Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

O cabelo humano, assim como o pelo dos pets, é um ótimo ingrediente para a compostagem, sendo uma fonte rica em nitrogênio

Os restos de cabelo podem servir para a sua compostagem. Durante o dia, o cabelo humano cai diversas vezes de forma natural, seja enquanto eles são lavados ou ao prendê-los. Quando as pessoas juntam esses fios, elas costumam jogar no lixo normal. No entanto, existem outras alternativas para o seu descarte.

Pode colocar cabelo na composteira?

A resposta é sim, ele pode ser compostado. O cabelo e a compostagem andam de mãos dadas, e juntos podem resultar em fertilizantes de alta qualidade para o solo de sua horta. O segredo para os benefícios do cabelo na compostagem é o nitrogênio presente neste tipo de material orgânico. 

Quando colocado para se decompor, seja na composteira ou diretamente no solo, o cabelo se degrada e libera diversos nutrientes essenciais para a planta. O nutriente mais importante é o nitrogênio, responsável por aumentar a retenção de água do solo. Além disso, esse nutriente ajuda nas atividades dos microrganismos da terra, aumentando consideravelmente a aeração do solo.

Tempo de compostagem pode ser longo

Porém, é preciso ter paciência ao adicionar cabelo à sua compostagem. Isso porque essa matéria orgânica demora muito tempo para se decompor, graças a presença de queratina, uma proteína resistente à decomposição. Ou seja, se você adicionar fios de cabelo a sua composteira pode ser que seu fertilizante só fique pronto depois de muito tempo, mais de seis meses ou um ano.

É possível notar essa resistência do cabelo para se decompor na mumificação. Existem diversos casos onde pesquisadores encontraram múmias de milhares de anos, com seus cabelos intactos. Esse fator depende bastante da forma como a pessoa foi enterrada ao morrer, o contato com o solo é decisivo para sua decomposição.

Por isso, a compostagem feita diretamente no solo ou com terra é a melhor forma de degradar os fios de cabelo. No entanto, é preciso tomar cuidado na hora de adicionar essa matéria a composteira, já que quanto mais fios, mais tempo ele demora para decompor e dificulta o processo de compostagem. Certifique-se sempre de usar pouca quantidade de cabelo.

Cabelo é um composto verde 

Existem dois tipos de materiais compostáveis, os verdes e os marrons. Os compostos verdes são majoritariamente úmidos e ricos em nitrogênio, podendo ser casca de banana , de abacate ou pedaços de grama. Já a matéria marrom tem altas quantidades de carbono e é encontrada seca na natureza, alguns exemplos são folhas e galhos secos, folhas de jornal, papel toalha e papelão.

Na compostagem, o cabelo é considerado um material orgânico verde. Logo, ele precisa ser utilizado junto com cascas de alimentos, restos de comida e borra de café.

Qual cabelo pode ser usado na compostagem? 

A maioria dos tipos capilares podem ser adicionados à composteira. Só é preciso tomar cuidado com fios de cabelo que sofreram alguma alteração química ou tiveram contato com substâncias de potencial tóxico. Afinal, isso pode afetar o desenvolvimento do solo e das plantas que você está fertilizando.

Desta forma, sempre opte por cabelos que não são tingidos, descoloridos ou passaram por um processo de alisamento químico. 

Você também pode usar os pêlos de seus animais, assim como suas fezes. Quem tem animal de estimação, gato ou cachorro, dentro de casa, sabe que esses pets liberam muitos pêlos ao longo do dia. Assim como o cabelo humano, o pêlo animal vai parar no lixo, mas pode ser usado na compostagem.

Por isso, se você conseguir acumular uma boa quantidade de cabelo de seu pet, quando for limpar a casa, tente aproveitá-lo em sua composteira. Assim como o cabelo humano, o pêlo animal também se decompõe lentamente e libera nitrogênio no solo, trazendo benefícios para a plantação. 

Pode colocar o cabelo diretamente no solo? 

Os fios de cabelo podem ser adicionados diretamente ao solo, com objetivo de melhorar o desenvolvimento das plantas e da terra. Inclusive, alguns estudos já comprovaram que o cabelo decomposto diretamente do solo tem benefícios para as plantas e seus parâmetros reprodutivos, além de gerar melhor suporte para seu sistema de raízes. 

Como fazer compostagem com cabelo? 

Se você tem interesse em compostar o cabelo que acumula em sua casa, primeiro é preciso entender como a compostagem funciona. Para aprender qual a melhor forma de realizar esse processo, confira as matérias: “O que é compostagem e como fazer?” e “Como fazer compostagem doméstica: um passo a passo”.

A seguir, verifique uma das opções para a compostagem de cabelo:

  • Colete o cabelo e certifique-se que ele está livre de substâncias tóxicas;
  • Se possível, triture ou desfie o cabelo;
  • Misture uma pequena quantidade de fios com outros compostos verdes, como restos de alimentos úmidos (Não use frutas cítricas, pois essas podem afetar o pH da terra);
  • Monte a primeira camada da composteira com compostos orgânicos marrons, como folhas secas e galhos;
  • Depois adicione água a essa camada, utilizando um borrifador;
  • Coloque a primeira camada de compostos verdes com cabelo e borrife água por cima;
  • Repita o processo alternando entre resíduos orgânicos marrons e as verdes, até que a composteira esteja cheia;
  • Feche a composteira;
  • Verifique seu processo de compostagem de tempos em tempos,e misture os resíduos cada vez que fizer isso, para acelerar o processo.

Quais outros destinos para o cabelo?

Como foi dito anteriormente, o cabelo não pode ser composto em grandes quantidades, pois isso afeta o fertilizante final e aumenta o tempo de decomposição. Mas existem outras formas de reciclar o cabelo, para evitar seus impactos no meio ambiente. Confira algumas maneiras de reutilizar esse material orgânico: