Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Confira dicas para evitar problemas na vesícula biliar e mantê-la saudável

A vesícula biliar é um órgão pequeno, em formato de saco e semelhante a uma pera, localizado logo abaixo do lobo direito do fígado. Sua função é armazenar a bile, o líquido produzido pelo fígado para a digestão de gorduras no intestino, e uma combinação de fluidos, gordura e colesterol.

À medida que a digestão e a eliminação ocorrem normalmente, o órgão libera a bile armazenada no intestino delgado, onde entra nos ductos (tubos). Ao fazê-lo, a bile ajuda a digerir as gorduras que você ingere, permitindo que vitaminas e nutrientes solúveis em gordura sejam mais facilmente absorvidos pela corrente sanguínea.

Este líquido é composto por diversas substâncias, como o colesterol, que costuma ser o principal responsável pela formação dos incômodos cálculos biliares – popularmente chamados de pedras –, que, quando se formam, impedem o fluxo da bile para o intestino e provocam uma inflamação conhecida como colecistite.

Embora algumas pessoas que removem a vesícula biliar consigam manter uma boa qualidade de vida, é possível que outras tenham problemas de diarreia e má absorção.

Você provavelmente não se levanta todos os dias e pensa muito na sua vesícula biliar, certo? Mas é importante começar a pensar, antes que ela comece a apresentar problemas. A boa notícia é que as dicas para manter este órgão superimportante funcionando bem são simples e fáceis de colocar em prática.

Sintomas de problemas na vesícula biliar

Se a sua vesícula biliar não está funcionando normalmente, é provável que isso se deva a uma inflamação no órgão, que causa dificuldade para digerir grandes quantidades de gordura, ou porque um ducto no intestino delgado ficou obstruído pela formação de cálculos (pedras).

Os cálculos biliares podem causar uma dor imensa após uma refeição rica em gordura porque o processo de armazenamento e liberação da bile não está funcionando como deveria. Os sintomas de cálculos biliares incluem dor extrema após comer, náuseas, vômitos, dor por dias logo abaixo das costelas e má digestão após as refeições.

Potenciais problemas de vesícula biliar

Inflamação

Chamada de colecistite, esta inflamação pode ser aguda (curto prazo) ou crônica (longo prazo). A inflamação crônica é o resultado de vários ataques de colecistite aguda. A inflamação pode eventualmente danificar a vesícula biliar, fazendo-a perder sua capacidade de funcionar corretamente.

Cálculos biliares

Os cálculos biliares são pequenos depósitos endurecidos que se formam na vesícula biliar. Esses depósitos podem se desenvolver e não serem detectados por anos. Na verdade, muitas pessoas têm cálculos biliares e não estão cientes deles. Eles eventualmente causam problemas, incluindo inflamação, infecção e dor. Os cálculos geralmente provocam colecistite aguda.

Doença da vesícula biliar sem cálculos

Os cálculos biliares não causam todos os tipos de problemas na vesícula biliar. Pode ocorrer doença da vesícula biliar sem cálculos, também chamada de doença acalculosa da vesícula biliar. Nesse caso, você pode apresentar sintomas comumente associados a cálculos biliares sem realmente ter cálculos.

Infecção do ducto biliar comum

Uma infecção pode se desenvolver se o ducto biliar comum estiver obstruído. O tratamento para essa condição é bem-sucedido se a infecção for detectada precocemente. Do contrário, a infecção pode se espalhar e se tornar fatal.

Abcesso da vesícula biliar

Uma pequena porcentagem de pessoas com cálculos biliares também pode desenvolver pus na vesícula biliar. Essa condição é chamada de empiema. Um cálculo biliar pode viajar para o intestino e bloqueá-lo. Essa condição, conhecida como íleo biliar, é rara, mas pode ser fatal. É mais comum entre indivíduos com mais de 65 anos.

Vesícula biliar perfurada

Se você esperar muito para procurar tratamento, os cálculos biliares podem causar perfuração. Esta é uma condição com risco de vida. Se a laceração não for detectada, uma infecção abdominal generalizada e perigosa pode se desenvolver.

Pólipos da vesícula biliar

Os pólipos são crescimentos anormais de tecido. Esses crescimentos são geralmente benignos ou não cancerosos. Os pequenos pólipos da vesícula biliar podem não precisar ser removidos. Na maioria dos casos, eles não representam nenhum risco para você ou sua vesícula biliar. No entanto, pólipos maiores podem precisar ser removidos cirurgicamente antes que se tornem câncer ou causem outros problemas.

Vesícula biliar de porcelana

Uma vesícula biliar saudável tem paredes muito musculosas. Com o tempo, os depósitos de cálcio podem endurecer as paredes da vesícula biliar, tornando-as rígidas. Essa condição é chamada de vesícula biliar de porcelana. Se você tiver essa condição, corre um alto risco de desenvolver câncer de vesícula biliar.

Câncer de vesícula biliar

O câncer de vesícula biliar é raro. Se não for detectado e tratado, pode se espalhar além da vesícula biliar rapidamente.

Como cuidar da sua vesícula biliar

Geralmente, nem todas as gorduras são ruins – então, saiba que não é necessário seguir uma dieta 100% livre de gordura para manter sua vesícula biliar saudável. No entanto, se exercitar e cuidar da alimentação é a chave para cuidar deste órgão valioso, pois a obesidade aumenta o risco de doenças associadas.

O segredo é escolher quantidades menores de gordura em cada refeição e seguir uma dieta rica em frutas, vegetais, grãos inteiros, feijão e legumes (se você os tolerar) e porções modestas de nozes, sementes, abacate, coco e azeitonas (não mais do que 2 colheres de sopa por refeição, mas para alguns pode ser menos). Uma dica é controlar os alimentos gordurosos e óleos refinados.

Além disso, concentre-se em adicionar fibras às suas refeições, pois uma dieta pobre em fibras costuma estar associada a cálculos biliares ou outros problemas no órgão. Confira alguns alimentos ricos em fibras para incluir na sua dieta:

  • Brócolis
  • Couve-flor
  • Folhas verdes
  • Ervas
  • Salsão
  • Cenouras
  • Batatas doces
  • Alcachofras
  • Cebolas
  • Espargos
  • Maçãs
  • Laranjas
  • Bananas
  • Bagas
  • Abobrinha
  • Abacaxi
  • Mamão
  • Cerejas
  • Grãos inteiros
  • Feijões
  • Leguminosas

O que evitar?

Os alimentos a evitar incluem gorduras animais, que aumentam o colesterol e são muito difíceis de digerir pelo corpo, como alimentos fritos, processados ​​e óleos. Isso também o ajudará a controlar naturalmente o peso, o coração e a saúde geral com muito mais facilidade.

Muitos pesquisadores acreditam que os problemas da vesícula biliar decorrem da dieta ocidental, rica em gorduras animais e carboidratos processados ​​e refinados. Assim, da mesma maneira que acontece com a maioria das dicas de saúde, quando se trata de cuidar deste órgão precioso os alimentos saudáveis ​​e integrais à base de plantas ganham destaque. Abuse deles!