Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

É comum encontrar pessoas que não agradam muito e são difíceis de lidar, normalmente elas são chamadas de gente chata

Gente chata é algo que incomoda muitas pessoas no dia a dia. Seja no local de trabalho, na escola, faculdade ou até mesmo em uma visita ao mercado. Essas são as pessoas que costumam ser desagradáveis, e acabam deixando um clima ruim no local. Geralmente, esses indivíduos são vistos como alguém de personalidade difícil de se lidar. 

Gente chata costuma ter algumas características em comum. Elas podem ser confrontativas, raivosas, reclamonas, insistentes, rudes, manipuladoras, sarcásticas e rancorosas. Um traço importante da personalidade desses indivíduos é que eles costumam discordar com frequência. 

De uma maneira geral, pessoas desagradáveis costumam discordar das coisas mais do que o normal. Às vezes eles não conseguem aceitar uma realidade específica e se recusam a lidar com ela. Enquanto outras vezes, esses indivíduos apenas discordam pelo prazer de discordar. Depende da situação e com quem ele está lidando.

É comum ouvir que gente chata são pessoas com personalidades difíceis ou fortes, daquelas que não mudam suas características rudes e ruins por nada. Algumas chegam a ser tão difíceis de lidar que praticam algum tipo de bullying ou assédio com aqueles indivíduos que têm convivência.

Como lidar com gente chata 

A verdade é que gente chata pode sim mudar. No entanto, essa mudança não ocorre do dia para a noite, e muito menos em decorrência de uma pessoa. Ou seja, o indivíduo não irá mudar suas atitudes apenas porque alguém lhe pede, ele precisa entender o porquê ele precisa mudar e se ele deseja isso.

Por isso, ao entrar em contato com gente chata, é importante ter em mente que tentar mudar essas pessoas não é um papel seu. É preciso tomar muito cuidado, e saber as melhores formas de lidar com pessoas assim, para que isso não acabe afetando a vida de maneira geral. Seja no desempenho do trabalho, na faculdade ou até mesmo no círculo de amizades. 

Confira algumas dicas para lidar com essas pessoas: 

  • Diminua o tempo que você passa com essa pessoa;
  • Se isso não for possível, devido a um trabalho ou atividade em comunhão, tente focar toda a sua atenção para o que está sendo realizado;
  • Tente atividades para manter a calma, como a meditação;
  • Em vez de responder rápido a uma fala da pessoa, pense direito no que ouviu e no que pretende responder;
  • Tente usar a lógica para se comunicar, muitas vezes essas pessoas não irão concordar com seu ponto de vista e pode ser difícil conversar sem travar uma briga;
  • Gente chata, não todas, costuma ter uma explicação para as suas ações e falas. Por isso, tente sentir compaixão e pergunte o quão difícil deve ser estar sempre com raiva ou agir daquela maneira com todos;
  • Caso a pessoa o ataque diretamente, na forma de assédio ou bullying, aproveite o momento para se defender. Não abaixe a cabeça e procure apoio em colegas, pois a situação pode acontecer novamente se ninguém for penalizado.
  • Não se deixe levar pelas emoções, não morda a isca que esta pessoa oferece ao tentar irritar, se necessário se retire do lugar;
  • Não espere mudanças.

Gente chata tem mais poder?

Certas pessoas acreditam que ter poder está ligado a ser uma pessoa desagradavel. Ou seja, gente chata é mais propensa a conseguir ter sucesso na vida, a alcançar suas metas e conseguir estar em patamares com poder. Não é difícil achar pela internet “dicas” que afirmam que ser uma pessoa chata pode ser a chave para o sucesso. 

Porém, não é bem assim que as coisas funcionam. Um estudo realizado em 2020 provou que ser uma pessoa desagradavel não está diretamente ligado a ter sucesso. Foram realizadas duas pesquisas a longo prazo, onde os estudiosos analisaram um grupo de pessoas prestes a entrar no mercado de trabalho, para descobrir quais apresentavam características de gente chata

Quatorze anos após esse primeiro levantamento, eles retornaram o contato com essas pessoas desagradáveis. O objetivo era descobrir quanto poder eles haviam ganhado durante sua carreira, e quem se deu melhor em termos de posições de trabalho. 

Desta forma, os pesquisadores descobriram que o fato deles terem traços desagradáveis, e serem considerados pessoas desagradáveis, também conhecidos como gente chata,  não os dava mais poder. O estudo apontou que o fato desses indivíduos apresentarem um perfil mais dominante e agressivo fazia com que eles conseguissem ter poder. 

No entanto, por não engajarem em atividades coletivas ou terem quase nenhuma atitude generosa, eles acabavam perdendo poder. Essas duas situações acabam entrando em conflito, e assim, acabam se cancelando. Fazendo com que a habilidade de ter poder de gente chata não seja superior ao normal. 

Teorias da conspiração

Um outro estudo publicado pela revista Personality and Individual Differences revelou que gente chata é mais propensa a acreditar em teorias da conspiração. Mas o que isso significa? Pessoas com personalidades desagradáveis se sentem mais confortáveis ao acreditar em teorias como a área 51, a terra plana ou a morte da princesa Diana ter sido causada pela família real.

A busca foi feita pelo doutorando de psicologia, Cameron Kay. Ele convidou 50 estudantes universitários para uma entrevista de uma hora, que iria definir se eles tinham uma personalidade desagradavel ou não. No total, 26 alunos não passaram no teste e acabaram indo para casa.

Os que continuaram no teste, aqueles que podem ser chamados de gente chata, também foram questionados sobre suas crenças incomuns e suas perspectivas para o futuro. O pesquisador notou que todas as pessoas aparentavam não ter controle sobre o próprio futuro, não tinham muita confiança em terceiros e tinham a necessidade de se sentirem únicos.

Ao analisar os resultados, Cameron Kay descobriu que todos eles apresentavam características da chamada “tétrade obscura”. Na psicologia, esses seriam os traços que seriam capazes de definir uma pessoa ruim. Essas características são: 

  • Maquiavélico (manipulatividade e cinismo); 
  • Narcisismo (vaidade e auto-obsessão); 
  • Psicopatia (impulsividade e insensibilidade); 
  • Sadismo (crueldade e abuso).

Esses traços costumam ser associados à capacidade de acreditar em ideações conspiratórias, segundo o estudo. De acordo com o pesquisador, descobrir o porquê pessoas desagradáveis  acreditam em teorias da conspiração pode ser um bom método para combater a desinformação. Desta forma, entender a mente de gente chata pode ser essencial para a ciência. 

O mundo precisa de gente chata?

Essa é uma questão ainda em discussão. Algumas pessoas acreditam que o mundo poderia ser melhor sem gente chata, enquanto outras creem que nem toda pessoa desagradavel é ruim. Isso porque esses indivíduos costumam questionar o normal com mais frequência, e assim, não abaixam a cabeça em uma situação que não concordam.

Em alguns momentos isso pode ser bem desagradavel, enquanto em outros pode ser até benéfico. Basta analisar a situação, tentar prestar atenção no que a pessoa está dizendo, ela é mesmo chata, ou o fato dela discordar de algo comum é válido? Mesmo que seja difícil, às vezes é preciso ouvir com atenção para poder saber se opinião de gente chata é válida ou não.