Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Afinal, o frio causa resfriado? Descubra a relação entre temperaturas baixas e o desenvolvimento da infecção viral

Frio causa resfriado ou é um mito? Certamente, em algum momento da vida, você já ouviu: “Pegue um agasalho, ou vai ficar resfriado!”. Mas o que doenças causadas por vírus teriam a ver com temperaturas baixas? Em um artigo publicado no periódico The Conversation, Libby Richards, professora de Enfermagem na Universidade de Purdue, nos Estados Unidos, explica que não é bem assim.

O resfriado é, provavelmente, a infecção viral mais comum entre as pessoas – e, sim, ele aparece com mais frequência nas estações mais frias, como o outono e o inverno. Resfriados podem ser causados por mais de duzentos tipos de vírus diferentes, todos de transmissão respiratória.

Os sintomas incluem entupimento das vias aéreas, congestão nasal, dor de garganta, espirros e corrimentos nasais. Gripes e resfriados têm sintomas parecidos, mas as primeiras são potencialmente perigosas, porque podem provocar febre alta e evoluir para uma pneumonia.

A questão é: pegar “friagem” pode deixar você doente? Existe uma relação, mas ela não é tão simples como parece. A friagem (termo popular para definir um choque térmico) por si não é a causa da doença, mas o tempo frio facilita o contágio. Uma das razões para isso é que as pessoas tendem a se aglomerar em ambientes fechados durante o inverno, e os vírus que provocam gripes e resfriados são facilmente transmissíveis de uma pessoa para outra.

Frio causa resfriado? Não, mas pode facilitar

Muitos vírus, incluindo o rinovírus, o culpado mais frequente do resfriado comum, e o influenza, responsável pela gripe, permanecem infecciosos por mais tempo e se replicam mais rapidamente em temperaturas mais frias.

É por isso que esses vírus se espalham mais facilmente no inverno. Por isso, usar um casaco pesado não fará diferença nenhuma no resultado final.

Mais especificamente, o tempo frio pode alterar a membrana externa do vírus influenza, tornando-a mais sólida e elástica.

Os cientistas acreditam que o revestimento emborrachado facilita a transmissão do vírus de pessoa para pessoa. Além disso, o ar seco e frio foi associado a surtos de gripe. Um estudo do National Institutes of Health sugere que o ar seco do inverno ajuda ainda mais o vírus da gripe a permanecer infeccioso por mais tempo.

Imunidade faz a diferença 

A forma como o seu sistema imunológico responde durante o tempo frio também é muito importante. A inalação de ar frio pode afetar adversamente a resposta imunológica do trato respiratório, o que torna mais fácil a propagação de vírus. É por isso que usar um lenço sobre o nariz e a boca, ou uma máscara facial, pode ajudar você a permanecer protegido.

Outro fator que contribui para a maior frequência no inverno em estações frias é que a maioria das pessoas recebe menos luz do sol no inverno. Isso é um problema, porque o sol é uma importante fonte de vitamina D, essencial para a saúde do sistema imunológico. Além disso, a atividade física, que também aumenta a imunidade, tende a ser negligenciada durante o inverno.

Por outro lado, as pessoas passam mais tempo dentro de casa ou enfurnadas no escritório, com as janelas fechadas, quando está frio. Isso favorece o contato mais próximo com outras pessoas, o que leva à disseminação de doenças. 

Quem sofre de rinite alérgica e outros problemas respiratórios costuma sofrer ainda mais durante o inverno, porque o ar seco afeta as mucosas do aparelho respiratório. Nesse caso, o frio resseca e irrita ainda mais as mucosas já inflamadas, agravando os sintomas de doenças respiratórias.

Como evitar gripes e resfriados no frio?

Se pessoas com quem você convive ficaram doentes, é importante redobrar os cuidados. Medidas de higiene são as mais básicas e efetivas para prevenir resfriados. Tenha em mente que o resfriado comum costuma ser inofensivo, mas a gripe é um problema bem mais sério, que pode exigir uma visita ao consultório médico.

  • Lave as mãos com frequência.
  • Evite tocar o rosto.
  • Mantenha-se hidratado (oito copos de água por dia é uma boa meta)
  • Tenha uma dieta balanceada, que forneça vitaminas e nutrientes importantes para aumentar a imunidade.
  • Mantenha-se fisicamente ativo, mesmo durante o inverno.
  • Limpe as superfícies de contato em sua casa com frequência.
  • Se sentir o nariz ou a garganta secos no inverno, considere o uso de um umidificador.
  • Tome a vacina contra a gripe.