Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Afinal, cachorro pode comer osso de galinha? Quais são os riscos?

A caracterização de cachorros pela mídia, especialmente em desenhos animados, os descreve como animais carismáticos que se alimentam principalmente de ossos e grandes filés de carne. Porém, é importante se perguntar se essa dieta é apropriada. Afinal, cachorro pode comer osso de galinha? Ou qualquer outro osso?

Essa caracterização pode até ser realista, uma vez que os cães vêm se alimentando de ossos por milhares de anos, porém, existem algumas exceções e riscos para cães domesticados. 

Alguns ossos podem ser uma ótima fonte de minerais e outros nutrientes, além de ajudar na prevenção de acúmulo de placa nos dentes dos cachorros. Contudo, é necessário saber quais são os ossos apropriados para consumo. 

Normalmente, os ossos cozidos ou restos de alimentos do seu próprio prato não podem ser ingeridos por cães por diversos potenciais riscos. 

Ainda assim, existem outros alimentos mais fáceis e com menos riscos a serem oferecidos. Enquanto alguns tipos de ossos não são necessariamente proibidos, eles ainda podem oferecer riscos e não devem ser dados ao animal sem supervisão. 

Cachorro pode comer osso de galinha?

A resposta curta é sim. Os ossos de galinha são, na maioria das vezes, facilmente dissolvidos pelo estômago do cachorro. Se você pretende alimentar o seu animal com ossos de galinha, é recomendado que use apenas os ossos das asas ou do pescoço em pedaços pequenos, não afiados e crus. 

Assim como qualquer alimento mais rígido, como os ossos, existe o risco de obstrução do sistema respiratório, uma vez que eles podem parar no esôfago. 

Ossos cozidos são mais moles e, por isso, mais fáceis de se quebrar em algumas partículas que podem causar obstrução no sistema respiratório, por isso prefira oferecer o alimento cru ao seu cão. 

Outros ossos

É preferível que o único osso oferecido aos cães seja o de galinha, uma vez que os ossos de outras aves e alguns animais como os porcos contêm alto teor de gordura. Costelas de porco especificamente contém muita gordura saturada, que em excesso, pode causar pancreatite nos animais. 

Nenhum osso é completamente seguro como alimento para os cachorros, porém, se você ainda quiser oferecer o “petisco” siga as seguintes dicas: 

  • Apenas ofereça ossos crus, em pedaços pequenos e não afiados
  • Não deixe o animal sem supervisão após oferecer o osso
  • Deixe o animal com osso por apenas 10-15 minutos e depois coloque o resto na geladeira
  • Jogue o osso fora depois de três ou quatro dias
  • Evite ossos de outras aves ou de porco

Riscos 

Os possíveis riscos de oferecer osso para os cachorros são: 

  • Engasgo e asfixia
  • Perfuração de órgãos internos
  • Obstrução do intestino 
  • Contaminação de bactérias (aves crus podem oferecer o risco de contração de salmonella
  • Constipação 
  • Dano nos dentes

Se o seu animal apresentar sintomas como vômito, diarreia, falta de apetite, letargia, dificuldade em respirar, engasgos ou tosse após consumir ossos de animais, leve-o ao veterinário.

Alternativas

Cachorro pode comer osso de galinha? Sim, embora não seja 100% seguro e possa oferecer riscos. Como já mencionado, nenhum osso é completamente seguro para o consumo dos cachorros e não devem ser dados sem supervisão.

Por isso, prefira ossos sintéticos ou brinquedos que estimulam a mastigação. Esses brinquedos ajudam a manter o cão entretido, além de ajudar na saúde dos dentes e da mandíbula.