Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Evento da Cátedra Alfredo Bosi de Educação Básica da USP acontece nesta quarta-feira, dia 6, às 19 horas

Por Jornal da USP O primeiro Fórum Digital da Cátedra Alfredo Bosi de Educação Básica da USP vai debater a intolerância religiosa no Brasil e como a escola, com a nova reformulação curricular e a volta do ensino religioso, tem tratado esse assunto. Intitulado Cibercultura no Combate ao Racismo e à Discriminação Religiosa, o evento é gratuito e acontece nesta quarta-feira, dia 6, às 19 horas, com transmissão ao vivo pelo canal da cátedra no Yotube. Não é preciso fazer inscrição.

Segundo a equipe responsável pela curadoria do evento, o objetivo é ampliar análises e debates com lideranças religiosas, professores da educação básica e superior, estudantes e ativistas, destacando o compartilhamento de histórias pessoais e os “lugares de fala”. Entre os temas e aspectos que serão abordados estão as religiosidades africano-brasileiras, a ancestralidade, o racismo e o ciberativismo.

O encontro terá a participação de sete palestrantes: Jaciara Ribeiro, yalorixá do terreiro Axé Abassá de Ogum, de Salvador (BA), e coordenadora do coletivo ìyá Àkobíode – Mulheres que transformam, Lindiwe Aguiar, jornalista e cineasta, Ebomi Cidália, especializada em criação de conteúdos voltados para instituições culturais, ONGs e instituições governamentais, Lúcio André Andrade da Conceição, membro do terreiro Vintém de Prata e professor do Instituto Federal da Bahia, Nívia Luz, yalorixá do terreiro Ilé Axé  Oyá e ativista cultural, Paulo Ferreira Filho, comunicador social, e Luzi Borges, professora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), de Ilhéus (BA). A curadoria é de Mille Caroline Rodrigues Fernandes, pesquisadora do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP, Luzi Borges e Lúcio André Andrade da Conceição.

Mais informações sobre o Fórum Digital estão disponíveis no site da Cátedra Alfredo Bosi de Educação Básica.

Próximos minicursos serão nos dias 5 e 7 de abril

A integração entre o ensino médio e a formação técnica e profissional será o tema do minicurso Currículo Integrado entre Ensino Médio e Formação Técnica e Profissional, que será realizado pela Cátedra Alfredo Bosi de Educação Básica nesta terça-feira, dia 5, às 19 horas. Os expositores vão apresentar possibilidades de integração curricular a partir de diferentes experiências e perspectivas de escolas públicas e privadas.

Além da concepção e organização curricular, os palestrantes pretendem problematizar a operação efetiva desses cursos. Como os professores devem ser preparados para esse desafio? Essa proposta exige mudanças operacionais na escola? Essas e outras questões serão abordadas e discutidas pela equipe docente composta de Fernanda Yamamoto, Francisco Cordão, Herbert Alexandre João e Márcia Azevedo Coelho.

Já na quinta-feira, dia 7, também às 19 horas, outro minicurso, Vias e Desvios na Ideia de Pesquisa em Educação, abordará a pesquisa acadêmica da área de educação, partindo do pressuposto de que “é quase impossível ensinar sem fazer algum tipo de pesquisa”. O ensino e a pesquisa, para o professor Nilson Machado, que ministrará o minicurso, são parte de uma “integração natural”. Machado vai abordar desafios e dilemas que o pesquisador enfrenta ao longo de seu projeto, sinalizando caminhos e ponderações que podem facilitar tomadas de decisões.

Os minicursos Currículo Integrado entre Ensino Médio e Formação Técnica e Profissional (dia 5, às 19 horas) e Vias e Desvios na Ideia de Pesquisa em Educação (dia 7, às 19 horas) serão transmitidos ao vivo pelo canal da cátedra no Yotube. Grátis. Não é preciso fazer inscrição

Mais informações sobre os dois minicursos estão disponíveis no site da Cátedra Alfredo Bosi de Educação Básica.