Quais são os benefícios do açaí? Açaí engorda?

eCycle

Além de deliciosa, fruta do açaí ajuda a prevenir envelhecimento precoce e dá energia

açai
Imagem redimensionada de Camila Neves Rodrigues da Silva, está disponível no Wikipedia

O açaí é rico em minerais, aminoácidos essenciais e antioxidantes que ajudam a combater a fadiga mental, melhorar a memória, prevenir o envelhecimento precoce, entre outros benefícios. Mas, o que muito se pergunta é: o açaí engorda? Na verdade, ele é bastante calórico, mas seus benefícios compensam. Entenda:

O que é açaí

A fruta do açaí cresce no açaizeiro, uma palmeira de nome científico Euterpe oleracea, natural da América Central e do Sul. Sendo nativo da região amazônica, ele ocorre principalmente na Venezuela, Colômbia, Equador, Guianas e no Brasil (nos estados do Amazonas, Amapá, Pará, Maranhão, Rondônia, Acre e Tocantins).

Os estados do Pará, Amazonas e Maranhão produzem 85% do açaí mundial, que começou a ser introduzido no mercado nacional em 1980, mas já era um importante alimento para os nortistas do Brasil há muito tempo.

Como é preparado

A colheita da fruta de açaí é toda feita à mão e as frutinhas devem ser transportadas por barcos rapidamente, pois correm o risco de estragar.

Para ser consumido, o açaí deve ser primeiramente despolpado em máquina própria ou amassado manualmente (depois de ficar de molho na água), para que a polpa se solte e, misturada com água, se transforme em um suco grosso, também conhecido como vinho do açaí.

A fruta do açaí é consumida na forma de suco, pirão, geleia, doces e sorvetes. Mas o miolo da árvore do açaizeiro fornece o palmito, as sementes da fruta fornecem o óleo de açaí e peças para artesanatos, enquanto as folhas dão origem a chapéus, esteiras, cestos, vassouras, telhados, entre outros objetos.

açai
Imagem redimensionada de Lucas Law, está disponível no Unsplash

Na Amazônia, o açaí é consumido com farinha de mandioca ou tapioca. Mas ainda há quem prefira fazer um pirão com farinha e comer junto com peixe assado ou camarão, ou o suco com açúcar. No sudeste do país, o açaí é misturado com açúcar, xarope de guaraná e consumido principalmente na forma de sorvete e suco.

Benefícios do açaí

A fruta do açaí contém aminoácidos essenciais, ácido oleico, ácidos graxos ômega 3, magnésio, potássio, fósforo, manganês, ferro, cálcio, cobre, zinco e vitaminas C, A, B1, B2 e B3.

Além disso, o açaí é muito rico em antioxidantes, que ajudam a combater a fadiga mental e a melhorar a memória. A inflamação - que os antioxidantes ajudam a combater - é uma das principais causas da fadiga mental.

A grande quantidade de antioxidantes presentes no açaí ainda ajuda a eliminar os radicais livres, que são compostos que causam danos às células e envelhecimento precoce.

Além disso, ele é rico em antocianinas - pigmentos responsáveis pelas cores azul, violeta e vermelha da maioria das frutas -, que ajudam a combater combater o desenvolvimento de vários tipos de tumores, como os de cólon, de mama, de fígado e outros; além de proteger as células do sistema nervoso contra a degeneração, ajudando a prevenir doenças como o mal de Alzheimer.

Açaí engorda?

O açaí é calórico e rico em gorduras, mais especificamente, ácidos graxos saturados, que são os mesmos encontrados no azeite de oliva. Isso significa que, se consumido com moderação, assim como o azeite de oliva, o açaí proporciona benefícios para o coração - garantindo, inclusive a ingestão de fibras e proteínas. Mas se você está procurando emagrecer, é melhor não abusar.

Açaí e a economia na Amazônia

A extração de açaí na Amazônia é um bom exemplo de como viabilizar uma "economia de floresta em pé". Fruto de palmeiras da Amazônia, ele é utilizado há séculos como alimento pelas populações indígenas e sua extração não demanda que nenhuma árvore seja cortada. De produção abundante, em geral com mais de 100 árvores por hectare, o fruto se tornou popular em todo o país a partir dos anos 1990 e seu consumo se expandiu também para o exterior.

Esse processo conectou firmemente os agricultores de sistemas agroflorestais da Amazônia com mercados globais e as técnicas de produção, coleta e processamento. Além de ser uma opção que preserva a floresta, estando alinhada com um menor menor contribuição para as mudanças climáticas.


Fonte: Healthline, Saúde Abril e Pub Med

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail