Ao deixar COP21, Obama pede acordo vinculante

É preciso que haja transparência e uma revisão periódica dos objetivos, para presidente dos EUA

Imagem: Loey Felipe/ ONU

Em sua última declaração na 21ª Conferência das Partes das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP21), em Paris, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse, no dia 1º de dezembro, que ações para evitar o aquecimento global são essenciais para a economia e a segurança mundiais e devem ser realizadas assim que possível.

Obama defendeu que um acordo sobre o clima deve ser vinculante, ao menos no que diz respeito à transparência e a uma revisão periódica dos objetivos de diminuição de emissão de gás carbônico.

Segundo o presidente norte-americano, esta deve ser uma prioridade mundial e, se algo não for feito rapidamente, "vamos ter que direcionar cada vez mais recursos, não para oportunidades de crescimento da humanidade, mas para nos adaptar às várias consequências da mudança climática".

"Será difícil alcançar um acordo entre 200 países, mas estou convencido de que faremos grandes coisas", disse, durante coletiva de imprensa.

Fontes: Agência Brasil via Ansa

Veja também:
-Na COP21, Dilma diz que ação irresponsável de uma empresa causou desastre ambiental de Mariana
-COP21 receberá ao menos 147 líderes mundiais
-Marcha pelo clima leva 570 mil às ruas em todo o mundo


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail