Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Lixo orgânico é toda matéria de origem biológica e sua reciclagem pode ser feita em casa

Lixo orgânico é um material de origem biológica, pode ser proveniente da vida animal ou vegetal. Os restos de verduras, frutas e outros alimentos causam dúvidas na hora do descarte. Jogá-los no lixo comum ou procurar outra destinação? E qual seria a melhor forma de descartar esse tipo de alimento?

Existem duas opções que são as mais comuns para quem não quer simplesmente jogar o lixo orgânico fora: instalar um triturador de pia em sua cozinha ou realizar a compostagem doméstica.

A primeira alternativa possibilita a eliminação do lixo orgânico sem acumular água no lixo comum (vegetais e frutas possuem grande porcentagem de água), além de fazer com que o saco de lixo pese menos. No entanto, é possível que essa alternativa faça com que as tubulações de esgoto fiquem entupidas ou que o tratamento de água fique mais caro devido à concentração de resíduos.

Compostagem, a alternativa sustentável para resolver o problema do lixo orgânico

A compostagem é a maneira mais sustentável de fazer a reciclagem do lixo orgânico.

A vantagem da compostagem é que é plenamente possível realizá-la em casa, até mesmo em apartamento.

A vermicompostagem, feita a partir de uma composteira doméstica utilizando minhocas, resolve o problema do lixo orgânico, proporciona húmus (um adubo orgânico de alta qualidade) e biofertilizante líquido (se cada parte de chorume for diluída em dez partes de água) – que também funciona como pesticida natural (se cada parte de chorume for diluída em uma parte de água).

O melhor de tudo é que a reciclagem de lixo orgânico não faz sujeira e evita que você seja responsável por liberar mais metano na atmosfera, influenciando no desequilíbrio do efeito estufa – fenômeno que a comunidade científica aponta como uma das causas das mudanças climáticas em curso.

Qual composteira escolher?

Convencional

Há diversos modelos de composteiras disponíveis. A alternativa mais utilizada nos centros urbanos para fazer a reciclagem do lixo orgânico é a composteira convencional, formada por três ou mais caixas empilháveis de plástico.

Composteira domestica

A quantidade de caixas e as dimensões dependem diretamente da produção de lixo orgânico dos moradores, sendo as duas que ficam no topo digestoras com furos no fundo. É nelas em que acontece a decomposição por meio do trabalho das minhocas, e os furos são exclusivamente voltados para a migração desses seres e escoamento do líquido.

Há também uma caixa coletora, a base, que serve para armazenar o chorume produzido no processo. É um método prático e simples de fazer a reciclagem do lixo orgânico.

Humi

Muito parecido com o modelo convencional, mas com pequenas modificações que facilitam a compostagem, é o modelo Humi.

O modelo Humi também é formado por caixas digestoras e coletora. O que o diferencia do modelo convencional são suas diversas adaptações, como pés que facilitam a retirada de chorume, rodinhas, curvatura na tampa (que possibilita que a composteira fique na chuva sem acumular água na tampa), laterais lisas (para facilitar a limpeza), pés adaptados (que evitam que as minhocas sejam esmagadas com a troca das caixas) e outras.

Composteira Humi
Imagem: Morada da Floresta/Divulgação

Automática

Há também a compostagem automática, para aqueles que querem ter menos cuidados no dia a dia e chegar a resultados parecidos com os da compostagem com minhocas.

Composteira automatica

Sabendo escolher qual é o modelo mais adequado e conferindo a dicas de como compostar, você conseguirá fazer a reciclagem do lixo orgânico produzido em sua casa. Mas fique atento, porque nem tudo pode ir na composteira. Para saber mais sobre esse tema, confira a matéria O que pode ser colocado na composteira doméstica?.

Confira na Loja do Portal eCycle diversos modelos de composteira doméstica, automática e Humi.