Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Relatório da WWF alerta que o papel das florestas na saúde humana vai além da absorção de CO2

Novo relatório da World Wildlife Fund (WWF) destaca a dependência da saúde humana às florestas. De acordo com as informações divulgadas pela organização, o desmatamento e a degradação desses ecossistemas apresentam riscos inimagináveis para a saúde mundial.

O papel das florestas é extenso. Além de contribuírem na absorção de CO2, protegerem corpos d’água e serem essenciais para o clima, esses ecossistemas também são grandes responsáveis pela saúde e bem-estar humanos. 

A dependência humana com as florestas se estende na produção, alimentação e outras necessidades básicas diárias. Contudo, essa dependência não é refletida em como esses ecossistemas são tratados pelos seres humanos. 

Queimadas para abertura de pastos e exploração de áreas verdes para extração de matéria-prima são alguns dos problemas que a humanidade trouxe para esses ambientes. A constante produção industrial derivada do capitalismo conta com a devastação florestal para que ela continue florescendo. 

E, embora a escassez de recursos naturais providos pelas florestas seja abordado constantemente, nenhuma mudança estrutural foi feita para acomodar essas preocupações. 

Além da inevitável falta de recursos essenciais para a vida humana, a degradação desses ecossistemas traz riscos graves para a população. De acordo com o relatório da WWF, as florestas têm um papel fundamental na saúde humana, providenciando apoio para evitar condições como câncer, diabetes, transtornos mentais e até mesmo uma nova pandemia. 

Em 2021, uma matéria publicada no Phys.org anunciou a possibilidade do surgimento de uma nova pandemia derivada da exploração florestal.. A redução de áreas florestais aumenta a probabilidade de contato dos seres humanos com a fauna terrestre. Os animais carregam cerca de 1,6 milhões de vírus, e é possível que alguns deles sejam letais para o ser humano.

O desmatamento, e subsequente aquecimento global, são outros fatores que podem contribuir para o desencadeamento de uma nova pandemia. O aumento de temperatura que acontece por conta dessas mudanças é altamente benéfico para a propagação de insetos que carregam vírus. De acordo com cientistas, pequenas mudanças nas áreas florestais podem resultar em maior exposição a patógenos. 

Portanto, a conservação de áreas florestais é crucial não apenas para a saúde do planeta, mas para a saúde humana. É inviável que o ritmo da destruição das florestas continue do jeito atual sem que existam resultados catastróficos. 

O relatório divulgado pela WWF conta com algumas soluções para a desaceleração do processo destrutivo que ocorre nas florestas e inclui planos de conservação, restauração e criação de florestas urbanas.