Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

A casca de banana não precisa ir para o lixo. Ela possui muitas fibras e pode até ser incluída em receitas

O destino da casca de banana não precisa ser o lixo. Além de possuir diversas possibilidades de uso, como lustrar sapatos e até clarear os dentes, você sabia que a casca de banana é muito saudável e pode até ser consumida? É isso mesmo! Além de gerar economia e diminuição de resíduos, comer casca de banana é bastante nutritivo. Na Índia, por exemplo, pessoas se beneficiam das vantagens nutricionais delas há décadas.

De acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), a banana é a segunda fruta mais consumida no planeta, com 11,4 kg/hab/ano, perdendo apenas para a laranja, com 12,2 kg/hab/ano. A banana é muito popular e sua “embalagem natural” torna seu consumo muito prático.

Vale lembrar que as cascas só devem ser consumidas se forem de banana orgânica. Cascas acumulam grandes quantidades de agrotóxicos, que são muito prejudiciais para sua saúde. Mas, mesmo assim, a casca pode ter diversas outras utilidades para o dia a dia (Confira alguns usos para bananas passadas e cascas). A casca de banana clareia os dentes e também pode servir para polir sapatos.

Enquanto a “carne” de uma banana é suave e doce, a pele é grossa, fibrosa, e ligeiramente amarga. Para comer a casca, você pode misturá-la em vitaminas, fritar, assar ou cozinhar durante pelo menos dez minutos. O calor é importante para romper as fibras da pele e assim suavizar a textura resistente, tornando a casca mais fácil de mastigar e digerir.

Além disso, quanto mais madura a banana estiver, mais fina e mais doce a casca estará. Isso acontece por conta de um hormônio vegetal natural chamado etileno, que as frutas liberam conforme amadurecem. O etileno interage com os açúcares e fibras na casca de banana, transformando açúcares complexos em açúcares simples e quebrando a pectina, uma fibra que a mantém rígida. É por esse motivo que as frutas maduras são mais sensíveis e suscetíveis a “machucados”.

Comer casca de banana não é bom apenas para o seu corpo, mas também é melhor para o ambiente. A maioria das pessoas joga a casca fora, isso significa uma grande quantidade de resíduos orgânicos. A maior parte deste lixo vai para aterros sanitários, mas ela pode ser utilizada como fertilizante, na purificação de água, e na compostagem.

Benefícios nutricionais

A banana é uma fruta rica em vitaminas A e C. A casca apresenta um teor de minerais muito elevado em relação ao fruto. A ingestão da casca é uma boa alternativa para o aumento de minerais na dieta. A pele contém quantidades elevadas de vitaminas B6, além de magnésio e potássio. Ela também contém fibras e proteínas.

A casca de banana contêm triptofano, um aminoácido essencial que aumenta os níveis de serotonina (mesmo hormônio liberado quando consumimos chocolate) no corpo e afeta o humor positivamente. Segundo estudos, se for propriamente tratada, a casca de banana é uma fonte barata de carboidratos e minerais, sendo apontada como uma boa opção para a alimentação de animais de criação.

Além disso, ela é rica em fibras que promovem movimentos intestinais, auxiliam na digestão e podem reduzir os níveis de colesterol no sangue. Ajudando assim a prevenir doenças cardiovasculares, derrames e câncer (saiba mais sobre alimentos com fibras).

Os amidos resistentes presentes na casca da banana viram alimento das bactérias que vivem no intestino grosso naturalmente. Na digestão desse amido, as bactérias produzem substâncias que fazem bem para nosso organismo e ajudam a prevenir diversas doenças, como câncer e diabetes.

Cascas de banana são ricas em polifenóis e carotenoides, que são fitoquímicos com propriedades antioxidantes. Eles reduzem o estresse oxidativo e neutralizam os radicais livres em vários órgãos, incluindo a pele. Um deles é a luteína, um carotenoide que protege os olhos dos danos dos radicais livres, dos riscos de catarata e de degeneração macular, e filtra os raios UV prejudiciais.

Como comer casca da banana

Há lugares no mundo onde comer casca de banana é um hábito natural. Em algumas culturas, a casca de banana é frita como uma iguaria. No leste da Índia, as cascas são usadas para muitos pratos e algumas sobremesas.

Em alguns países asiáticos, a banana inteira é cozida, com casca e tudo mais. Alguns chegam a cortar cascas da banana e secá-las ao sol, para depois serem cozidas. As cascas podem ser agregadas a diversas receitas, desde bolo de casca de banana até casca louca (uma versão vegana da carne louca), basta utilizar a criatividade e assim se nutrir, gerar menos resíduo e de quebra ainda economizar!

Confira uma simples e deliciosa receita de bolo de casca de banana

Ingredientes:

  • 2 cascas de banana – lave a banana em água corrente antes de descascá-la;
  • 2 colheres (sopa) de semente de linhaça em pó;
  • 6 colheres (sopa) de água;
  • 2 xícaras (chá) de leite de amêndoas;
  • 2 colheres (sopa) de óleo de coco;
  • 3 xícaras (chá) de açúcar;
  • 3 xícaras (chá) de farinha de rosca – pode ser comprada pronta, ou basta você bater no liquidificador o pão amanhecido até virar uma farinha;
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó

Modo de preparo:

Lave e descasque as bananas. Deixe a linhaça de molho na água por dez minutos. Bata no liquidificador a linhaça, o leite de amêndoa, o óleo de coco, o açúcar e as cascas de banana. Despeje essa mistura numa vasilha, adicione a farinha de rosca e misture bem. Por último, misture delicadamente o fermento e despeje a massa em uma forma untada e esfarinhada. Asse em forno, em temperatura média, por aproximadamente 30 minutos.

Nesse vídeo, produzido pela equipe do Portal eCycle, ensinamos um método caseiro para limpar frutas, verduras e vegetais, que pode ajudar na hora de reutilizar a casca da banana, mas não deixe a casca de molho muito tempo no bicarbonato de sódio porque pode aumentar o sabor amargo:

Usos dos resíduos de banana em produtos eco-friendly

Os restos de banana também pode ser reutilizados para fins não alimentícios. As bananas crescem em uma estrutura semelhante a um tronco chamada pseudocaule. Após a colheita, esta seção da planta geralmente é descartada, pois nunca mais crescerá. O cultivo de bananas é uma forma de agricultura particularmente perdulária em comparação com outras culturas de frutas porque apenas 12% da planta é usada, com o resto terminando no aterro.

Para agregar valor a esse resíduo, a startup TexFad de Uganda está transformando-o em produtos têxteis sustentáveis ​​de alta qualidade. A startup extrai a fibra do tronco da bananeira usada para fazer produtos ecológicos, como tapetes, tecidos e extensões de cabelo biodegradáveis.

Primeiro, os troncos da bananeira são partidos ao meio com facões e alimentados por meio de uma máquina de corte. A máquina transforma esses troncos em longas fibras de couro que são penduradas para secar antes de serem processadas e transformadas em produtos ecológicos de alta qualidade. 

A empresa prevê o material substituindo algumas fibras sintéticas e fazendo produtos de papel, como notas de banco, entre uma gama de aplicações possíveis. Por enquanto, a TexFad está explorando maneiras de amaciar as fibras de banana para que possam ser usadas na confecção de roupas.

Mas a TexFad não é a única empresa a transformar resíduos de banana em produtos ecológicos. Em 2020, pesquisadores australianos desenvolveram um método que transforma resíduos agrícolas de banana da indústria da banana em material de embalagem de bioplástico não tóxico, biodegradável e reciclável.

Outros incluem a estudante universitária brasileira Rafaella de Bona Gonçalves, que desenvolveu absorventes internos de fibra de banana biodegradáveis ​​para mulheres sem-teto em 2019. Sua invenção rendeu a ela o prêmio alemão “iF Design Talent Award” em 2019.


Fontes: Business insider e Intelligent Living


Veja também: