Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

O consumo de noz-da-índia para emagrecer tem efeitos colaterais significativos e pode até mesmo ser fatal

A noz-da-índia, conhecida cientificamente como Aleurites moluccanus, é uma planta que pertence à família Euphorbiaceae. Não se sabe ao certo de onde ela é nativa, pois a disseminação humana espalhou suas sementes pelo mundo inteiro, principalmente na Indonésia, Malásia e Índia. Mas também é encontrada na Argentina, no Paraguai e no sul do Brasil.

Quando o fruto da noz-da-índia amadurece, ele se torna bege. No Brasil, acredita-se que quem o consome emagrece. Entretanto, ingerir o fruto da noz-da-índia pode causar efeitos colaterais graves, e inclusive, levar a pessoa a óbito.

A noz-da-índia tem um alto poder diurético e laxante. É justamente por isso que se acredita que seu uso seja adequado para emagrecer e é também por isso que ela foi comercializada como produto para perda de peso. Mas as vendas não tinham autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e a planta é extremamente tóxica.

Por esse motivo, a Anvisa proibiu a comercialização, distribuição ou importação da noz-da-índia em qualquer região do Brasil.

Efeitos colaterais da noz da Índia

A noz-da-índia contém saponina e forbol, que são duas substâncias tóxicas quando consumidas cruas e em grande quantidade. Entre os efeitos colaterais dessas substâncias presentes na noz-da-índia estão:

  • Dores abdominais
  • Vômito
  • Arritmia
  • Problemas respiratórios
  • Gases intestinais
  • Sudorese
  • Diarreia
  • Dor muscular
  • Dor de cabeça
  • Desidratação
  • Câimbra
  • Desnutrição
  • Morte

Redução de potássio e magnésio

Por conta de sua ação laxativa, a noz-da-índia pode causar uma redução excessiva de potássio e magnésio no organismo. Uma das possíveis consequências dessa perda é a insuficiência no funcionamento do sistema nervoso. Com isso, o coração e outros músculos perdem a regularidade de seu funcionamento.

Esses efeitos colaterais são ainda mais intensos em pessoas com inflamação intestinal (colite), com a Síndrome do Intestino Irritável (SII), problemas no fígado, coração e rim; e em gestantes, idosos, pessoas doentes, crianças e alérgicos à noz-da-índia.

A interação da noz-da-índia com alguns medicamentos ainda pode causar efeitos colaterais como:

  • Midríase (dilatação da pupila)
  • Náusea
  • Agitação psicomotora
  • Distúrbios comportamentais
  • Alucinações
  • Secura das mucosas
  • Problemas gástricos e digestivos
  • Desidratação

Toxicidade coloca sua vida em risco

De acordo com a Anvisa, já há evidências de toxicidade da noz-da-índia e a ocorrência de três casos de óbitos no Brasil associados ao consumo da planta. Além disso, um estudo realizado na Universidade Federal da Grande Dourados mostrou que as sementes de noz-da-índia tem potencial de citotoxicidade (capacidade de destruir células por meio da libertação de substâncias nocivas) e mutagenicidade (capacidade de induzir a mutação no organismo).

Por isso, se você estiver pensando em consumir noz-da-índia para emagrecer, pense bem se quer colocar sua vida em risco. Lembre que dietas milagrosas podem acabar gerando o efeito-sanfona: você emagrece rapidamente, mas, pouco depois, ganha todo o peso de volta.

A prática regular de exercícios, a manutenção de uma dieta equilibrada como um hábito de longo prazo e a regularidade do sono são as formas mais efetivas de manter a saúde em dia. Se você está precisando perder peso, procure ajuda médica e de um/a nutricionista.

Para conhecer outras dicas de como emagrecer com saúde, dê uma olhada na matéria abaixo: