Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Dolomita é um mineral de carbonato de cálcio e magnésio que possui diversas propriedades medicinais

A dolomita é um mineral composto por carbonato de cálcio e magnésio de fórmula molecular CaMg(CO3)2. Ela é encontrada em rochas calcárias e precisa passar por um processo de purificação antes de ser utilizada, a fim de eliminar possíveis contaminantes biológicos e químicos. A dolomita possui diversas propriedades medicinais, sendo comumente usada como cosmético natural ou suplemento.

Vale ressaltar que o cálcio e o magnésio são minerais essenciais para o bom funcionamento do organismo. Juntos, eles fortalecem ossos e dentes, mantêm o equilíbrio do pH sanguíneo, ajudam no funcionamento do coração, transmitem impulsos nervosos e auxiliam na absorção de proteínas.

A dolomita possui propriedades alcalinizantes, anti-inflamatórias, antissépticas, calmantes, clareadoras, cicatrizantes e tonificantes. Por isso, além de ajudar na reposição e absorção de cálcio e magnésio, ela pode ser empregada para tratar lesões e queimaduras, auxiliar no desempenho muscular e em tratamentos estéticos para pele, cabelo, dentes, estrias e celulites.

Benefícios da dolomita

Como dito anteriormente, a dolomita apresenta diversas propriedades medicinais. Assim, ela pode ser uma importante aliada em diversos tratamentos, não somente relacionados à saúde, mas também à beleza:

  • Faz bem para a pele;
  • Ajuda na saúde bucal;
  • Faz bem para o cabelo;
  • Faz bem para o estômago;
  • Auxilia no tratamento de doenças;
  • Ajuda na reposição e absorção de nutrientes essenciais.

Faz bem para a pele

A dolomita tem a capacidade de penetrar com rapidez nos poros, ajudando a acalmar, desinflamar, tonificar, cicatrizar e revitalizar a pele. Por isso, pode ser utilizada para tratar lesões, queimaduras, assaduras, manchas, micose e espinhas.

Ajuda na reposição e absorção de nutrientes

A dolomita é um mineral composto por carbonato de cálcio e magnésio. Assim, ela ajuda na reposição e absorção desses minerais essenciais para o bom funcionamento do organismo.

Faz bem para o estômago

A dolomita pode ser utilizada em forma de pasta para tratar diversos problemas intestinais, como diarreia, má digestão, gases, gastrite e úlceras.

Auxilia no tratamento de doenças

A dolomita pode ser usada para aliviar dores e tratar várias doenças, como herpes, osteoporose, neurite, lúpus e reumatismo.

Ajuda na saúde bucal

A dolomita pode ser utilizada para manter a higiene bucal e evitar possíveis complicações. Em geral, ela é empregada para fazer limpeza, tratar mau hálito, gengivite e afta.

Auxilia na rigidez muscular

O bom funcionamento do sistema muscular depende de uma série de fatores. Nesse sentido, a dolomita fornece cálcio, que ajuda na contração da musculatura, e magnésio, que ajuda no relaxamento da musculatura. Por isso, ela pode ser usada para combater a fadiga e a rigidez muscular.

Faz bem para o cabelo

A dolomita pode ser utilizada para fortificar, reconstruir e revitalizar o cabelo. Isso porque ela reduz a queda, hidrata e ainda auxilia no tratamento de caspa.

Como usar e onde encontrar a dolomita

A dolomita pode ser encontrada em lojas de produtos naturais, normalmente na forma de pó. Para usá-la, misture-a com água e faça uma pasta. Em seguida, aplique a solução na região desejada, deixando agir por cerca de 20 minutos, e enxágue.

Vale ressaltar que a suplementação de dolomita só é feita com prescrição médica. Por isso, procure um especialista caso queira saber mais sobre essa forma de utilização.