Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

No exterior é possível encontrar bananas e espigas de milho sendo vendidas em embalagens plásticas

Uma questão bastante discutida desde que a conscientização ecológica e temas como sustentabilidade ganharam força é a questão do consumo consciente de embalagens. Muitas lojas e empresas tem o hábito de embalar um item pequeno ou médio em sacos e caixas muito maiores do que o necessário. Em algumas situações, como em entregas, é preciso que haja um cuidado maior por conta da segurança no transporte de um item que pode se quebrar ou ser roubado com facilidade. Mas em muitos casos o que acontece é o desconhecimento e o uso de muito material que poderia nem ter sido fabricado, como sacos plásticos e caixas de papelão, gerando assim mais lixo de difícil decomposição.

Apesar de alguns setores da sociedade já terem se conscientizado e optado por mudanças em favor do meio ambiente, ainda existem empresas que ignoram o momento e conseguem errar ainda mais na hora de embalar alimentos. Alguns exemplos destes podem ser encontrados nos EUA, onde empresas tiveram a capacidade de embalar alimentos desnecessariamente, como bananas, ameixas, milhos e balas de goma.

Não existe explicação convincente para colocar alimentos como a banana e as espigas em sacos, como pode ser visto nas fotos, pelo simples motivo de que ambas possuem uma proteção natural, as cascas. Em relação as ameixas e balas de goma é possível encontrá-las em embalagens individuais, uma péssima escolha, já que os vários embrulhos poderiam ser resumidos a uma sacola, gerando assim menos lixo. Além disso, algo rápido como pegar uma bala se torna inutilmente mais lento, ou você acha que seria bom retirar cada unidade de seu respectivo saquinho?


Veja também: