Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Entenda mais sobre o óleo de farelo de arroz, como é extraído e usado

O óleo de farelo de arroz é um óleo vegetal extraído a partir do farelo externo, ou casca, do grão de arroz integral — que é removido na produção de arroz branco. Ele é conhecido por seu gosto diferente e por ter um ponto de fumaça alto, que é preferível para cozinhar alimentos em alta temperatura. 

Esse tipo de óleo é mais usado na culinária asiática, sendo comum no Japão, Índia e China. 

O ingrediente é composto por gorduras monoinsaturadas e poliinsaturadas. O consumo dessas gorduras está associado à redução do colesterol LDL e do risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Assim como outros óleos vegetais, como o azeite e óleo de canola, o óleo de farelo de arroz contém maiores quantidades de gorduras saudáveis do que de gordura saturada. 

 Benefícios

Existem diversos benefícios para o óleo de farelo de arroz. Por ser rico em vitamina E e K, ele também é uma fonte de nutrientes e também contém diversas propriedades benéficas à saúde, como: 

Regula níveis de açúcar no sangue e agentes antioxidantes

Em testes em ratos de laboratório, o óleo de farelo de arroz conseguiu regular os níveis de açúcar no sangue, reduzindo a resistência à insulina. A resistência à insulina é uma característica da diabetes e da obesidade

Essa propriedade se dá pela capacidade antioxidante do óleo de farelo de arroz, que neutraliza radicais livres — moléculas instáveis que causam estresse oxidativo.

Em ratos diabéticos, o óleo conseguiu diminuir os níveis de açúcar no sangue aumentando os níveis de insulina. 

Em outros estudos, dessa vez em humanos, o óleo apresentou características similares. Homens que consumiam apenas uma refeição com quase quatro gramas de óleo de farelo de arroz tinham seus níveis de açúcar reduzidos em até 15%, em comparação com os que não adicionaram o ingrediente na dieta.

Saúde cardiovascular

Um estudo realizado na University of Rochester in New York, a vitamina E extraída do óleo de farelo de arroz conseguiu diminuir 42% do colesterol total em ratos. Outras pesquisas também comprovaram sua eficácia em reduzir os níveis de colesterol ruim (LDL), aumentando o colesterol bom (HDL).

Além disso, ele também ajuda a reduzir a pressão arterial, quando combinado com medicamentos anti-hipertensivos. 

Foi comprovada sua ação na redução de inflamação da membrana do coração e dos vasos sanguíneos. Essa inflamação pode causar a rigidez da parede arterial e no acúmulo de placas de gordura na área, uma condição chamada aterosclerose.

Anticâncer

Um dos agentes antioxidantes do óleo de farelo de arroz, o tocotrienol pode conter propriedades anticâncer. Esses agentes, em pesquisas de tubos de ensaio e em animais, conseguiram suprimir o crescimento de diversas células cancerígenas. 

Uso cosmético

Seu uso cosmético pode ser feito tanto na pele quanto nos cabelos. Na pele, foi comprovado sua eficácia em manter a elasticidade. Já no cabelo, o óleo de farelo de arroz consegue reparar os fios secos fazendo uma hidratação profunda que não deixa o cabelo pesado ou com resíduo oleoso.

Sustentável

Acredita-se, também, que o óleo de farelo de arroz pode ser usado para substituir óleos à base de petróleo como fluidos de corte. 

Óleos minerais de corte podem causar doenças de pele e irritação das vias respiratórias. A sua exposição também pode resultar no desenvolvimento de doenças respiratórias, como a asma. Além disso, por ser insolúvel, seu descarte contamina o solo. 

Por isso, o óleo de farelo de arroz é uma alternativa sustentável. Esse óleo oferece um melhor modo de descarte, além de ter propriedades antioxidantes naturais, que são procuradas em fluidos de corte mineral.