O que é Salmonella e como evitar exposição

eCycle

Bactérias do gênero Salmonella são um problema de saúde pública significativo no mundo inteiro

salmonella
Imagem editada e redimensionada de Miguel Andrade, está disponível no Unsplash

Salmonella é um gênero de bactérias patogênicas transmitidas por meio de alimentos contaminados. São bactérias do tipo bacilo consideradas um problema de saúde pública significativo no mundo inteiro. Elas se hospedam no humano e dos animais.

As infecções por Salmonella são altamente contagiosas, sendo chamadas de salmonelose. O contato com pessoas infectadas e animais, alimentos e objetos contaminados por Salmonella pode levar a uma infecção.

Os sintomas da salmonelose podem incluir:

  • Perda de apetite
  • Diarreia
  • Cãibras no abdômen
  • Dor de cabeça intensa
  • Calafrios
  • Febre
  • Náusea
  • Vômito
  • Fezes com sangue

Como evitar contaminação

As bactérias do gênero Salmonella causam infecção por transmissão via fecal-oral. Isso acontece quando comida, água ou objetos sujos de fezes humana ou animal, entram em contato com a boca.

Comer carne crua ou mal cozida é a maneira mais comum de se infectar com a Salmonella. Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças estimam que 94% dos casos de salmonelose resultam de da ingestão de alimentos contaminados, incluindo:
  • Carne bovina
  • Carne suína
  • Frango
  • Peru
  • Peixes

A carne crua pode transportar bactérias fecais que estavam presentes no animal antes de ser abatido. Ovos de aves contaminadas também podem transportar bactérias Salmonella. Comer ovos crus, em particular, aumenta o risco de infecção por Salmonella.

Frutas e legumes não lavados também podem transportar bactérias fecais. As bactérias podem infectar frutas e vegetais através de fertilizantes ou água contaminada. As bactérias também podem vir das fezes de animais depositadas perto de onde as frutas ou legumes foram cultivados.

Como é transmitida de pessoa para pessoa

A salmonelose é muito contagiosa. Ela pode ser transmitida por alguém que a contraiu, mesmo que não esteja apresentando nenhum sintoma ou tenha sido submetido a um tratamento antibiótico bem-sucedido. O contato com a saliva de alguém portador da bactéria pode transmiti-la. Beijos e contato sexual em que há exposição a bactérias fecais, como no caso do sexo anal, também pode aumentar a vulnerabilidade às bactérias desse gênero.

Compartilhar itens contaminados por Salmonella também pode gerar uma infecção. Os itens mais comuns incluem:

  • Utensílios, como garfo ou colher
  • Copo
  • Garrafas de água
  • Protetor labial
  • Batom
  • Cigarro
  • Charuto
  • Canudinho

Colocar na boca um objeto tocado por alguém com uma infecção ativa também pode transmitir a salmonelose.

Os sintomas de salmonelose geralmente duram cerca de quatro a sete dias. Uma pessoa ainda pode transmitir a bactéria por várias semanas após o desaparecimento dos sintomas e até vários meses depois.

O Departamento de Saúde de Dakota do Norte observa que cerca de 1% dos adultos e 5% dos bebês que contraem Salmonella ainda têm vestígios da bactéria nas fezes por um ano ou mais. A maioria das bactérias Salmonella vive em superfícies secas por até quatro horas antes de não serem mais infecciosas. Mas a taxa de sobrevivência de Salmonella também depende da espécie. Um estudo descobriu que a especie Salmonella enteritidis pode sobreviver por quatro dias em quantidades altas o suficiente para causar uma infecção.

Como evitar a exposição à Salmonella

A melhor maneira de prevenir a salmonelose é tomar medidas para minimizar sua exposição às bactérias Salmonella. Essas dicas também evitarão transmitir salmonelose a outras pessoas:

  • Não compartilhe nada com alguém que tenha salmonelose. Além disso, não compartilhe nada seu que toque suas mãos ou sua boca se você estiver infectado;
  • Não beije ou faça sexo se você ou a outra pessoa tiver contraído a bactéria;
  • Evite compartilhar qualquer coisa que tenha tocado sua boca com mais alguém até ter certeza de que não está mais carregando a bactéria;
  • Lave as mãos imediatamente após manusear animais como répteis, anfíbios, animais como vacas e cavalos e animais selvagens e de estimação;
  • Limpe qualquer superfície que entre em contato com carne crua ou outros alimentos crus que possam transportar bactérias.
  • Lave bem as mãos antes e depois de tocar em carne crua ou frutas e legumes não lavados;
  • Não beba líquidos crus, não pasteurizados ou não purificados, especialmente leite e água;
  • Cozinhe a carne, ovos e outros produtos animais completamente para matar as bactérias através de calor ou evite consumi-los;
  • Leve à geladeira os alimentos imediatamente após comprá-los ou prepará-los;
  • Verifique regularmente se há avisos de recall de alimentos nos supermercados locais;
  • Jogue fora qualquer alimento ou despeje qualquer água que você suspeite estar contaminada.

Adaptado de Healthline

Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar pelo site você concorda com o uso dos mesmos. Saiba mais ×