Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Conheça os benefícios do GABA para a saúde e descubra se a suplementação do aminoácido é segura

Imagem de Dane Wetton no Unsplash

O GABA (ácido gama-aminobutírico) é um aminoácido natural que age como neurotransmissor no cérebro, bloqueando os impulsos entre as células nervosas do órgão. Os neurotransmissores funcionam como mensageiros químicos. O GABA, neste caso, consiste em um neurotransmissor inibitório, porque bloqueia (ou inibe) determinados sinais cerebrais e diminui a atividade do sistema nervoso central. Assim como a melatonina, o GABA é secretado durante o repouso e é capaz de acalmar o cérebro, regulando a atividade dos neurônios.

Ao se ligar a uma proteína presente no cérebro, conhecida como receptor GABA, esse aminoácido produz um efeito relaxante e calmante, o que pode ajudar a pegar no sono e auxiliar na diminuição da ansiedade, do estresse e do medo. Além disso, pode contribuir na prevenção de convulsões. Baixos níveis de gaba estão associados a transtornos de humor, ansiedade, epilepsia, dor crônica e outros problemas.

Quando produzida pelo cérebro, a substância estimula a liberação de GH, um hormônio que estimula a perda de gordura e o ganho de massa magra. Como não é encontrado em alimentos (embora alguns fermentados, como kimchi, miso e tempeh, ajudem a estimular sua produção), o GABA tem se tornado um suplemento popular entre atletas e influenciadores voltados para o universo fitness para promover a perda de peso, melhorar o desempenho nos treinos e ajudar no ganho muscular, especialmente nos Estados Unidos.

No Brasil, a tendência já chegou às academias. Além disso, algumas pessoas acreditam que o consumo de suplemento GABA pode acalmar o cérebro e promover uma boa noite de sono. Como a ansiedade é um problema causado, em alguns casos, pela excitação exagerada no cérebro, o suplemento também é utilizado para aliviar seus sintomas.

Suplementar GABA é seguro?

A liberação do GABA endógeno no organismo está associado a melhora do humor, alívio da ansiedade, regulação do sono, alívio de sintomas da síndrome pré-menstrual (TPM) e tratamento do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). Naturalmente, ele também ajuda a aliviar a dor ou o desconforto resultante de ferimentos, aumentar a tolerância a exercícios, baixar a pressão arterial, queimar gordura mais rapidamente e elevar o ganho de massa magra.

No entanto, pesquisadores divergem quanto à eficácia da ingestão do aminoácido na forma de suplemento. Um estudo de 2015, publicado no Frontiers in Psychology, concluiu que a ação da substância no organismo é desconhecida e que os benefícios obtidos por consumidores de GABA em cápsulas podem ser resultado de efeito placebo. Por outro lado, outro estudo, publicado no periódico Medicine and Science in Sports and Exercise, defende a eficácia da suplementação de GABA sobre o desempenho em exercícios físicos.

A grande questão é que ainda há evidências suficientes que comprovem (ou descartem) a eficácia da suplementação de GABA, nem de dosagens adequadas, para a obtenção dos benefícios que o aminoácido na forma endógena proporciona. Algumas pessoas acreditam que o suplemento permite que o indivíduo descanse ou relaxe, melhorando a qualidade do sono, que também é importante para o bom desempenho físico. Mas alguns especialistas não recomendam o consumo, afirmando que ainda não é possível saber quais as quantidades adequadas de ingestão de GABA em cápsulas para obter tais benefícios.

É possível obter GABA naturalmente?

Infelizmente, não é possível obter GABA com nenhum alimento. No entanto, algumas escolhas na dieta facilitam a produção natural da substância no corpo, especialmente os probióticos e prebióticos, como revelam alguns estudos. Esses alimentos incluem:

Além disso, uma pesquisa conduzida por pesquisadores da Universidade de Boston revelou que a prática de yoga diária pode ter efeitos significativos na produção de GABA endógeno no organismo.

Efeitos colaterais da suplementação de GABA

Ainda não há informações suficientes para garantir níveis seguros de consumo do GABA e não são conhecidas eventuais interações medicamentosas. Por isso, a suplementação não é recomendada. Em todo caso, se estiver pensando em ingerir GABA em cápsulas, consulte especialistas da área médica.


Fontes: Healthline e Webmd

Veja também: