Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Aprenda como plantar açafrão em casa e aproveite os incríveis benefícios desta especiaria para a saúde

Imagem de Steve Buissinne em Pixabay

Aprender como plantar açafrão em casa é muito simples! O açafrão, termo popular no Brasil para designar a cúrcuma ou o açafrão-da-terra, é o rizoma da espécie Curcuma longa, uma parte da raiz da planta. A rigor, o açafrão é, na verdade, uma especiaria rara extraída dos pistilos de flores da espécie Crocus sativus, uma planta da família das Iridáceas.

O açafrão-da-terra, ou cúrcuma, é uma planta originária da Ásia, que dá origem a uma especiaria de cor amarela intensa. Ele pode ser utilizado com um corante natural de tecidos e também é conhecido pelas suas propriedades medicinais, graças à curcumina, nome do pigmento presente nele e que tem atividade antioxidante e anti-inflamatória.

Com ação antialérgica, digestiva, inibidora de gases intestinais, anti-inflamatória e cicatrizante, o açafrão pode tratar diversos problemas de saúde, como patologias respiratórias. A curcumina também tem sido utilizada no tratamento de artrite, diabetes, doença de Crohn, doenças do coração, osteoporose, doença de Alzheimer, psoríase e até mesmo alguns tipos de câncer.

Aprendendo como plantar açafrão, você poderá ter todos esses benefícios em casa, para aproveitar quando quiser.

Como plantar açafrão: passo a passo

1. Para cultivar seu próprio açafrão, você precisará de um pedaço do rizoma da planta (a raiz gorda ou o tubérculo) com gemas (olhos). Se você optar por plantar o açafrão em vasos, escolha um modelo grande, de boca bem aberta, com profundidade de cerca de 50 cm, porque a planta precisa de espaço para se espalhar. Para cultivar cúrcuma no campo, por exemplo, deve haver um espaço de 50 cm x 70 cm entre as plantas.

2. Recomenda-se o emprego de apenas um rizoma por cova ou vaso. O local deve ser mantido livre de pragas e doenças, realizando-se os tratos culturais necessários. Recomenda-se, também, uma adubação orgânica complementar 30 dias após o plantio.

3. A germinação em temperaturas baixas será muito lenta e os rizomas podem apodrecer, em vez de germinar. A temperatura do solo deve ficar entre 20 e 35 graus, com sol direto. No Brasil, não é tão difícil manter essa temperatura. Mas, caso você more em uma região fria, experimente montar uma câmara de germinação com uma almofada de aquecimento ou uma pequena lâmpada de mesa, uma caixa térmica e um termômetro.

4. O solo deve ser argiloso, fértil, bem drenado e com bom conteúdo de matéria orgânica. O preparo do solo deve ser formulado com uma mistura de areia e esterco bovino, na proporção de 3 para 1. Esterco de galinha ou composto orgânico também são boas alternativas. As covas devem ser abertas com, aproximadamente, 4 cm de profundidade.

5. A irrigação deve ser feita com uma lâmina d’água diária por toda a planta. Essa operação deve ser suspensa apenas 15 dias antes do início da colheita das flores, que deve ser realizada manualmente. As flores aparecem cerca de 120 dias após o plantio e já podem ser colhidas.

6. Um bom indicativo do ponto de colheita dos rizomas é quando, após a floração, a parte aérea da planta seca e cai no chão (cerca de dez meses após o plantio). Nessa fase, os rizomas apresentam pigmentos amarelos intensos e o pó obtido da moagem pode ser utilizado como condimento e corantes. A planta geralmente apresenta altura média de aproximadamente 37 cm e, em média, oito folhas.

7. Lembre-se de plantar açafrão em contêineres requer vigilância extra, pois eles secam muito mais rápido do que no solo. Certifique-se de plantar o açafrão em vasos com orifícios de drenagem amplos e regar regularmente para manter a umidade constante e uniforme.

8. Não há grandes problemas de doenças ou pragas com que se preocupar, desde que o solo não fique muito seco ou muito úmido, o que pode torná-lo vulnerável. Se você vir caracóis ou lesmas, uma aplicação de terra diatomácea é a sua melhor solução.

9. Colha as raízes do açafrão no final da temporada e guarde algumas para iniciar o plantio do próximo ano. Lembre-se de que o açafrão está pronto para a colheita quando as folhas e o caule começarem a ficar marrons e secos, cerca de sete a 10 meses após o plantio. Corte as hastes cerca de uma polegada acima da massa de rizomas e lave-os bem antes de consumir.

10. As flores e as folhas de Curcuma longa também são comestíveis e podem ser utilizadas em diversos pratos.

Armazenamento

Os rizomas permanecem frescos na geladeira por até seis meses em um saco ou recipiente hermético. Se preferir, conserve-os no freezer para guardá-los por mais tempo. Certifique-se de reservar alguns para replantar o açafrão!

Você também pode fazer seu próprio açafrão em pó. Coloque os rizomas recém-limpos em uma panela e cubra-os com água, leve-os para ferver e cozinhe até que você possa facilmente furá-los com um garfo (dependendo do tamanho, isso pode levar de 45 a 60 minutos ou mais).

Escorra os rizomas cozidos, esfregue a pele com os dedos (opcional) e seque-os ao sol ou em um desidratador de alimentos regulado a 140 graus até que fiquem quebradiços e se partam perfeitamente ao tentar dobrá-los.

Moa os rizomas secos em um moedor de especiarias, de café ou com um kit de almofariz e pilão para fazer açafrão em pó. Dica: use luvas para manusear rizomas de açafrão, pois eles podem manchar seus dedos.



Veja também: