Psyllium: entenda para que serve e use a seu favor

eCycle

As sementes de psyllium contribuem para a saúde intestinal, cardíaca e a perda de peso. Aproveite seus benefícios e tome cuidado com efeitos indesejados

psyllium husk

Psyllium é o nome dado às sementes das plantas do gênero Plantago, também chamadas de isphagula. Essas sementes são muito conhecidas por seus efeitos laxativos, mas também possuem outros benefícios, como ajudar a equilibrar os níveis de colesterol e a saúde do coração. Entretanto, é preciso entender para que serve o psyllium e ficar atento aos seus possíveis efeitos indesejados. Entenda.

Para que serve

Faz bem para o intestino

A semente de psyllium tem a propriedade de absorver água em grande quantidade, o que ajuda a manter o intestino hidratado e facilita os movimentos peristálticos (movimentos intestinais). Essas sementes também ajudam a promover o equilíbrio sem aumentar a flatulência. O psyllium pode ser usado para aliviar a constipação ou ser adicionado à dieta para promover a saúde digestiva geral.

Além disso, ele pode ser um aliado de quem possui síndrome do intestino irritável (SII) e doença de Crohn, principalmente por ser um prebiótico, ou seja, um alimento que ajuda a manter as colônias de micro-organismos benéficos do intestino. Saiba mais sobre esse tema na matéria: "O que são alimentos prebióticos?".

Algumas pesquisas mostraram que o consumo de 7,9 gramas de psyllium por dia com probióticos (alimentos que contém micro-organismos benéficos) é uma maneira segura e eficaz de tratar a doença de Crohn. No entanto, outros resultados mostraram que as fibras solúveis, como as do psyllium, podem piorar os sintomas para algumas pessoas.

Por ajudar a manter a hidratação do intestino, o psyllium pode contribuir para uma defecação mais suave, o que é bastante necessário em casos de hemorroida e fissuras anais.

Pesquisas concluíram que o psyllium pode ajudar com os sintomas dolorosos associados a essas condições. Entretanto, por não haver consenso científico, procure ajuda médica para saber se a semente se aplica ao seu caso.

Saúde do coração

Ingerir fibras solúveis pode ajudar a equilibrar os níveis de colesterol, algo que é vital para pessoas com mais de 50 anos. Um estudo concluiu que ingerir sementes de psyllium diariamente durante seis semanas seguidas é eficaz para reduzir o colesterol em pessoas obesas ou com excesso de peso.

Outros estudos apontam que ingerir fibras regularmente, como as presentes no psyllium, pode ajudar a diminuir o risco de doenças cardíacas. O psyllium ajuda a reduzir a pressão sanguínea e os níveis lipídicos, fortalecendo o músculo cardíaco.

Psyllium emagrece?

Como o psyllium absorve facilmente os líquidos do organismo, ele pode contribuir para a sensação de saciedade. Isso faz você ter menos fome, e, consequentemente, evita o ganho de peso.

Procure ajuda médica se você está pensando em ingerir psyllium com a finalidade de perder peso.

Efeitos indesejados

A maioria das pessoas não apresenta efeitos adversos ao ingerir psyllium. De modo geral, de cinco a dez gramas das sementes tomadas três vezes ao dia raramente podem provocar cólicas, inchaço ou gases (confira aqui estudos a respeito: 1, 2, 3).

Além disso, a ingestão de psyllium pode atrasar a absorção de certos medicamentos. Portanto, procure ajuda médica se estiver tomando algum medicamento e deseja saber se ele pode interagir com psyllium.

Embora incomum, algumas reações alérgicas como erupções cutâneas, coceira ou dificuldade para respirar podem resultar da ingestão ou manipulação de psyllium (confira aqui estudos a respeito: 4, 5).

O psyllium não parece ter muitos efeitos colaterais e é bem tolerado, reações adversas costumam aparecer raramente em pessoas sensíveis às suas fibras.

Dicas de consumo

O psyllium pode ser consumido em doses de cinco a dez gramas com as refeições, pelo menos uma vez por dia. No entanto, por se tratar de fibras, mais nem sempre é melhor. Os benefícios observados na maioria dos estudos estão associados a ingestões de três e 20,4 gramas por dia - tomar mais pode causar problemas digestivos.

É importante tomá-lo com água e depois beber água regularmente ao longo do dia.

Como suplemento laxante a granel, recomenda-se cinco gramas com um copo de água três vezes por dia como ponto de partida. Isso pode ser aumentado gradualmente, conforme tolerado.

Depende do produto quantos gramas estão contidos em uma colher de chá ou colher de sopa, mas uma colher de sopa é frequentemente recomendada como uma porção de casca de psyllium. É melhor seguir as instruções de dosagem na embalagem.

Recomenda-se começar a suplementação de psyllium com doses de cinco gramas três vezes ao dia. Certifique-se de seguir as instruções de dosagem. Lembrando da importância para sua saúde, consulte sua médica.



Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail