Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Blocos são feitos com quaisquer tipos de plástico

Mais de 300 milhões toneladas de lixo são produzidas todo ano nos Estados Unidos, enquanto apenas 8% disso é reciclado e 12 milhões de toneladas desse total terminam no oceano. A startup ByFusion está desenvolvendo uma tecnologia para tentar amenizar o problema, transformando o plástico em blocos densos que podem ser usados em construção.

O processo de transformação desses plásticos nos blocos é bem interessante. O equipamento para efetuar essas alterações é relativamente pequeno e portátil (cabe num contêiner de navios cargueiros), não emite praticamente nada de carbono no processo e o tamanho e a densidade dos blocos, chamados de RePlast, podem ser ajustados.

Desafio

A maioria das pessoas não está ciente de que existem sete tipos de plásticos. No entanto, devido aos elevados custos de processamento, toxicidade, preocupações de segurança e potencial de contaminação, apenas três tipos (1-3) são normalmente processados. No entanto, mesmo o plástico vulgarmente processado deve primeiro ser classificado e limpo e muitas vezes deve ser enviado para centros de processamento longe de seu ponto de coleta na cadeia de resíduos.

A ByFusion aceitou o de desafio de fazer diferente ao projetar um sistema que pode processar todos os tipos de resíduos de plástico, individualmente ou misturados (limpos ou contaminados).

Blocos sustentáveis

Os “tijolos” feitos de plástico podem ser facilmente empilhados, usando ajuda de barras de metais e cobertos com adobe – o resultado final é praticamente idêntico a paredes convencionais. A empresa descreve o RePlast como “processo de manufatura quase 100% livre de carbono e não-tóxico”, e diz que os tijolos podem ajudar a melhor o status de eco-friendly de novas construções.

Sem precisar de cola ou de fitas adesivas, os blocos RePlast podem ser o próximo passo em construções sustentáveis.



Veja também: