Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Entenda quais são os sintomas e sinais de um cachorro desidratado e como agir

Com a chegada do verão e o aumento de temperatura é necessário prestar atenção na saúde de seus pets. A desidratação é comum em cachorros e pode ser muito perigosa para a saúde dos animais. A condição é resultado da perda de líquido, de não beber água o suficiente e de doenças mais sérias — como insolação ou febre. 

Os cachorros perdem e ganham água diariamente  — ofegar, respirar, urinar e defecar são coisas que fazem com que o animal perca água. O ganho é feito normalmente com a comida e bebida 

A desidratação ocorre quando a perda de líquidos é mais constante que o ganho. Ou seja, se os cachorros não estão bebendo água ou comendo direito, existe o risco deles já estarem desidratados. 

Como identificar?

O cachorro desidratado pode ser identificado facilmente. Alguns dos sintomas da desidratação nos animais são:

  • Olhos fundos
  • Ofegar excessivo 
  • Tontura ou desorientação 
  • Nariz seco
  • Gengiva seca
  • Perda de elasticidade da pele

Também é possível identificar a desidratação checando a parte de trás do pescoço ou o topo da cabeça do animal. Belisque delicadamente um pouco de pele no local escolhido — a pele deve voltar ao lugar facilmente. Se o cachorro estiver desidratado, sua pele perde a hidratação e volta ao lugar mais devagar. 

Em casos mais sérios, é possível que a pele não volte ao lugar. 

Essa tática pode não funcionar em cães mais velhos ou obesos. 

O que fazer? 

Mantenha seu cachorro hidratado, oferecendo água fresca e limpa constantemente. Quando cães sofrem de desidratação, eles perdem o apetite e não ganham líquido comendo. 

Em casos leves de insolação, mover o cachorro para um lugar sombreado e oferecer água gelada para que ele possa beber até sua temperatura corporal esfriar um pouco é o suficiente. Se os sintomas forem mais avançados é possível molhar o animal com água resfriada — não gelada — e colocá-lo em frente a um ventilador por pouco tempo. 

Se os sintomas continuarem e não houver melhora, consulte um veterinário imediatamente. Esses casos podem ser mais sérios e ameaçadores para a saúde do animal. 

Qual o tratamento? 

A forma de tratamento mais comum é a injeção de soro pela veia do cachorro. Em casos menos severos de desidratação, o líquido é injetado debaixo da pele do animal, sendo absorvido em algumas horas. 

Imagem de Karsten Winegeart no Unsplash

Como evitar?

Desidratação em cães é comum, mas não é desejada e pode ser evitada. Sempre disponibilize água limpa e fresca para que possam beber durante o dia, incluindo em caminhadas. 

A ingestão de água necessária dos cachorros depende de seu peso corporal. Em geral, a quantidade estimada é de 50 a 60 mL por quilo. 

Em aumentos de temperatura a cautela com a saúde do animal é maior. Quando a temperatura está por volta de 26ºC a 37ºC, é estimado que dentro de um carro fique entre 54ºC e 77ºC, por isso, é recomendado que as pessoas deixem seus cães em casa. 

O melhor momento para sair com o seu cachorro é durante o período da manhã ou do final da tarde, quando o sol ainda não está em pico.