Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

O que é extração do feito, como é feito o procedimento e quais suas possíveis complicações

A extração do siso é um procedimento cirúrgico para a remoção de um ou mais dentes do siso. Os dentes do siso, ou terceiros molares, são dentes que nascem no fundo da boca e precisam ser extraídos, muitas vezes, pela falta de espaço para crescerem. Essa falta de espaço pode resultar em dor e outros problemas dentais

Os terceiros molares geralmente começam a crescer entre os 17 aos 25 anos, porém, podem não criar complicações e se desenvolver normalmente. É comum, também, que as pessoas não desenvolvam esses dentes. 

A extração é feita quando os dentes se desenvolvem de forma impactada (inclusa), que impede sua erupção. O dente impactado pode crescer de formas diferentes, como: 

  • na horizontal
  • em direção ao segundo molar
  • em direção ao fundo da boca
  • na vertical, mas ficando preso à mandíbula

Possíveis problemas

Quando não há a extração do siso alguns problemas podem ser desenvolvidos, causando possíveis complicações e comprometendo a saúde bucal. São eles: 

  • Dor
  • Infecções
  • Doença periodontal
  • Danos em outros dentes
  • Desenvolvimento de cisto em volta do siso
  • Dente podre

Quando fazer a extração

O primeiro sintoma de que a extração do siso será necessária é a dor de dente ou a aparição do dente. Após os primeiros sintomas e a ida ao dentista, ele pedirá uma radiografia panorâmica para analisar a posição do siso e se ele precisa ou não ser removido. 

Procedimento

O procedimento geralmente é feito sob efeito da anestesia local. Depois que o efeito da anestesia começa, a extração é feita dependendo da posição do dente. Em alguns casos mais severos, onde o dente está impactado, parte do osso pode ser removida para auxiliar na extração do siso. 

Após a remoção do dente, o dentista fecha a incisão com pontos, finalizando o procedimento. 

Cuidado pós cirurgia 

Logo após a cirurgia, o dentista vai indicar os cuidados a serem tomados nos próximos dias. Um dos cuidados mais importantes é a substituição da gaze em caso de sangramento da incisão. Em casos de inchaço, gelar o local com a ajuda de bolsas térmicas. Analgésicos e outros remédios também podem ser prescritos pelo dentista para o controle da dor. 

Durante as primeiras 24 horas após a cirurgia de extração do siso, é recomendado que o paciente só se alimente de comidas macias ou meio líquidas, como iogurte e purê. Pacientes são indicados a beber muita água e evitar bebidas alcoólicas, cafeinadas, carbonadas ou quentes. O uso de canudo também não é recomendado.

Fumantes devem evitar fumar por pelo menos 72 horas ou mais após a extração. 

A escovação dos dentes deve ser evitada nas primeiras 24 horas, optando pelo enxágue da boca, que deve ser feito delicadamente. A limpeza do local da incisão é feita com uma mistura de água morna e sal — é importante lembrar que não é possível cuspir após a cirurgia, então deixe o líquido escorrer da boca sem fazer força para que os pontos não se abram. 

Complicações

Todo processo cirúrgico pode vir com complicações. Dor, inchaço e sangramento são comuns na extração do siso, mas qualquer outro sintoma pode ser o sinal de uma complicação ou infecção. O dentista deverá ser consultado na aparição dos seguintes sintomas:

  • Febre
  • Problemas ao engolir ou respirar
  • Dor que não passa com ajuda de analgésicos
  • Dormência
  • Pus 
  • Sangue ou pus saindo do nariz
  • Sangramento excessivo e que não para quando o gaze é pressionado no local da incisão