Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Novas pesquisas indicam que Sol não possui a capacidade de influenciar o humor das pessoas

Uma pesquisa realizada na Universidade-Humboldt com mais de mil participantes indica que não há evidências suficientes para comprovar que o Sol é capaz de influenciar o humor humano. De acordo com os resultados, não foi possível comprovar que as pessoas experienciam um humor mais positivo em dias mais ensolarados. Porém, elas tendem a se sentir menos cansadas. 

A crença popular de que a estrela afeta a saúde não é recente. Até mesmo Hipócrates acreditava que a mudança de estações estava relacionada com a saúde do ser humano. Com o avanço da ciência, foi comprovado que o filósofo estava certo. Afinal, a vitamina D é essencial para a saúde. Porém, ainda não foi possível indicar que o Sol possui efeitos capazes de influenciar a mente humana. 

Até então, a única evidência científica sobre o possível efeito da luz do Sol na mente foi a descoberta do transtorno afetivo sazonal — também conhecido como depressão sazonal. Entretanto, até a existência dessa condição é controversa. Enquanto muitos acreditam na sua existência, uma pesquisa de 2016 realizada com mais de 30 mil participantes não conseguiu encontrar qualquer ligação entre a exposição à luz solar e o risco de depressão. 

Por outro lado, um estudo na Universidade Livre de Berlim, alega que o ser humano tende a se sentir mais satisfeito com sua vida em dias ensolarados. E, além disso, outras diversas pesquisas relacionam os níveis de serotonina com o índice solar. Um estudo australiano, por exemplo, conseguiu comprovar que as pessoas possuem níveis mais altos de serotonina em dias ensolarados do que em dias nublados. 

Além do Sol, acredita-se que os raios ultravioletas também possuam um efeito positivo sobre o humor. Apesar de prejudicial para a pele em excesso, a luz ultravioleta das camas de bronzeamento artificial pode desencadear sentimentos de euforia — o que comprova uma certa dependência de algumas pessoas sobre a prática. 

Existem diversos estudos que comprovam, ou não, o efeito do Sol no humor humano. Porém, a conexão ainda não é clara e depende de mais pesquisas para adquirir provas concretas. A presença de resultados tão opostos impede qualquer confirmação definitiva sobre o assunto. 

A falta de provas, contudo, não impede teorias. Mesmo potencialmente sendo um efeito placebo, muitas pessoas ainda se sentem melhor quando expostas ao Sol — o que pode ser uma experiência completamente diferente de outras pessoas. 

Apesar da exposição solar não ser um tipo de terapia até agora, isso também não impede o ser humano de se sentir melhor ao passar alguns minutos no calor. A experiência humana, afinal, é única para cada indivíduo, assim como a resposta de seu humor a certos estímulos ambientais, como o próprio Sol.