Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Imagens impressionantes apresentam as mudanças nas geleiras, dentre elas o maior rompimento de um iceberg já registrado em vídeo

Querendo levantar a discussão sobre um tema de extrema importância, embora não tão discutido quanto necessário, o fotógrafo da National Geographic, James Balog desenvolveu Chasing Ice, um documentário que aponta o estado alarmante das geleiras.

O filme, que já ganhou diversos prêmios, como o de melhor documentário no Big Sky Documentary Film Festival e no SXSW Film Festival, mostra o trabalho de Balog ao distribuir 300 câmeras pelo Ártico e atravessar três continentes para registrar as mudanças nas geleiras ao longo dos anos. Um dos ápices do filme é o momento em uma pedaço de 7,4 km³ se desprende de uma geleira na Groenlândia. De acordo com o próprio Balog, a experiência foi como assistir à ilha de Manhatam se despedaçando revela o maior rompimento de um iceberg já filmado (veja a seguir).

O resultado do trabalho é um retrato dos graves efeitos do aquecimento global sobre o planeta. Retrata problema da maior relevância para uma civilização que deliberadamente se desenvolve à base de matérias primas fósseis, não renováveis, cujos resíduos em forma de excesso carbono desequilibram seu habitat e colocam em xeque, paradoxalmente, sua própria existência.

O filme está disponível no site de streaming de filmes, Netflix. Assista o trailer do filme (em inglês):

Veja também: