Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Identidade de gênero é diferente de sexualidade e sexo biológico e diz respeito a como cada indivíduo experiencia o seu gênero

Identidade de gênero é o sentimento individual de cada pessoa sobre como ela experiencia o seu gênero. A identidade de gênero é a noção de ser um homem, uma mulher, os dois, nenhum dos dois ou vários gêneros ao mesmo tempo. Uma pessoa pode se identificar com o gênero designado no seu nascimento ou não.

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, a identidade de gênero não está diretamente ligada à sexualidade humana. A sexualidade é o sentimento de atração sexual ou romântica em relação a outras pessoas, enquanto a identidade de gênero é sobre como o indivíduo se enxerga dentro de seu próprio corpo.

Expressão de gênero

Um termo que está relacionado à identidade de gênero é a expressão de gênero. Essa é a maneira como cada indivíduo expressa o seu gênero, seja por meio de atitudes, aparência, roupas, cabelo, maquiagem, linguagem corporal e voz. 

Uma outra maneira que o indivíduo encontra de expressar sua identidade de gênero é por meio de seu nome. Afinal, alguns nomes são dados como femininos, masculinos e unisex. Desta forma, é mais fácil para que os outros consigam identificar o gênero da pessoa sem ter que fazer perguntas invasivas.

Sexo biologico 

O sexo biológico diz respeito a todas as caracteristicas biologicas que uma pessoa tem ao nascer. Essas características levam em consideração a quantidade de cromossomos, a genitália, a composição hormonal e os traços físicos do ser humano. Atualmente, o sexo biologico de uma pessoa pode ser identificado como intersexual, macho e fêmea. 

A identidade de gênero de uma pessoa não tem relação com o seu sexo biológico. Mesmo que seja designado como macho ao nascer, o indivíduo pode se identificar com o gênero feminino. A mesma situação vale para outros gêneros. 

Sexualidade

Como já foi explicado, a sexualidade é o sentimento de atração sexual ou romântica dirigida a outro ser humano. A sexualidade é totalmente independente da identidade de gênero de uma pessoa. Alguém que se identifica como homem pode se sentir atraído pelo mesmo gênero, pelo gênero oposto ou até mesmo sentir atração indiferente do gênero da pessoa.

Transgênero

Uma pessoa transgênero é qualquer indivíduo que não se identifica com a identidade de gênero que lhe foi atribuída ao nascimento. O termo serve de guarda chuva para diversos tipos de identidade, incluindo pessoas trans binárias (homens e mulheres trans) e não binárias (pessoas que não se encaixam dentro da binariedade do gênero).

Para uma pessoa trans feminina, por exemplo, ao nascer, ela foi designada ao gênero masculino devido a sua genitália. No entanto, ao se tornar mais velha, ela chegou à conclusão que sua identidade de gênero era feminina. Logo, ela passou a se entender como uma mulher transgênero. 

O mesmo pode acontecer com pessoas transexuais que são homens, não-binário ou gender queer. A experiência de cada pessoa com o gênero é algo único, e não deve ser generalizado. 

Cisgênero

Ao contrário de uma pessoa trans, alguém cisgênero sente sua identidade de gênero como a mesma que lhe foi designada ao nascimento. Ou seja, se ao nascer ela foi declarada com o gênero feminino, ao crescer essa pessoa não sentiu diferença nenhuma em sua experiência com a identidade e seguiu da mesma forma. 

Não-binário

A não-binariedade é um termo que serve de guarda chuva para toda e qualquer pessoa que não se entenda unicamente como homem ou mulher. Alguém que se entende como não-binário pode se identificar como homem e mulher, nenhum dos dois, os dois e mais uma gênero ou nenhum gênero em especifico. 

Dentro da comunidade não-binária existem diversos tipos de identidades de gênero. Algumas delas são:

Agênero: aqueles que não se identificam com nenhum gênero;

Bigênero: pessoas que se identificam com dois gêneros, sendo eles, feminino, masculino ou outros;

Pangênero: indivíduos que se identificam com vários ou todos os gêneros existentes;

Demi Gênero: se refere àqueles que se identificam como sendo metade um gênero e metade outro. Exemplo: Demiboys são pessoas que se identificam em partes com o gênero masculino.

Disforia de gênero 

Certas pessoas trans enfrentam a chamada disforia de gênero, uma condição psicológica que surge como resultado da diferença entre o sexo biologico e a identidade de gênero. É normal que a disforia apareça pela primeira vez durante a infância do indivíduo, no entanto, é possível que ela se manifeste apenas depois da puberdade.  

A disforia de gênero pode estar relacionada a qualquer traço da pessoa que esteja ligado à identidade de gênero que lhe foi designada ao nascer. Para ajudar a melhorar essa angústia, é recomendado ações afirmativas de gênero. Algumas dessas ações são a troca de nome, mudança de gênero nos documentos, cirurgias e tratamentos hormonais gênero afirmativos.

Discriminação

A discriminação de gênero é o preconceito relacionado à forma como uma pessoa expressa sua identidade de gênero perante a sociedade. Ela pode acontecer de forma explícita ou implícita, estrutural e familiar. Existem duas formas pelas quais esse tipo de discriminação pode acontecer:

Machismo

O machismo é a discriminação de gênero conhecida por pregar a superioridade do masculino sobre o feminino. Pessoas que praticam e são machistas entendem que qualquer pessoa que se identifique com uma identidade de gênero feminina é inferior. A discriminação machista está diretamente ligada a aversão a tudo que é feminino, ou seja, alguém que tenha uma expressão de gênero mais próxima a isso também pode acabar sofrendo. 

Transfobia

Pessoas trans sofrem um tipo de preconceito chamado transfobia. Ele se refere a qualquer atitude discriminatória que tenha como motivação o fato de alguém ser transgênero. Pessoas transfóbicas optam por não entenderem mais sobre a identidade de gênero de indivíduos trans, e os excluem de diversos âmbitos da sociedade. 

Isso acontece pois existe a crença de que os seres humanos são divididos apenas entre dois gêneros, o feminino e o masculino. O que significa que qualquer pessoa que quebre esse padrão estará indo contra o “normal”. Para esses indivíduos, a identidade de gênero está diretamente interligada ao seco biológico. 

Abolição de gênero

A abolição de gênero é uma ação pautada por uma das vertentes do movimento feminista. Pessoas que defendem o abolicionismo de gênero acreditam que a sua existência gera opressão, e também cria papéis e socializações diferentes para os seres humanos. Logo, a melhor maneira de encontrar igualdade entre as pessoas seria abolir o gênero.