Animais podem ajudar com resíduos orgânicos

Responsável por tecnologia de minhocário afirma que carnes podem ser ingeridas por animais para não serem destinadas no lixo comum

A compostagem caseira, como a eCycle já mostrou (veja matéria e entrevista), é uma ótima solução para a transformação de resíduos orgânicos em húmus. As composteiras ou minhocários, produtos que estão sendo difundidos no mercado nos últimos meses, fazem com que resíduos como cascas, frutas, verduras, legumes, sementes, borra de café, sobras de alimentos cozidos ou estragados (sem exageros) e cascas de ovo não vão parar em lixões desnecessariamente, causando problemas ambientais. No entanto, uma pergunta que fica é: o que fazer com a carne? Veja mais sobre a compostagem no nosso Guia.

De acordo com Cesar Danna, do site de soluções para resíduos orgânicos Minhocasa, um dos responsáveis por trazer a tecnologia da composteira para o Brasil, nenhum tipo de carne pode ser colocado na composteira. Há a possibilidade de ocorrer um desequilíbrio químico, o que ocasionaria mau cheiro e a compostagem não será efetiva.

Danna dá uma solução inusitada para os restos de comida que não podem entrar no minhocário, como carne, peixe e frango. “A recomendação para quem tem cachorro em casa,é destinar a eles esses resíduos ou parte deles. Se voltarmos alguns anos atrás, quando ainda não existia rações prontas, nossos animais domésticos comiam as nossas sobras e viviam saudáveis e ativos, não é mesmo?”, diz.

No entanto, se você não quiser dar esse tipo de alimentação ao seu animal ou se você simplesmente não tem um animal de estimação, a solução é a destinação na parte de lixo orgânico da coleta seletiva.

Veja também:

Formigas ajudam a capturar CO2 da atmosfera

Incertezas sobre a acidificação dos oceanos

O consumo de recursos materiais no mundo é maior do que imaginávamos, diz nova pesquisa



 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail