Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

A igualdade de gênero é a ideia de que toda e qualquer pessoa deve ser tratada igualmente independente de sua identidade de gênero

Igualdade de gênero é o termo que se refere à situação onde homens, mulheres e pessoas de gênero diverso são tratados igualmente e sem discriminação. O contrário da igualdade de gênero é a desigualdade de gênero, ela cerca o mundo todo e afeta a vidas das pessoas diariamente. 

A igualdade de gênero é uma questão dos direitos humanos que tem como propósito gerar segurança para mulheres e meninas no mundo todo. Para que assim, não seja gasto todo o potencial feminino encontrado na sociedade. Para conseguir alcançar a igualdade de gênero é preciso trabalhá-la dentro de ambientes políticos, econômicos e sociais. 

Desigualdade de gênero

A desigualdade de gênero é uma das grandes vilãs do desenvolvimento mundial. Ela pode ser encontrada no tratamento diferenciado de famílias entre seus filhos homens e mulheres, até ocasiões onde garotas menores de idade são forçadas a se casar. 

As diferenças de gênero pregadas pela sociedade são palpáveis em quase todos os âmbitos da vida humana.De acordo com dados da Organização Nações Unidas – ONU, uma a cada cinco mulheres sofrem violência sexual ou física antes dos 50 anos. Além disso, 49 países ainda têm algum tipo de carência quando se trata de leis que protegem mulheres de violência doméstica. 

A igualdade de gênero ainda está longe de ser uma realidade no mundo. Atualmente, ela é apenas uma das metas determinadas pela sociedade, para que todos possam viver em segurança e de forma saudável.

ODS 

A igualdade de gênero faz parte dos ODS. Os ODS são os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, 17 metas instituídas com a premissa de que todos os países cumpram com um prazo estimado. Esses objetivos, estipulados pela ONU, têm o objetivo de erradicar a pobreza e promover uma vida digna para todas as pessoas. 

Para encontrar a igualdade de gênero entre os ODS, basta buscar pela a meta número cinco. Ela prevê que a desigualdade de gênero e suas discriminações devem ser eliminadas até o ano 2030. Para a organização, a falta de igualdade de gênero é um ataque direto aos direitos humanos de mulheres e crianças em todo mundo.

Além disso, sem igualdade de gênero, o caminho para alcançar uma sociedade mais sustentável e segura se torna cada vez mais difícil. Afinal, as discriminações de gênero estão diretamente ligadas a questões como violência, pobreza e acesso precário aos cuidados da saúde mental e física. 

Desigualdade afeta todos

A igualdade de gênero não deve ser uma pauta discutida apenas por mulheres. Apesar delas serem a linha de frente, principalmente com o movimento feminista, homens e pessoas de gênero diverso devem estar envolvidas com a causa. Isso porque a desigualdade de gênero afeta todas as pessoas, cada uma de um jeito diferente. 

Homens sofrem com a desigualdade quando são forçados a aceitarem estereótipos masculinos que envolvem violência e problemas de caráter. Na maioria das vezes, eles também são negligenciados de tratamentos para saúde mental, devido à falsa ideia de que homens não podem ser sentimentais.   

Idosos, crianças, pessoas trans, pessoas com deficiência e mulheres racionalizadas também são impactadas pela desigualdade em diversos níveis. Principalmente mulheres negras, que além de sofrerem com a descriminação de gênero, são impactadas pelas sequelas causadas pelo racismo. 

O que tem que melhorar

Falta de políticas públicas

Para alcançar a igualdade de gênero é preciso entender que mulheres são mais propensas a sofrerem de violência sexual e doméstica do que homens. Por isso, é preciso criar leis que atendam a demanda de vítimas de crimes como esses. Afinal, o primeiro passo para eliminar situações assim é proteger aqueles que são vitimados e penalizar os culpados.

Sociedades que buscam a igualdade de gênero precisam criar meios de proteger mulheres e meninas de discriminações de gênero. Dessa forma, criando leis a respeito de casos de feminicídio, violência doméstica, sexual, física e verbal, assédio, casamento infantil e desigualdades trabalhistas. 

Pouca representação política

No mundo, apenas 23% das cadeiras parlamentares são ocupadas por mulheres. Mostrando que a presença feminina no mundo político avançou, mas ainda continua baixo. A igualdade de gênero também está ligada à possibilidade de mulheres terem oportunidade de assumirem cargos políticos.

Isso porque é preciso mostrar que elas podem ser tão capazes e eficazes quanto homens que estão nesses cargos há décadas. Além do mais, a mulher tem um papel essencial na criação de políticas públicas que abrangem todos os interesses femininos, e trabalham para uma sociedade com igualdade de gênero

Liberdade sobre a própria vida

Mesmo que algumas atitudes tenham mudado nos últimos séculos, e as mulheres tenham alcançado certa liberdade em sua vida graças a manifestações feministas, o cenário não é o mesmo para todas. De acordo com dados da ONU, apenas 52% das mulheres casadas ou em algum tipo de união têm a possibilidade de exercerem seus direitos de forma livre.

O que significa que muitas delas ainda sofrem na mão de seus parceiros por não conseguirem ter autonomia sexual e contraceptiva. Além disso, elas também podem acabar tendo sua liberdade financeira vetada.

Objetificação, estereótipos e sexualização da figura feminina

Devido às normas de gênero criadas pela sociedade ao decorrer dos séculos, muitas pessoas cresceram acreditando que o corpo da mulher foi feito para o prazer masculino. O que acaba gerando diversas problemáticas como a sexualização do corpo infantil e adulto, objetificação da mulher e cultura do assédio sexual.

Precarização do trabalho 

A figura feminina é ligada aos cuidados domésticos desde os tempos antigos. Por isso, até hoje as funções de casa acabam sendo destinadas apenas às mulheres. O que acaba criando uma dupla jornada para pessoas que trabalham fora de casa, principalmente para quem é mãe.

Com todos os estereótipos de gênero que são impostos para a mulher, o mercado de trabalho se torna um campo de obstáculos. As empresas acabam passando longe da meta de igualdade de gênero quando optam por pagar salários mais baixos em decorrência do gênero, ou deixam de dar oportunidades para suas funcionárias devido à maternidade.

Mudanças

Muitas coisas mudaram com o decorrer do tempo e a manifestação de movimentos feministas. No entanto, muita transformação ainda precisa acontecer para que o mundo consiga alcançar a igualdade de gênero. As atitudes devem vir não apenas de governos e autoridades, mas sim de todos os indivíduos. 

Até mesmo a aplicação da igualdade de gênero na criação de crianças pode mudar a forma como a nova geração lida com essas questões. Se cada pessoa tomar uma iniciativa a respeito dessas discriminações, a igualdade de gênero não será apenas um sonho distante no horizonte.