Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Uma descrição pura da realidade ou uma linguagem de construção humana?

Quando, em uma discussão, alguém dá o argumento de que “é pura matemática”, a chance de convencimento aumenta, afinal, um mais um é igual a dois e não tem discussão, pois a matemática é inquestionável. Ela é a língua universal e código do próprio mundo físico natural, e cabe a nós apenas desvendá-la. Mas nem todos compartilham dessa definição platônica da natureza da matemática. Derek Abbott, professor de Engenharia Eletrônica e Elétrica da Universidade de Adelaide na Austrália, é um dos críticos dessa visão e, em contraposição, afirma que a matemática é um produto da imaginação humana.

Abbott escreveu um artigo que será publicado na Proceedings of the IEEE, revelando sua perspectiva construtivista ao ressaltar as limitações da matemática como qualquer outra forma de linguagem. Abbott chega a ser um pouco pessimista nesse sentido, pois ele apresenta muito mais a ineficácia da matemática, ao contrario de Einstein – que, apesar de não ser platonista, acreditava na matemática como uma descrição bem próxima da realidade. Já Abbott aponta para as suas muitas falhas e, para ele, é esse o ponto importante de se reconhecer: a matemática é uma construção da mente humana, por isso, ela não é hermeticamente inquestionável.

Entre os argumentos de Abbott para tal pessimismo, há o método seletivo da matemática em escolher apenas os problemas para os quais foram encontradas soluções, enquanto existem vários outros modelos matemáticos que falharam e que são simplesmente ignorados. E aí está o sucesso da matemática: é como quando contamos uma história e pulamos todas as partes falhas para se sair bem e ser convincente.  Ele apresenta ainda exemplos de modelos de equações antes elaborados que hoje perderam sua eficácia por terem negligenciado outros aspectos importantes, além disso, a matemática não é aplicável em toda e qualquer escala de tempo – é uma questão de perspectiva, mesmo uma simples contagem é a forma pela qual o ser humano apreendeu a realidade para facilitar situações com as quais lidamos.

Como ele mesmo descreve, a matemática é uma descrição compacta de nossas observações. Ela auxilia as próprias limitações do ser humano, pois possui a eficácia de simplificar e compactar as situações apresentadas no mundo físico. Ela é, portanto, mais uma das linguagens de uma apreensão prática da realidade.

Fonte: Phys.org

Veja também: 
-Biomimética: a ciência que se inspira na natureza
-Entenda como atitudes morais e altruístas estão relacionadas à sua “crença” na ciência
-Pesquisa realizada pelo Instituto Akatu traça perfil de consumo dos brasileiros