Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

O único jeito para fazendas crescerem em cidades é pra cima, diz estúdio de design criador do projeto

Essenciais na exportação de mercadorias via mar, uma hora, porém, os contêineres de aço perdem sua utilidade, são abandonados e enferrujam com o passar do tempo ou são jogados no mar. Já vimos casas e mansões (como essa aqui) feitas de contêineres reutilizados e uma nova ideia apareceu, aliando reutilização e geração de alimentos para centros urbanos.

O Hive-Inn City Farm é um projeto de uma empresa de design coreana, a OVA, que já desenvolveu um protótipo de hotel também feito com contêineres. A ideia é trazer para os limitados espaços urbanos essas fazendas verticais com o intuito de, claro, gerar alimentos e economizar dinheiro, enquanto resíduos e água são reciclados. O design dessas hortas urbanas verticais gira em torno de uma “estrutura de rede”, onde cada contêiner é ligado ao outro numa espécie de encaixe, possibilitando também que o mesmo seja retirado e movido de lugar a hora que quiser sem comprometer o resto da estrutura. Para os idealizadores, não importa se uma fazenda em contêiner funcionará em uma rede ou autônoma: nesse projeto, cada contêiner pode ser autosuficiente.

De grandes hortas urbanas até mini-hortas para restaurantes, o projeto funcionará do mesmo jeito: água da chuva pode ser coletada e a reciclagem se dará por processos de aquaponia e hidroponia. Resíduos humanos e de animais serão convertidos em adubo e gás metano, e painéis solares e pequenas turbinas eólicas garantirão a eletricidade necessária para as funções possíveis.

Até o momento, no entanto, os Hive-Inn City Farms continuam apenas como um conceito. A empresa de design ainda não anunciou qualquer local e data em que um protótipo do projeto possa ser testado, mas a ideia em si é merecedora de muitos méritos e pode guiar o futuro para produção agropecuária em ambientes urbanos.

Veja também: