Mottainai: a filosofia japonesa contrária ao desperdício

eCycle

A palavra “mottainai” descreve uma filosofia de vida que preza pelo uso de todo o valor intrínseco de um objeto e expressa pesar pelo desperdício

Praça no Japão: mottainai é filosofia de vida no país
Imagem: Praça em parque de diversões no Japão aponta para integração com a natureza pregada pelo mottainai. Por Cegoh.

Seja na hora de fazer a separação do lixo para coleta seletiva ou ao lidar com retalhos de tecidos, o mottainai é um princípio de vida enraizado na sociedade japonesa e que tem um significado amplo. A palavra pode ser traduzida de modo simplista como “não desperdice”, mas há outras interpretações possíveis, como "cada pequena coisa tem uma alma".

A dificuldade de tradução de mottainai se deve ao fato de que não se trata apenas de uma palavra, mas sim de uma ideia, um conceito que foi adotado como filosofia de vida em todo o Japão. “Mottai” é um termo de origem budista e refere-se à essência das coisas, mas também se aplica a tudo em nosso universo físico, o que sugere que os objetos não existem isoladamente, mas estão intrinsecamente ligados uns ao outros. Já “nai” significa negação, por isso “mottainai” é uma expressão de tristeza frente ao repúdio dos laços que ligam todas as entidades vivas e não vivas. É também um grito de guerra para restabelecer esses laços e reafirmar a importância de tratar todos os objetos animados e inanimados com muito cuidado e sensatez.

O espírito mottainai, então, é aquele que preza pelo uso de todo o valor intrínseco de um objeto e expressa pesar pelo desperdício. Um exemplo do conceito colocado em prática é a técnica de costura boro, que usava o ponto de bordado sashiko para remendar tecidos, juntando pedaços de pano e recuperando peças que de outra forma seriam desperdiçadas. Com o boro e o sashiko, cada retalho era usado até acabar.

A técnica boro permitia que um tecido durasse muito tempo e fosse usado até o final de sua vida útil. Era comum que uma peça começasse como um quimono, se tornasse uma roupa de dia a dia, depois uma fronha de travesseiro, uma capa de futon, uma sacola e finalmente terminasse seu ciclo de vida como pano de chão, completando o uso integral do material que prega o mottainai. Leia mais na matéria: “Boro e sashiko: técnicas japonesas de reparo de roupas” ou confira o vídeo:

O mottainai é um conceito tão popular no Japão que há até um jogo que leva o seu nome. No jogo Mottainai, cada jogador é um monge, em um templo, que executa tarefas, recolhe materiais, e vende ou completa obras para os visitantes. As cartas podem ser usadas com muitas finalidades, mas o espírito do reaproveitamento faz parte da essência do jogo - assim como prega a filosofia de vida.

A questão da coleta seletiva, levada muito a sério no Japão, também se enquadra no espírito mottainai, uma vez que a reciclagem é uma forma de evitar o desperdício de recursos já produzidos, permitindo que os resíduos ganhem novas formas e tenham novos usos. A valorização e o respeito à natureza, presentes também no incentivo ao uso de energias limpas, integram a prática do mottainai e é nesse contexto que os japoneses praticam os “4Rs”: reduzir o desperdício; reutilizar recursos finitos; reciclar o que for possível e respeitar o ambiente em que se vive.

As práticas que integram o espírito mottainai podem ser adotadas por qualquer um. São ações simples que evitam o desperdício de todo e qualquer recurso. Um pequeno gesto muito valorizado no Japão (e que é um primeiro passo para incluir o mottainai em sua vida) é não deixar nem um grão de arroz no prato (pegue porções pequenas; se não for suficiente, repita, mas não jogue comida fora). O Japão enfrentou períodos muito difíceis, como guerras, fomes e terremotos, e se desenvolveu em um território com recursos naturais escassos. A prática do mottainai foi essencial para a sobrevivência e para o crescimento do país, sendo uma das bases da cultura japonesa.

O espírito ecológico e a prática da sustentabilidade, assim como o consumo sustentável, são formas de adotar o mottainai como filosofia de vida. Qualquer país iria se beneficiar ao seguir o exemplo do Japão, mas adotar o mottainai não precisa ser uma ação institucional. Na própria cultura japonesa foram as pequenas ações cotidianas (resultado de privações) que fizeram do mottainai um estilo de vida adotado por todo o país.

Confira algumas dicas para adotar o mottainai como filosofia de vida - evite o desperdício, produza menos lixo, recicle, reaproveite objetos e até a água:



Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail