismo. Mas será que tomar café emagrece mesmo? Confira!

Café contém estimulantes

Muitas substâncias que são biologicamente ativas encontradas nos grãos de café permanecem na bebida final (o café). Várias dessas substâncias influenciam o metabolismo de modo significativo:

  • Cafeína: principal estimulante do café.
  • Teobromina: principal estimulante do cacau; também encontrada em menor quantidade no café.
  • Teofilina: substância estimulante encontrada no cacau e no café; tem sido usada para tratar a asma.
  • Ácido clorogênico: Um dos principais compostos biologicamente ativos no café; pode ajudar a retardar a absorção de carboidratos.

A cafeína, a principal substância estimulante do café tem sido considerada uma substância que emagrece.

Como a cafeína funciona

A cafeína bloqueia um neurotransmissor inibitório chamado adenosina, de modo que haja um aumento nos níveis de liberação de neurotransmissores como dopamina e norepinefrina. Esse processo faz com que a pessoa se sinta com “energia” e em maior estado de alerta.

Dessa forma, consumir café ajuda a manter-se ativo quando, de outra forma, você se sentiria cansado. Além disso, o café é uma bebida que, de fato, melhora o desempenho do exercício físico em 11–12%, em média.

A cafeína estimula o sistema nervoso, que envia sinais para as células de gordura, fazendo com que elas se quebrem, o que torna o café uma bebida que, de fato, emagrece.

Esse efeito é obtido com o aumento dos níveis sanguíneos do hormônio epinefrina.

O café aumenta a taxa metabólica

A taxa com que o organismo queima calorias em repouso é chamada de taxa metabólica de repouso (TMR).

Quanto maior a TMR da pessoa, mais facilmente ela emagrece. Estudos mostram que a cafeína pode aumentar a TMR em 3-11%, com doses maiores apresentando um efeito mais significativo.

Curiosamente, a maior parte do aumento do metabolismo é causada pela intensificação na queima de gordura. Mas, infelizmente, esse efeito é menor em pessoas obesas.

Um estudo mostrou que a cafeína aumentou a queima de gordura em até 29% em pessoas magras, enquanto o aumento em indivíduos obesos foi de 10%. O efeito também parece diminuir com a idade e é maior em indivíduos mais jovens.

Entretanto, se você está pensando em usar o café para emagrecer, é preciso levar em conta que seus efeitos tendem a diminuir com o uso em longo prazo. Isso porque o organismo pode se tornar tolerante à ação da cafeína.

Diminuição do apetite

Em contrapartida, mesmo que o café não faça com que você gaste mais calorias a longo prazo, ainda há uma possibilidade de que ele diminua o apetite e ajude a comer menos.

Em um estudo, a cafeína teve um efeito redutor do apetite em homens, mas não em mulheres, fazendo com que eles comessem menos em uma refeição após o consumo de cafeína. No entanto, outro estudo não mostrou efeito para os homens.

Mesmo que a cafeína possa acelerar o metabolismo a curto prazo, esse efeito é diminuído em bebedores de café em longo prazo devido à tolerância.

Café emagrece, mas modere no consumo

Se você tem intenção de tomar café porque acha que ele emagrece pode ser melhor alternar períodos de consumo e abstinência para evitar o desenvolvimento tolerância.

Nesse caso, você pode alternar ciclos de duas semanas de consumo e duas semanas de abstinência. Entretanto, há muitas outras grandes razões para beber café, incluindo o fato de ele ser uma das maiores fontes de antioxidantes na dieta ocidental.

Confira mais benefícios da bebida no vídeo abaixo!