Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Manter o foco é um desafio diário em um mundo onde todos são bombardeados com informações a todo momento

Foco é o ato de se concentrar em um interesse ou atividade. Para que uma pessoa consiga se concentrar, ela precisa ignorar outras coisas que estiverem sob sua atenção. Para se ter foco, é preciso dizer um “não” temporário para certas atividades, em prol de que se consiga terminar aquela que é prioridade.

Isso não significa que futuramente não será possível focar na atividade deixada de lado, apenas que o foco é outro naquele momento. O foco é fundamental para que ocorra produtividade. Afinal, para conseguir realizar uma tarefa de maneira eficiente, é preciso deixar outras ações de lado. 

Algumas pessoas encontram muitas dificuldades com o foco. A sociedade vive em um mundo tecnológico e antenado, onde se recebe mensagens, notificações e ligações a todo o momento. Com as informações na palma da mão na internet, o foco em apenas uma atividade pode ser uma tarefa difícil.

Uma mente que não exercita sua concentração constantemente, irá encontrar mais dificuldade com o foco no dia a dia. No entanto, esses obstáculos podem ser ultrapassados com técnicas para melhorar o foco e mudança na rotina de alimentação e de exercícios.

Multitarefas

A verdade é que ninguém consegue focar em mais de uma tarefa ao mesmo tempo. É possível assistir televisão enquanto cozinha uma refeição. No entanto, a atenção da pessoa que faz isso só poderá estar voltada para uma única tarefa de cada vez. Ou seja, ela estará cozinhando com a televisão tocando ao fundo, ou preparando o alimento sem prestar atenção enquanto assiste a novela. 

Fatores que afetam o foco

O foco pode ser afetado tanto por fatores externos como internos. Por isso, é possível se sentir mais distraído em alguns dias do que em outros. Entender esses fatores é uma das chaves para melhorar o foco.

Distração

O acúmulo de informações recebidas todos os dias a todo momento impacta na forma como o corpo humano lida com o foco e a concentração. Apenas o ato de olhar o celular pode desencadear toda uma cadeia de distrações que tiram o foco da tarefa principal. A curiosidade para ter acesso às mais diversas informações se coloca como um obstáculo para ter um bom foco.  

Sono insuficiente

Segundo estudos, a privação de sono pode gerar pouco foco, processamento de pensamento reduzido e redução na concentração. Como resposta, a habilidade de realizar tarefas, principalmente aquelas que usam lógica, pode ser afetada. A falta de um sono de qualidade a longo prazo também tem impactos significativos na memória humana. 

Falta de atividades físicas

Até mesmo uma prática de dois minutos de exercício é capaz de melhorar o foco. Uma pesquisa realizada pela revista Translational Sports Medicine, mostrou que atividades físicas praticadas por jovens adultos conseguem melhorar a qualidade do foco e da memória. 

Quando a atividade física é praticada em um período mais longo de tempo, ela passa a ter um resultado melhor a longo prazo. Já as mudanças de um exercício de até dois minutos podem fazer com que a pessoa tenha foco por até duas horas. 

Hábitos alimentares 

Quando uma pessoa não se alimenta com a quantidade correta de nutrientes, ela pode começar a apresentar sintomas de perda de memória, fadiga, e pouco foco. Alimentação com baixa quantidade de gordura pode causar danos ao foco, já que não oferece a quantidade necessária de ácidos graxos que o corpo precisa. 

Ambiente

O ambiente também tem efeitos na concentração. Um local muito barulhento pode afetar o foco de algumas pessoas, enquanto o silêncio impede o foco de outros. Essa questão varia de indivíduo para indivíduo, porém, a premissa é a mesma. Em ambientes com muitas distrações, se torna quase impossível conseguir foco em uma tarefa.

Condições que afetam o foco 

Em certas situações, o que gera a falta de foco é uma condição que não pode ser mudada de maneira tão rápida. Nessas ocasiões, é preciso aceitar que o foco será reduzido, mas nunca esquecer que é possível adotar alguns métodos para melhorar o abalo na concentração. Confira a seguir condições que causam perda de foco:

Como melhorar o foco

Elimine distrações

O primeiro passo para melhorar o seu foco é eliminar todas as distrações. Faça um esforço para ir a um lugar mais quieto, desligue as notificações de seu celular e feche todas as redes sociais. Diga para aqueles ao seu redor para fazerem o menor barulho possível, feche todas as abas de seu computador que não são necessárias. 

Não pule refeições

Mantenha uma alimentação saudável e balanceada, mas principalmente, não pule nenhuma refeição. Sentir fome enquanto está tentando manter o foco em uma atividade é a chave para a distração. Por isso, tente balancear uma dieta com proteínas, carboidratos e gorduras saudáveis. 

Os micronutrientes presentes nesses alimentos são fundamentais para o desenvolvimento cognitivo do organismo humano. Segundo a escola de medicina de Harvard, existem comidas conhecidas como “alimentos do cérebro”, que podem melhorar o funcionamento do foco. Elas são:

  • Verduras;
  • Folhas verdes, como o couve, espinafre e o brócolis;
  • Morangos, amoras, mirtilos e framboesas;
  • Nozes;
  • Chá e café, com moderação;

Durma bem 

Como já foi falado, uma boa noite de sono é essencial para se ter um bom foco. Por isso, recomenda-se uma quantidade de mais de 7 horas de sono todos os dias, para pessoas entre 18 e 60 anos. Além disso, é necessário evitar manter eletrônicos ligados durante a noite, beber café depois do lanche da tarde e fazer muito barulho antes de dormir.

Para ter uma boa noite de sono certifique-se que sua cama está confortável e que seu quarto está silencioso. Antes de dormir escolha ler um livro, tomar um banho quente ou ouvir uma música relaxante, com apenas sons ou o instrumental. 

Crie metas 

Se você está em busca de foco em uma tarefa específica que precisa ser realizada em um determinado prazo, crie metas. Separe a atividade em diversas fases, e anote tudo, riscando cada coisa a partir do momento que ela for cumprida. 

Um exemplo de organização para conseguir foco é separar a atividade da seguinte forma:

  • O que precisa ser feito?
  • Como você vai avaliar seu progresso?
  • É uma meta realista? Pode ser realizada dentro do prazo?
  • Qual é a sua relevância dentro do cenário em que está inserida?
  • Quando precisa ser realizada?

Pratique mindfulness 

Pratique a atenção plena quando você sentir que sua mente está se distraindo. O ato de se colocar no momento, prestando atenção no que está acontecendo com calma pode ser um dos diversos passos para manter o foco. A meditação e a respiração atenta podem ajudar o indivíduo a conseguir focar em sua tarefa, sem pensar no futuro, apenas no processo que está passando. Essa técnica é chamada de mindfulness

Pratique a técnica pomodoro 

Outra atividade que pode ajudar a manter o foco é a técnica pomodoro. Esse método temporal ajuda o cérebro a focar em uma só tarefa em curtos intervalos de tempo. Saiba como aplicá-la: 

  • Coloque um alarme para tocar em 25 minutos e vá trabalhar;
  • Quando o alarme tocar, faça uma pausa de cinco minutos;
  • Depois da pausa, repita o processo do alarme;
  • Assim que você completar quatro rodadas desse métodos, é possível tirar uma pausa maior de aproximadamente 20 a 10 minutos. 

Treine seu cérebro 

Jogos de memória e lógica são eficazes em treinar o cérebro para ter um bom foco. Essas atividades ajudam a melhorar as habilidades cognitivas, como a concentração, em adultos. Desta forma, a inclusão de jogos de lógica, sudoku, xadrez e quebra cabeças na rotina pode melhorar a forma como você se concentra.

Faça exercícios 

As atividades físicas ajudam a relaxar os músculos e aliviar a tensão no corpo. Devido à conexão do corpo com a mente, quando seu organismo se sente relaxado, sua mente também relaxa. Estudos já provaram que a prática de exercícios ajuda na liberação de dopamina, norepinefrina e serotonina, hormônios que afetam a qualidade do foco. Por isso, pessoas que praticam algum tipo de atividade física apresentam melhor desempenho cognitivo.