Pequenas atitudes ecológicas ajudam a economizar e trazem benefícios no dia a dia

eCycle

Os três “erres” (reduzir, reciclar e reutilizar) podem ajudar a preservar o meio ambiente, tornando-o um lugar mais agradável para se viver e ainda por cima tendo economia de dinheiro

Sacola retornável

As recentes e constantes notícias relacionadas ao meio ambiente que saem nos jornais são, na maioria das vezes, desanimadoras: elevação do nível do mar, morte de animais devido à poluição e desmate de seus habitats naturais, desequilíbrio na cadeia alimentar, entre outras. No entanto, existem algumas pequenas atitudes para preservar o meio ambiente que podem contribuir para amenizar essa situação. Confira abaixo algumas dicas:

Sacolas retornáveis

Estima-se que, no Brasil, o uso de sacola plástica seja em torno de 41 milhões por dia, o que dá 1,25 bilhão por mês e 15 bilhões por ano. As sacolas plásticas são feitas de polietileno, que é um termoplástico derivado do petróleo (um recurso não renovável), e demoram até 500 anos para se decomporem. O descarte diário de sacolas plásticas, aliás, provoca o assoreamento das galerias pluviais, entupimento de bueiros e córregos, entre outras consequências. Uma boa alternativa para esse problema é o uso de sacolas retornáveis, ou ecobags, que são fabricadas com produtos químicos que não agridem o meio ambiente, consomem menos energia na produção, têm um design moderno e são práticas: podem ser dobradas e guardadas em bolsas e porta-luvas e usadas em diversas ocasiões, não só na ida ao supermercado. Além disso, elas são resistentes, o que faz com que machuquem menos as mãos, e espaçosas.

Em alguns casos, o dinheiro da compra de sacolas retornáveis é empregado no plantio de árvores que, por sua vez, recolhem o gás-carbônico da natureza. Mas também é preciso ficar atento e conferir se a sua ecobag é produzida com condições de trabalho dignas e se ela realmente usa materiais sustentáveis. Como ela é reutilizável, também se suja mais. É importante sempre limpá-la após o uso.

Reutilize vasilhas de alimentos e bebidas

Exercite a criatividade e dê uma nova utilidade para aquele copo de requeijão ou para aquela caixa de biscoitos vazios, por exemplo. Vale de tudo, desde reutilizar os potes vazios como recipientes para congelar alimentos até transformar garrafas vazias em vasos ou apoios para velas. Por questões de higiene, é aconselhável usar vasilhas de alimento para alimento, de limpeza para limpeza e assim por diante. Mas não se esqueça: se a vasilha for de plástico, não armazene um alimento quente dentro dela ou leve ao microondas, pois quando isso é feito, o plástico pode liberar substâncias químicas utilizadas na sua confecção. Também não é aconselhável reaproveitar latas, pois, com o contato com o ar, elas podem oxidar e enferrujar.

Outra dica é reutilizar a água da máquina de lavar roupa para lavar a área de serviço ou o carro, por exemplo. Mas não a armazene por muito tempo, para não atrair os mosquitos da dengue. Por fim, imprima nos dois lados da folha e utilize a já usada como rascunho.

Prefira os produtos naturais

Alguns produtos podem ter uma utilidade diferente daquela que estamos acostumados a dá-los. Certos alimentos podem ser empregados na limpeza da casa, por exemplo. Um deles é o vinagre, que, devido à elevada concentração de ácido acético, pode ser usado como desinfetante, desengordurante e na limpeza de tapetes, pois protege e renova os fios de tecido. Ele ainda é ótimo para evitar fungos.

Outro exemplo é o suco de limão, que, por conta da acidez, ajuda a dissolver o limo e até manchas de ferrugem. Para isso, basta passar a mistura no local ou no tecido enferrujado e colocar no sol para agir por alguns minutos. Depois é só lavar com água abundante. Ele também é eficaz na remoção de odores fortes de alimentos, como peixe, alho, cebola e de cheiros desagradáveis de comida guardada por muito tempo na geladeira. Além disso, esse sumo espanta alguns insetos sensíveis a cheiros, tais como as aranhas, formigas e pulgas.

O sal puro, por sua vez, ajuda a evitar a aparição de manchas nos tecidos e é eficiente na remoção de ferrugem e de odores de sapatos. Para tirar o mau cheiro dos sapatos, coloque duas colheres de sal em cada par. Esfregue bem e depois deixe no sol por meia hora.

O óleo de cozinha, que é altamente poluente, pode ser reaproveitado para a fabricação de sabão (veja como fazer e local para descartá-lo); e o bicarbonato de sódio pode ser utilizado na limpeza de gorduras que se acumulam no encanamento da pia da cozinha e na eliminação de mofo e de odores de vasilhas e microondas.


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail