Atemoia: benefícios, propriedades e indicações

eCycle

Atemoia é pouco conhecida, mas muito saborosa e cheia de benefícios para a saúde

A atemoia é um fruto híbrido entre a cherimoia e a pinha (também chamada de fruta do conde). Trazida para o Brasil na década de 1960, hoje seus cultivos são feitos principalmente nas regiões Sudeste e Nordeste do país. Além de saborosa, doce e suculenta, a atemoia tem diversas propriedades nutricionais: ela é uma das mais ricas em vitaminas, já que possui altos níveis de vitaminas B1 e B2, C1, cálcio, potássio e ferro, além de compostos antioxidantes. A ingestão de uma atemoia de 300 gramas fornece 20% do potássio e 50% do cobre em termos de necessidades diárias.

Conheça os benefícios da atemoia:

Regula o intestino

Rica em fibras, a atemoia ajuda a manter o funcionamento correto do intestino. Essas fibras oferecem saciedade, equilibram a absorção dos nutrientes mais importantes e ajudam a diminuir a absorção de açúcar e gorduras, ideal para quem tem diabetes ou colesterol alto.

É fonte de energia

A atemoia tem 243 calorias em uma unidade de 250 g. Devido à grande quantidade de carboidratos encontrada em sua polpa, ela proporciona energia rápida, sendo assim indicada para atletas. No entanto, ela deve ser consumida com moderação, principalmente por quem está querendo perder peso, já que é bastante calórica.

Controla a pressão

Por conter bastante potássio em sua composição, a atemoia auxilia na redução da pressão arterial, já que este mineral é um vasodilatador natural. Uma dieta rica em potássio também é ótima para atletas, já que o elemento químico é muito útil na recuperação dos músculos e para evitar cãibras.

Ajuda na recuperação de gripes e resfriados

Rica em vitamina C e compostos com ação anti-inflamatória, a atemoia auxilia na recuperação de gripes e resfriados. Além disso, a vitamina C potencializa a absorção de ferro dos alimentos (vantagem para os anêmicos), participa do processo de cicatrização da pele e reduz a suscetibilidade a infecções.

Previne o câncer

Uma pesquisa realizada na Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA) da Unicamp, em Campinas (SP), descobriu que a atemoia tem um alto nível de compostos anti-inflamatórios e antioxidantes que impedem o crescimento de células cancerosas. Segundo a pesquisadora e professora Maria Rosa de Moraes, a casca é a fração que contém a maior quantidade de compostos bioativos, benéficos para a saúde humana e capazes de prevenir o câncer, envelhecimento precoce e algumas doenças degenerativas, como artrite e artrose.

Previne doenças cardiovasculares

As sementes da atemoia contêm ômegas 3 e 6, ácidos graxos insaturados encontrados em alimentos como o azeite. Esses nutrientes são importantes para reduzir o colesterol ruim sem alterar o colesterol bom, o que previne doenças cardiovasculares.

Embora o melhor jeito de ingerir a fruta seja in natura, ela também pode ser usada no preparo de sucos, purês, compotas, geleias e até mesmo ser congelada. Por conter vitamina E, a semente da atemoia também tem grande potencial para fins medicinais e cosméticos, podendo ser utilizada na produção de óleos, por exemplo.

A casca e as sementes contêm mais nutrientes do que a polpa, portanto, para aproveitar seus benefícios, elas podem ser trituradas e colocadas sobre iogurtes, outras frutas, saladas e sorvetes.



Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail