Moringa oleifera: para que serve e benefícios

eCycle

Além de nutritiva, a moringa oleifera serve para diminuir a toxicidade da água

moringa

Moringa oleifera é uma árvore nativa de partes da Índia, do Paquistão, de Bangladesh e do Afeganistão, sendo muito cultivada na América Central e em partes da África.

A Moringa oleifera é uma planta da família Moringaceae, conhecida popularmente como moringa, acácia-branca, árvore-rabanete-de-cavalo, cedro, moringueiro e quiabo-de-quina. No Cabo Verde, a moringa é conhecida como akásia-branka; no Timor, como morangue, e na Índia, como moxingo. A árvore em si não é muito robusta, mas desenvolve ramos que crescem até cerca de dez metros de comprimento, podendo alcançar até 12 metros de altura. Sua principal riqueza está no altíssimo valor nutricional das suas folhas e frutos. A moringa cresce rapidamente e não precisa de muita água, o que torna fácil seu cultivo.

Praticamente todas as partes da moringa são comestíveis - as folhas, raízes, vagens de sementes imaturas, flores e sementes. O óleo de moringa extraído das sementes pode ser usado na pele e nos cabelos. Uma vez que o óleo tenha sido extraído da moringa, o casco da semente pode ser usado para um processo de purificação de água chamado floculação. Algumas partes comestíveis da árvore podem ser colhidas no primeiro ano de plantio. A moringa é uma importante fonte de nutrição e comércio nos países onde pode ser cultivada.

Diversos estudos - incluindo um do Texas e outro do Paquistão - citaram propriedades antiúlcera, antioxidante, anti-hipertensiva e analgésica da moringa. Os pesquisadores dizem que os componentes das folhas - os polifenóis, os flavonoides, os glucosinolatos e os alcaloides - têm efeitos protetores no coração, fígado, pulmões, rins e, nos homens, os testículos.

Nutricionalmente falando, uma xícara de folhas de moringa tem quase dois gramas de proteína e é uma boa fonte de vitaminas A e C.

Embora a moringa não seja comum nos supermercados, muitas vezes você pode encontrar folhas de moringa e vagens em mercados especializados.

Para que serve a moringa e seus benefícios

moringa
Imagem editada e redimensionada de Dinesh Valke, está disponível no Flickr

As folhas da moringa são uma excelente fonte de muitas vitaminas e minerais. Uma xícara de folhas frescas picadas de moringa (21 gramas) contém:

  • Proteína: dois gramas
  • Vitamina B6: 19% da IDR (Ingestão Diária Recomendada)
  • Vitamina C: 12% da IDR
  • Ferro: 11% da IDR
  • Riboflavina (B2): 11% da IDR
  • Vitamina A (do betacaroteno): 9% da IDR
  • Magnésio: 8% da IDR

Nos países ocidentais, as folhas secas de moringa são vendidas como suplementos dietéticos, em pó ou em cápsulas.

Em comparação com as folhas, suas vagens contém menos vitaminas e minerais. No entanto, elas são excepcionalmente ricas em vitamina C. Uma xícara de vagens frescas e fatiadas de moringa (100 gramas) contém 157% da IDR de vitamina C.

A dieta das pessoas nos países mais pobres, por vezes, carece de vitaminas, minerais e proteínas. Nesses países, a Moringa oleifera pode ser uma fonte importante de muitos nutrientes essenciais.

No entanto, há um lado negativo: as folhas de moringa também podem conter altos níveis de antinutrientes, o que pode reduzir a absorção de minerais e proteínas (confira estudos a respeito aqui: 1, 2).

É rica em antioxidantes

Antioxidantes são compostos que atuam contra os radicais livres no organismo. Altos níveis de radicais livres podem causar estresse oxidativo, que é associado a doenças crônicas como doenças cardíacas e diabetes tipo 2 (confira estudos a respeito aqui: 3 , 4).

Vários compostos vegetais antioxidantes foram encontrados nas folhas da Moringa oleifera (confira estudos a respeito aqui: 5, 6, 7). Além de vitamina C e beta-caroteno, a moringa contém:

  • Quercetina: poderoso antioxidante que pode ajudar a baixar a pressão arterial (8, 9).
  • Ácido clorogênico: pode ajudar a moderar os níveis de açúcar no sangue após as refeições (10, 11).

Um estudo realizado com mulheres concluiu que tomar 1,5 colher de chá (sete gramas) de pó de folhas de moringa todos os dias durante três meses aumenta significativamente os níveis de antioxidantes no sangue. O extrato das folhas de moringa também pode ser usado como conservante de alimentos.

Diminui os níveis de açúcar no sangue

Açúcar elevado no sangue pode ser um grave problema de saúde. Na verdade, é a principal característica da diabetes.

Com o tempo, os níveis elevados de açúcar no sangue aumentam o risco de muitos problemas graves de saúde, incluindo doenças cardíacas. Por esse motivo, é importante manter seu nível de açúcar no sangue dentro dos limites considerados saudáveis.

Vários estudos mostraram que a Moringa oleifera pode ajudar a baixar os níveis de açúcar no sangue.

No entanto, a maioria das evidências é baseada em estudos com animais. Existem apenas alguns estudos baseados em humanos (12, 13, 14).

Um estudo realizado com 30 mulheres mostrou que tomar 1,5 colher de chá (sete gramas) de pó de folhas de moringa todos os dias, durante três meses, reduz os níveis de açúcar no sangue em jejum em 13,5%, em média.

Outro estudo realizado com seis pessoas com diabetes concluiu que adicionar 50 gramas de folhas de moringa a uma refeição, reduz o aumento de açúcar no sangue em 21%.

Reduz a inflamação

A inflamação é a resposta natural do organismo à infecção ou lesão. É um mecanismo de proteção, mas pode se tornar um grande problema de saúde se continuar por um longo período de tempo.

A inflamação crônica está ligada a muitos problemas de saúde, incluindo doenças cardíacas e câncer (15, 16).

A maioria das frutas, vegetais, ervas e especiarias integrais tem propriedades anti-inflamatórias. No entanto, o grau em que eles podem ajudar depende dos tipos e quantidades de compostos anti-inflamatórios que eles contêm.

Os cientistas acreditam que os isotiocianatos são os principais compostos anti-inflamatórios nas folhas, vagens e sementes de moringa (17, 18, 19).

Mas até agora, a pesquisa foi limitada a estudos em animais e em tubos de ensaio.

Reduz os níveis de colesterol

Ter colesterol alto tem sido associado a um aumento do risco de doença cardíaca.

Felizmente, muitos alimentos vegetais podem efetivamente reduzir o colesterol. Estes incluem linhaça, aveia e amêndoas.

Mas estudos em animais e em humanos mostraram que a Moringa oleifera pode ter efeitos similares de redução do colesterol ( 20, 21, 22, 23).

Protege contra toxicidade do arsênio

A contaminação de alimentos e água por arsênio é um problema em muitas partes do mundo. Certos tipos de arroz podem conter níveis particularmente altos de contaminação por arsênio (24).

A exposição a longo prazo a altos níveis de arsênio pode levar a problemas de saúde ao longo do tempo.

Estudos associaram a exposição a longo prazo a um risco aumentado de câncer e doenças cardíacas (24, 25).

Vários estudos em ratos e camundongos mostraram que as folhas e sementes de Moringa oleifera podem proteger contra alguns dos efeitos da toxicidade por arsênio 25, 26, 27).


Adaptado de Healthline

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail