Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Conheça as propriedades da nigella sativa para a saúde

A nigella sativa é uma planta medicinal nativa da Ásia e do Mediterrâneo da família das Ranunculaceae muito usada na Ayurveda e que também é conhecida como cominho preto. Apesar de seu apelido, o “cominho negro” não é um tipo de cominho e foi apelidado assim por conta da aparência similar de suas sementes à especiaria. Essas sementes são mais utilizadas na medicina tradicional para tratar diversas condições de saúde do que na culinária, mas também podem ter esse propósito.

Entre seus efeitos, acredita-se que a nigella sativa atue positivamente no sistema imunológico, melhora a função cérebro, tem o poder preventivo contra algumas doenças crônicas e também pode agir como um anti-histamínico e anti-inflamatório. Por conta de seus diversos usos e benefícios, herbalistas e profissionais da medicina tradicional chamam-na de “a erva do céu”. 

Além disso, ela conta com usos religiosos que podem ser datados durante o Antigo Egito. Especialistas acreditam que as propriedades antibacterianas da nigella sativa podem ter agido como preservantes durante processos de mumificação, após encontrá-la em túmulos de faraó. 

Atualmente, a nigella sativa pode ser encontrada em forma de sementes, pasta, extrato, pó, óleo essencial ou cápsulas suplementares. 

Nutrição

Embora existam poucos estudos sobre o conteúdo nutricional da nigella sativa, estudos sugerem que eles podem depender de onde ela é cultivada, a maturidade da planta na colheita e os métodos usados ​​para colhê-la.

Desde então, outras pesquisas indicam que as sementes podem conter níveis de vitamina A, C, E e algumas vitaminas do complexo B. Além disso, elas podem providenciar alguns níveis de potássio, cálcio, fósforo e magnésio. Uma pesquisa sobre um tipo específico de cominho negro cultivado em Bangladesh sugere que ele é composto 45% de gorduras, 20% de carboidratos e 20% de proteínas, mas esse valor pode variar. 

Por outro lado, existem diversos fatos sobre a composição antioxidante de nigella sativa. Aparentemente, a semente é rica em antioxidantes das famílias de polifenóis, tocoferóis, terpenóides e terpenos.

Benefícios 

Conhecida no mundo do herbalismo como uma curandeira universal, a nigella sativa possui diversos benefícios à saúde. Confira: 

Diminui o colesterol 

A semente pode ter um impacto significante na concentração de lipídio do plasma, o que ajuda na diminuição do colesterol. A presença de alcalóides e fitoesteróis no cominho negro também auxilia nesse fenômeno, uma vez que esses compostos são conhecidos por suas propriedades naturais de redução do colesterol. Além disso, ele ajuda a diminuir os níveis de triglicerídeos. 

Regula os níveis de sangue 

O consumo de duas gramas de nigella sativa por dia pode ajudar a regular os níveis de açúcar no sangue em pacientes diabéticos. Além disso, especialistas sugerem que a semente pode ser capaz de aumentar a secreção de insulina no organismo, o hormônio responsável pela transportação de açúcar do sangue para as células. 

Fortalece a imunidade

A semente de nigella sativa pode ser um alimento que fortalece a imunidade. Pesquisas indicam que o extrato derivado da erva tem a capacidade de estimular a ação de glóbulos brancos — que ajudam a tratar infecções e doenças. 

Reduz a inflamação

A inflamação, que é uma condição associada como causa de diversas doenças crônicas, como a diabetes tipo 2, câncer e doenças cardiovasculares, pode ser controlada pelas sementes de cominho negro. A timoquinona, um dos compostos da erva, pode ser responsável pelo efeito anti-inflamatório da substância.

Melhora a função cerebral

Similarmente, a inflamação é altamente associada ao desenvolvimento de condições como o mal de Alzheimer e de Parkinson. Assim, a mesma presença da timoquinona na nigella sativa pode ajudar a controlar a inflamação no cérebro. 

Além de ambas as condições, especialistas acreditam que a erva pode ajudar a desacelerar a progressão de outras condições neurológicas, como a encefalomielite, depressão e a epilepsia. 

Outros benefícios 

Embora a falta de pesquisas em alguns dos benefícios da nigella sativa, a popularidade da erva como curandeira universal possibilita o seu uso em diversas condições. Desse modo, ela também é usada popularmente no tratamento de asma, alergias, rinite, eczema e cólicas menstruais. Usuários da planta também acreditam que ela pode ajudar no emagrecimento e na prevenção de diversas doenças crônicas, incluindo o câncer

Outras crenças sobre o cominho preto sugerem que ele pode:

  • Matar células cancerígenas;
  • Aumentar a fertilidade masculina;
  • Proteger contra danos no fígado;
  • Melhorar a função renal;
  • Tratar úlceras.

Efeitos adversos 

A ingestão de nigella sativa em forma de óleo vegetal, pó ou in natura é possivelmente segura e não apresenta muitos efeitos adversos. Entretanto, alguns relatos de seu consumo indicam que em alguns casos ela pode causar:

  • Erupções alérgicas
  • Dores de estômago
  • Vômito 
  • Constipação

O seu uso tópico em forma de gel, óleo ou pasta é seguro em curto prazo.