Candidíase: conheça alimentação que funciona como remédio natural

eCycle

Saiba quais alimentos priorizar e quais evitar para combater a candidíase

candidiase tratamento alimentação
Imagem de Anna Pelzer disponível no Unsplash

Você está com candidíase? Saiba que a alimentação adequada é uma grande aliada no combate à candidíase, uma vez que o fungo se propaga primeiramente no intestino. É possível consumir ou utilizar alguns alimentos como remédios naturais para ajudar no combate à Candida. E também é bom ficar esperto para evitar outros tipos de comida que podem agravar a situação.

De qualquer forma, procure ajuda médica para saber qual é o tratamento mais adequado ao tipo da sua candidíase (saiba mais em "Candidíase: conheça causas, sintomas, tipos e saiba como tratar").

Alimentos que fazem bem

Alho cru macerado

alho

O alho cru é considerado um antibiótico natural para a candidíase. Você pode comer pelo menos dois dentes de alho por dia. Outra recomendação é consumir um molho de alho integral, que pode ser colocado em diversos pratos, como sopas, saladas e arroz com feijão. Mas ele precisa ser ingerido cru e macerado.

Probióticos

Probióticos

Probióticos são alimentos (ou produtos) que contêm micro-organismos vivos que proporcionam benefícios para a saúde. Eles ajudam a melhorar a imunidade do organismo, equilibrando a flora intestinal com micro-organismos benéficos.

São exemplos de alimentos probióticos os fermentados como o chucrute, kimchee, kombucha, kefir, gengibre em conserva, pepino em conserva, beterraba fermentada, entre outros. Mas os probióticos também podem ser encontrados em cápsulas ou em sachês vendidos em farmácias.

Alguns probióticos podem ajudar a prevenir a diarreia causada por infecções ou antibióticos. Eles também podem ajudar a reduzir os sintomas da síndrome do intestino irritável. Saiba mais sobre os probióticos na matéria: "O que são alimentos probióticos?".

Prebióticos

Diferente dos alimentos probióticos, que são, como já mencionado, aqueles que contêm micro-organismos do bem, os prebióticos são partes dos alimentos que ingerimos que servem de alimento para os micro-organismos benéficos do intestino. São substâncias que os humanos não conseguem digerir, mas que são digeridas pelas bactérias benéficas do nosso intestino. Essas bactérias desempenham funções importantes no corpo, como proteger o aparelho digestivo do ataque de fungos e bactérias nocivos, enviar sinais para o sistema imunológico e ajudar a regular a inflamação.

Por isso, para combater a candidíase por meio da alimentação, não basta ingerir probióticos, é preciso sustentá-los ingerindo também os prebióticos. Exemplos de prebióticos são a farinha de banana verde, legumes crus; feijões (feijão carioca, feijão preto, ervilha, lentilha, grão-de-bico); aveia (na versão sem glúten); banana; aspargo; frutas cruas; dente-de-leão; alho; alho-poró; cebola e verduras cruas.

Óleo de coco e óleo essencial de melaleuca

O ácido láurico (o mesmo do leite materno) e o ácido caprílico do óleo de coco têm função imunomoduladora e ainda matam fungos. Você pode ingerir o óleo de coco cru em sucos, saladas e outros pratos. Ou realizar o tratamento aplicando diretamente na área afetada pela candidíase. Também é possível ingerir uma colher de sopa de óleo de coco por dia. Para melhorar a eficácia da aplicação externa, adicione uma gota de óleo essencial de melaleuca ao óleo de coco. Mas faça o teste na pele do braço antes, para garantir que você não tem alergia.

O óleo essencial de melaleuca é um potente antibiótico natural. Saiba mais sobre ele na matéria: "Óleo essencial de melaleuca: para que serve?". Para saber mais sobre o óleo de coco, dê uma olhada na matéria: "Óleo de coco: benefícios, para que serve e como usar".

alimentacao candidiase

Óleo de orégano

Orégano

O óleo essencial de orégano contém uma substância antifúngica e antibacteriana chamada carvacrol, sendo um ótimo remédio caseiro para candidíase. Você pode aplicar três gotas de óleo essencial de orégano misturadas com uma colher de sopa de azeite de oliva sobre a área afetada pela candidíase, deixando agir por algumas horas. Deve-se repetir o procedimento diariamente, até que a candidíase desapareça. Tome um copo de água (200 ml) com três gotas de óleo de orégano duas vezes ao dia por, no mínimo, uma semana. Saiba mais sobre ele na matéria: "Óleo essencial de orégano: aplicações e benefícios".

Semente de abóbora

candidiase tratamento alimentação

Tem ação direta para matar fungos como os da candidíase, mas é preciso liberar os compostos presos nela. Para isso, bata as sementes de abóbora no liquidificador e utilize o "sal de abóbora" em diversos pratos. Pronto, agora você conhece mais um item para adicionar na sua alimentação e combater a candidíase. Saiba mais sobre as sementes de abóbora na matéria: "Sete benefícios da semente de abóbora para a saúde".

Linhaça

A linhaça levanta o sistema imunológico devido à presença de ômega 3. Para disponibilizar esse composto, deixe as sementes de linhaça numa xícara com água até formar um gel. Você terá o melhor ômega 3 biodisponível.

candidiase tratamento alimentação

Folhas verde-escuras cruas

candidiase tratamento alimentação

As folhas verde-escuras têm um forte efeito desintoxicante. Quando os fungos da candidíase começam a morrer, eles liberam toxinas. Para eliminar essas toxinas, consuma bastante rúcula, agrião, couve, brócolis e outros vegetais verde-escuros.

Casca de limão e laranja

candidiase tratamento alimentação

Sim, as cascas do limão e da laranja podem ser incluídas na alimentação contra candidíase. Elas possuem uma substância chamada d-limoleno, que contribui muito para a desintoxicação do organismo. Faça raspas de limão e laranja e guarde na geladeira para adicionar a sucos, saladas e outros pratos. Para conhecer mais benefícios do limão, dê uma olhada na matéria: "Benefícios do limão: da saúde à limpeza".

Alimentos para evitar a qualquer custo!

Retire da alimentação o leite e seus derivados, açúcar (qualquer tipo, inclusive mel), pão (até o integral), bolos, refrigerantes, doces, macarrão, arroz branco, glúten (é uma proteína mal digerida que funciona como um alimento para a Candida), cogumelos (exceto o shitake) e outros alimentos fermentados como vinagre, vinho, cerveja, saquê e queijo gorgonzola.

Para obter excelentes resultados, essa dieta deve ser realizada por, no mínimo, três meses. Mas para quem sofre de candidíase crônica o ideal é fazer para sempre. Evitar o glúten, principalmente. Saiba mais sobre ele na matéria: "O que é glúten? Vilão ou mocinho?".



Veja mais:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail